The 100 – 3×02 – Wanheda: Part Two

tehejss
Imagem: Arquivo Pessoal

 

Continua após publicidade

“Talvez você não seja a Comandante da Morte, afinal…”

The 100 fez um belíssimo trabalho com o seu episódio de estreia da nova temporada. E, para a nossa felicidade, seu sucessor não ficou por baixo. Funcionando de fato como complementares, as duas partes de “Wanheda” elevaram o nível e aumentaram as apostas. Se o primeiro episódio foi fantástico, o segundo foi fascinante e, certamente, já figura entre os melhores de toda a série.

Continua após a publicidade

Mesmo com toda a ação (manda mais que tá pouco), pequenas pausas foram feitas e junto com elas vieram informações valiosas. A Cidade da Luz, motivo de especulação desde que foi mencionada pela primeira vez, começa a ganhar contornos interessantes, mesmo que a nebulosidade a respeito do que ela é e do que representa continue. Através de Jaha e suas visitas, podemos deduzir que o lugar é algo que talvez só exista na mente dos que creem nela. É interessante notar que todo o discurso que envolve a Cidade da Luz assemelha-se a ideia de Céu, ou Paraíso, disseminada por grande parte dos religiosos, um lugar sem dor, ódio ou morte e cheio de coisas boas. Um lugar que Jaha, quase na condição de escolhido de A.L.I.E., deseja repopular. Fato que pode nos remeter, também, ao que Noé fez após o dilúvio (aqui representado pelas explosões nucleares). Curioso, não?

Continua após publicidade

Além disso, neste episódio, pudemos ver a adição de um novo núcleo, os sobreviventes da Estação de Agricultura da Arca (entre eles a mãe de Monty), que tiverem que aprender a lidar com a Nação do Gelo desde seus primeiros momentos na Terra. O fato de o povo da nova estação se incomodar com a presença de Indra pode ser um indicativo de possíveis conflitos no Arkadia, acampamento da Arca que vez ou outra recebe Grounders aliados e que agora os acolherá também. Ainda falando de personagens novos, Niylah sofreu as consequências por aproximar-se de Clarke. Neste ponto, descobrimos que a Wanheda foi levada por um caçador de recompensas da Nação do Gelo, que vem justificando cada vez mais o temor e o ódio demonstrados por alguns personagens.

Clarke e Roan (o homem que a capturou) protagonizaram momentos interessantes, que foram de tentativas falhas de fuga a desabafos velados. Um deles, em especial, contou com a presença de um terceiro. Bellamy conseguiu rastreá-los e encontrá-los, mas como era de se esperar, o resgate de Clarke não aconteceu e ela foi de fato levada para o contratante dos serviços de Roan. A partir daí não fomos poupados das surpresas reservadas para o final. Começamos descobrindo que o caçador de recompensas é um príncipe, e como se não bastasse, ainda é filho da Rainha do Gelo. Entretanto, quem estava por trás de Roan na caçada de Clarke era Lexa, o que levanta diversas questões a respeito do rapaz. Já a comandante deixou sua jogada clara ao dizer que quer a Wanheda ao seu lado na guerra e, ao que parece, esqueceu o que aprontou no último encontro das duas na porta do Mount Wheater. Clarke, porém, não esqueceu.

Continua após publicidade

Com “Wanheda: Part Two”, The 100 apressa o passo e nos deixa ofegantes ao adiantar uma sequência de acontecimentos que poderiam facilmente engatinhar por toda a temporada.

Alguns Comentários:

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!
  1. Na marca do terceiro ano, Monty finalmente ganhou uma história de verdade;
  2. Destaque para Abby tentando convencer Jasper a seguir em frente e citando Finn como exemplo;
  3. Para Octavia e Lincoln ficarem bem basta que ele tire a jaqueta da Arca. Maduro da parte dela;
  4. O Mount Wheater deu as caras de novo e pelo visto voltaremos a vê-lo muitas vezes a partir de agora. Quantos problemas isso trará é o questionamento que eu vos faço;
  5. Clarke cuspindo em Lexa: #RESPECT.