Teen Wolf – 6×08 – Blitzkrieg

Fonte: spoilersguide.com

Se tem uma coisa em Teen Wolf que nunca deixa de me impressionar é o fato maravilhoso de que a série sabe que possui muitos momentos descabidos e, por conta disso, não se leva a sério demais. Era o que eu amava na primeira temporada e é o que estou amando nesta temporada final. O fato de um personagem chegar e dizer algo como “ele é um nazista lobisomem que quer um exército sobrenatural”. Poucas séries têm a honra de dizer que sabem que suas tramas são absurdas o suficiente para que não se levem a sério e Teen Wolf, assim como Supernatural, é dessas.

Blitzkrieg” pode facilmente ser enquadrado como um dos melhores episódios da temporada, simplesmente pelo fato de que senti uma continuidade que ainda não tinha sentido em muitos dos episódios anteriores. Sabemos agora quem é o vilão da temporada, Garrett Douglas. Sabemos também que ele é um Löwenmench, uma criatura híbrida de lobo e leão. Sabemos, por fim, a origem dos poderes bizarros dele: ele levou uma chicotada de um dos Cavaleiros Fantasmas, mas não foi suficiente para transportá-lo para o terminal, depois que ele buscou a ajuda dos Doutores do Medo foi colocado num tanque e o sangue dele, misturado com a substância do tanque, o fortaleceu.

Mas a melhor descoberta foi a de que se alguém lembra o suficiente de um dos abduzidos, é possível abrir um portal para o terminal. Esse pedaço de informação ao meu ver pode ser o pivô para o encerramento da temporada em grande estilo.

Continua após a publicidade

O melhor, contudo, não foi nada disso que mencionei anteriormente. O ponto alto do episódio foi, na verdade, a trama do Xerife Stiles. Sim, novamente estou falando dele, porque acho que a devida atenção deve ser dada à melhor cena do episódio: o xerife Stiles chega na turma relembrando tudo de seu filho para eles. Se no episódio passado o sentimento foi de dor ao ver Claudia partir, neste episódio o sentimento é de revigoramento e motivação. Foi uma cena forte por si só.

Antes de partir para minhas conclusões, devo mencionar que um ponto me decepcionou: a falta de sentimento no momento da perda da mãe de Scott. Sinto que a cena toda foi mal aproveitada e a reação de Scott para a perda da mãe foi simplesmente fria e pouco dramática. Este ponto foi bem negativo, considerando que focaram em outros subplots do episódio em detrimento deste que deveria ser o núcleo central.

No final de “Blitzkrieg“, o gostinho que fiquei foi de “quero mais”. Com uma continuidade perfeita e sabendo aproveitar os questionamentos iniciados no episódio anterior para entregar respostas satisfatórias, o episódio soube usar o gancho muito bem e cobriu as pontas soltas. Obviamente, o nível de absurdo dessa temporada está no mesmo patamar da quinta temporada de Buffy, mas isso não altera em nada a qualidade da diversão proporcionada.

Tags Teen Wolf
Avatar

Roger Olly

Virginiano com ascendente em gêmeos. Fã de The Magicians e Imposters. Faço reviews de New Girl, Teen Wolf e escrevo a coluna Spoiler Alert.

No comments

Add yours