Teen Wolf – 6×03 – Sundowning

Fonte: spoilersguide.com

Continua após a publicidade

E mais um episódio de Teen Wolf finalmente saiu, e devo dizer que fiquei com meus sentimentos confusos quanto a esse aqui. Se por um lado é sempre bom que a série revisite plots iniciados em temporadas anteriores, até pelo fato de essa temporada ser a final (e os escritores terem de amarrar as pontas soltas) por outro lado o desenvolvimento da história principal ficou bem lânguido, arrastado.

Com o conhecimento do fato de que Stiles só voltará mesmo na segunda parte da temporada, toda essa história dos Cavaleiros Fantasmas vai ter que render, mas uma pergunta me vem à mente: será que os escritores realmente vão conseguir esticar o descobrimento dos poderes e da motivação dos vilões por dez episódios de quarenta minutos? O terceiro episódio gera essa dúvida, especialmente porque pouco acrescenta para a trama geral, o que acaba por dar a impressão de que a série não está indo para frente, está presa num mesmo ponto. Um episódio inteiro para que o Xerife Stilinski descubra ser o pai do garoto desaparecido prova que não há mais como explorar essa situação sem ficar extremamente lento e repetitivo. Talvez a adição do lobisomem nazista tenha sido justamente para manter o telespectador entretido enquanto ocorre lentamente a descoberta dos mistérios que envolvem os Cavaleiros Fantasmas. Mas é aí que mora o problema, uma vez que adicionar mais um vilão pode tirar o foco da trama original, especialmente se este vilão já está prestes a ser desmascarado (ele matou várias pessoas e o Argent já está em sua cola).

Outro ponto válido a se discutir é a questão da responsabilidade. Desde a primeira temporada, Scott tem que lidar com o peso de seus atos e, agora, nesse momento da “transferência do bastão”, por assim dizer, Liam vê que suas atitudes precipitadas, cheias de boas intenções, colocaram em risco todo mundo que foi à festa. O peso da responsabilidade também vai ser passado a Liam, não só a posição de Alpha. Ele deverá, no decorrer da temporada, com seu novo bando, aprender a lidar com as severas consequências de seus atos, independentemente de suas boas intenções. Afinal, “de boas intenções o inferno está cheio”.

Há ainda mais uma coisa que eu gostaria de comentar: o recém-surgido descontrole de Malia. O sumiço de Stiles parece ter impactado bastante em Malia, que agora apresenta uma dificuldade palpável em controlar os próprios impulsos e lidar com a pressão da escola. Sem Stiles para auxiliá-la, a personagem parece estar perdida e mostra-se cada vez mais fera que humana. Seria bem bacana ver isso ser explorado, até pela falta de tempo de tela que a personagem tem tido. Se juntar o tempo de tela total dela essa temporada, posso apostar que não vai ultrapassar dez minutos.

No fim das contas não foi um episódio ruim, só não conseguiu manter a energia e o dinamismo dos episódios anteriores. Com uma trama um pouco mais confusa, algumas cenas aparentemente jogadas, a introdução de um vilão cuja aparição parece ser muito mais um artifício para manter a história principal rolando que qualquer outra coisa, “Sundowning” apresenta problemas estruturais, mas é uma experiência divertida para quem puder relevar estes fatores.

Tags Teen Wolf
Avatar

Roger Olly

Virginiano com ascendente em gêmeos. Fã de The Magicians e Imposters. Faço reviews de New Girl, Teen Wolf e escrevo a coluna Spoiler Alert.

No comments

Add yours