The Affair – 3×08 – Episode 8

Imagem: recapguide.com

Imagem: Recap Guide

 

Precisamos falar sobre Cole e Alison.

Quando a Alison abandonou o Cole para ter um romance com o Noah, Cole ficou mal e destroçado por dentro. Ele ficou sem rumo e direção quando soube do envolvimento da sua esposa com outra pessoa. Agora, cerca de 5 anos depois disso tudo ocorrer, o Cole quer fazer com a Luisa a mesma coisa que a Alison fez com ele. Não, Cole, você não pode agir desta forma! Você estará sendo um babaca, assim como o Noah foi com a Helen e como a Alison foi com você no passado. Tenho a plena consciência de estar com alguém com quem não se ama é horrível, mas fico pensando: Ele disse que construiu uma casa e se juntou a Luisa para mostrar à sociedade que ele superou a Alison. Mas cá entre nós: o que adiantou o Cole ter feito isso e sentir infeliz? Para qual finalidade foi isso tudo? Do que adianta viver uma vida de aparências se você não está bem nela? É nítido o olhar triste e melancólico do Cole. Com certeza isso faz com que a relação dele com a Luisa não seja boa.

Continua após a publicidade

E é isso que quero abordar aqui: vida de aparências. O que mais vemos são casais vivendo uma vida de aparências que não são reais. Na frente de todos, aparentam ser um casal feliz e belo, tido como modelo para outros casais. É aquele casal que vive um relacionamento perfeito: postam fotos fazendo várias declarações, vão às festas juntos e sorridentes. Entretanto, no dia a dia, vivem brigando, o marido bate na esposa e eles não se amam de verdade. Quem não conhece ou nunca ouviu falar de um casal assim? É um choque, por exemplo, quando esse casal modelo se separam porque, ora bolas, eles se gostam tanto, porém descobrimos que suas vidas eram uma mera aparência e eles não eram o que pareciam ser.

Desde a primeira temporada, vimos o quanto Noah e Alison são pessoas auto destrutivas capazes também de destruir pessoas ao seu redor. Helen e seus filhos foram vítimas desse poder de auto destruição de Noah como também Cole foi vítima de Alison. Por isso é difícil entender a Helen e o Cole, por quererem ficar ao lado das pessoas que os machucaram e deixaram cicatrizes no passado. Para eles, sugiro que reflitam se é amor mesmo o que sentem ou um apego aos seus respectivos companheiros. Uma dose de amor próprio não seria mal, hein?

P.S.: A cena na clínica foi a cena mais triste de toda a série. Quanta sinceridade, maturidade e verdades sobre a vida ditas pela Alison. A reflexão que fica após essa cena é: Qual o sentido da vida? Qual o propósito de viver? Como lidar com a perda de alguém querido? Como seguir em frente diante de um luto? Assim como Alison, a paciente da clínica está tentando lidar com o luto por sua filha, e ela não está conseguindo. A vida é um grande paradoxo. Nada está garantido nela. Absolutamente nada.

P.S. 2: Esse episódio nos mostrou o quanto um “affair” afetou a vida de todos ao redor. No final das contas, do que adiantou Noah ter se casado com a Alison? Se divorciaram com poucos anos de casados. O romance só deu certo por um período porque era proibido e tudo o que é proibido é mais gostoso (já dizia o ditado popular). Diria até que era uma aventura para ambos porque eram casados. No exato momento que deixou de ser secreto e proibido, perdeu a graça.

 

Tags The Affair
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours