Teu Passado Te Condena: Liev Schreiber

Não dá para consertar o passado.

Continua após publicidade

O presente de Liev Schreiber é Ray Donovan, e o passado que você provavelmente se lembrará é X-Men Origens: Wolverine. Ele de fato não é o ator mais badalado de Hollywood, mas isso não diminui seu talento.

Continua após a publicidade

Além do cinema e da TV, Liev também mantém uma carreira no teatro, sendo este considerado o seu principal campo de atuação, com aclamação da crítica, inclusive rendendo-lhe um Tony Award. Outro campo que lhe rendeu certo reconhecimento é a narração de documentários, além da sua recém empreitada na direção, produção e roteirização. Ele também é conhecido por ser casado com a linda Naomi Watts, o que pode ser considerado sua maior conquista.

Continua após publicidade

Mas é em Ray Donovan, vivendo o fixer que dá nome a série, que ele acompanha a tendência de atores do cinema buscando espaço na TV. Ray vive de consertar a vida dos outros enquanto a sua própria vida e família precisam de conserto.

Mas o que Liev fazia antes de lidar com os problemas dos outros?

Continua após publicidade

 

Liev Schreiber Ray Donovan

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

 

Se engana quem pensa que Liev Schreiber e Hugh Jackman só foram parceiros em X-Men Origens: Wolverine. Em 2001 eles participavam da comédia romântica Kate & Leopold. No filme, Stuart (Schreiber) descobre um portal interdimensional por onde acidentalmente Leopold (Jackman), um nobre de 1876, é transportado para a Nova Iorque de 2001, onde, além de lidar com a vida moderna, descobre um grande amor, Kate (Meg Ryan, ainda reconhecível). Com o filme centrado no romance dos personagens de Hugh e Meg, Liev acaba fazendo figuração de luxo e só se ferrando, porque Stuart é ex-namorado de Kate. Mas como o filme é aquele clássico nostálgico da Sessão da Tarde que entrou aqui apenas para título de curiosidade, e que tem momentos tão legais quanto os de Ichabod Crane e o mundo moderno em Sleepy Hollow, vamos pular pra o que interessa, sem pânico.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=lFJywpD2PU4[/youtube]

Ou melhor, com Pânico, muito Pânico, quatro vezes Pânico! Sim, você já se ligou aonde quero chegar. Liev Shreiber esteve nos três primeiros filmes da franquia Pânico. Não que sejam ruins, e que eu odeie os filmes, muito pelo contrário, cresci assistindo (o que também não faz dele um poço de qualidades, diga-se de passagem), mas é mais um exemplo de filmes que se estragaram com tantas continuações. No longa, Liev é Cotton Weary, e como todo mundo ali, ele é suspeito de ser o autor de uma série de assassinatos centralizados na chata da Sidney.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=y8SLxD3ATw0[/youtube]

Liev Schreiber, teu passado te condena!