Teen Wolf – 06×04 – Relics

Fonte: spoilersguide.com

Continua após as recomendações

Acho compreensível uma série como Teen Wolf, próxima de seus 100 episódios, reciclar algumas tramas e fazer cenas semelhantes. Não é que os escritores tenham perdido a criatividade, mas depois de tantos episódios, fica difícil encontrar algo novo para explorar. Mas há um porém: isso só se aplica quando os escritores pelo menos se dão ao trabalho de tentar criar algo novo e diferente, algo que não está sendo o caso com os personagens novos introduzidos desde a temporada passada.

Continua após a publicidade

Peguemos Mason, por exemplo: ainda que seja o meu preferido dos personagens novos, ele é simplesmente uma cópia do Stiles, e está sendo usado descaradamente para preencher o lugar de Stiles. Da mesma forma Liam, o Scott que não deu certo. Na cena em que Liam e Mason conversavam sobre raios e Liam teve uma dúvida, Mason, como o bom Stiles que é, explicou para o abobado Scott… ops, Liam. E não é só isso, pois até o background é o mesmo. Mason e Stiles eram relacionados com grandes vilões (Stiles e Nogitsune, Mason e a Besta), enquanto que Liam e Scott são ambos os líderes bobões que não sabem de muita coisa mas conseguem resolver os problemas no final de tudo.

Outro fator que amargou minha experiência ao assistir esse episódio foi a aparente falta de rumo dos escritores quanto à temporada em si. Conforme eu já tinha falado semana passada, a trama dos Cavaleiros Fantasmas já apresenta sinais sérios de desgaste e a introdução do Lobisomem nazista da temporada passada parece ter sido apenas um artifício para tirar um pouco o foco deles. Isso é tão verdade que o pouco que foi desenvolvido sobre a trama do lobisomem nesse episódio foi muito mais a respeito de Malia e seu descontrole que sobre o vilão em si. Foi simplesmente um episódio para mostrar o quão fodões e invencíveis são os vilões e nem mesmo o Parrish pode vencê-los (sendo que temporada passada ele era basicamente o invencível destruidor dos universos). O único real progresso foi termos visto qual é a relíquia de Stiles: seu velho Jeep. Ah, e o fato de que o bando já não acredita mais tanto na existência dele.

Mas o episódio não foi feito apenas desses pontos negativos, pois tivemos algo muito bom: o desenvolvimento da trama de Malia. Como eu já tinha mencionado em minha última review, Malia está entrando em descontrole, pois não tem mais seu apoio (Stiles). Esse descontrole foi expandido neste episódio e pudemos ver algumas interações bem bacanas entre ela e o pai de Alison. O desenvolvimento da personagem (a falta de desenvolvimento, aliás) era algo de que eu vinha reclamando desde o retorno da série, e finalmente ela recebeu a atenção devida. Acredito que isso só tende a aumentar, vez que as consequências do sumiço de Stiles estão sendo exploradas aos poucos.

Algo bom também foi o fato de todo mundo começar a desacreditar na existência de Stiles. Era pouco crível a situação toda e essa perda da esperança tornou tudo muito mais real, especialmente na parte da mãe de Lydia, que questionou se a garota não estava apenas usando os dados emergentes para explicar a própria tese.

No final de tudo, o episódio não foi tão ruim assim, mas não posso deixar de verificar os gritantes aspectos negativos que a série demonstrou (e que não deveria demonstrar a este ponto. Teen Wolf é uma série veterana, deveria saber melhor que isso). Fica registrada minha esperança de que a série melhore, especialmente porque tenho plena noção do nível que ela pode alcançar (vide seasons 1 a 3).

Nenhum comentário

Adicione o seu

Tags Teen Wolf