Teu Passado Te Condena: Max Riemelt

Imagem: Netflix/Divulgação

Continua após as recomendações

Sense8 está voltando, Yey! Para comemorar este tão aguardado – e demorado – retorno, a Teu Passado Te Condena de hoje vasculha o passado de um dos colírios da série. Ele tem olhos claros, é loiro, e chamou atenção no mundo por expor o seu membro (carinhosamente apelidado no Brasil de “tromba”) para todos verem. Já sabem de que eu estou falando, não é?

Continua após a publicidade

Sim, nosso Wolfgang, Max Riemelt, é estrela da nossa coluna de hoje. O alemão de 33 anos já tem uma carreira extensa, e é bem conhecido na Alemanha, mas ganhou mesmo os olhos do mundo com a série da Netflix. Ele já passou pelo Brasil algumas vezes, tendo tido um caso inclusive com uma brasileira de Minas Gerais em 2015. Sortuda, não é não?

Investigando seu passado, encontramos algumas pérolas que merecem ser lembradas, mas também temos produções que valem a pena ser conferidas. Vamos lá?

Max começou a carreira em filmes para a TV; em Eine Familie zum Küssen em que Riemelt estreou com apenas 13 anos. A história é um tanto complexa e aborda as relações familiares após perderem a mãe em um trágico acidente. Ainda jovem, o ator continuou dando pequenos passos na carreira e estrelando outros filmes para a TV alemã nos anos seguintes, incluindo Zwei allein (1998), Ein Weihnachtsmärchen – Wenn alle Herzen schmelzen (1999) e Brennendes Schweigen (2000).

Imagem: Pinterest

Em 2001 Max teve a primeira chance de sua carreira, ao estrelar o filme Garotas Procuram…, uma espécie de versão alemã de American Pie, em que Max ganhou os olhos do público e principalmente começou a chamar atenção do público do feminino. O longa discute as primeiras questões sobre sexo, da perspectiva de três amigas. O papel de Max chamou tanta atenção no longa que ele foi convidado a retornar para uma continuação em 2004.

Imagem: FilmCine

2004 acabou se tornando um ano de oportunidades para Riemelt! O ator foi convidado para ser uma das estrelas do longa Napola – Elite für den Führer, que abordava a história da amizade Friedrich Weimer (Max Riemelt) e Albrecht Stein (Tom Schilling) numa “Napola”, instituição político-educacional para a formação de militares de elite. O longa abordava a prática nazista e, apesar de não ser explícito, muitos críticos destacaram uma temática homossexual na amizade dos protagonistas. O longa rendeu à Max o seu primeiro prêmio, como Melhor Ator no Festival Internacional de Karlovy Vary.

Passamos para 2006 e Max conquistou mais um protagonista de um longa alemão. Desta vez, ele estrelou Um Amor Além do Muro, que tem como temática a instalação do Muro de Berlim. Ele interpretou um cenógrafo que entra na vida de um casal do lado oriental, que se envolvem com o Rock N’ Roll, proibido na Alemanha Ocidental.

Imagem: Adoro Cinema

Após estas produções, Max retornou à TV alemã, estrelando longas e séries de curta duração como Der Kriminalist (2007), GG 19 – Eine Reise durch Deutschland in 19 Artikeln (2007), An die Grenze (2007), Mörderischer Frieden (2007), Up! Up! To the Sky (2008).

Em 2008 Max começou a subir na carreira e estrelou um filme que rendeu burburinhos mundialmente. Trata-se de A Onda, inspirado no livro americano de 1981. No filme ele estrela como um rapaz que pratica bullying mas que passa a mudar de comportamento após a influência do professor discutida no filme. Ele aparentava ser bem mais novo e se encaixou bem no perfil de um estudante de colégio. Veja uma entrevista na época:

No mesmo ano ele estrelou outro filme com notoriedade na Alemanha. Trata-se de Tausend Ozeane, em que ele dá vida ao melhor um amigo de um rapaz que é dado como desaparecido em uma ilha deserta. Neste longa ele teve a oportunidade explorar bem o seu trabalho como ator dramático.

Mesmo com tantas produções de destaque, Max ainda ficou no ostracismo e preso à esfera Alemã por um bom tempo. Dentre o retorno à TV e longas metragens, ele estrelou em 2013 um filme que gerou bastante burburinhos em muitos festivais: trata-se de Queda Livre, que conta a historia do amor gay de dois militares. O longa está disponível na Netflix e é uma excelente oportunidade para quem gostaria de apreciar o rapaz mais a vontade em cenas pra lá de quentes.

Antes de chegar ao ápice de sua carreira na produção da Netflix, Max ainda estrelou produções menores como Blutgeld (2013), Der zweite Mann (2013), Elly Beinhorn – Alleinflug (2014), Um Brinde a Vida (2014) e Amnésia (2015).

 

Imagem: Tumblr

Mas foi mesmo em 2015 que sua carreira sofreu uma grande reviravolta, ao ser escolhido para dar vida ao Wolfgang de Sense8. A série ganhou os olhos do mundo pela Netflix e, de acordo com as produtoras, Riemelt foi escolhido por conseguir passar essa “ar” gangster que o personagem precisava. Claro, nós amamos sua interpretação, que cada vez surpreende mais.

Imagem: Pinterest

Prontos para amarem o Max ainda mais na segunda temporada de Sense8? Os episódios estreiam amanhã, 05 de maio, na Netflix!