The Big Bang Theory acaba hoje nos EUA: o fim de uma era na TV

Final de The Big Bang Theory encerra ciclo na TV

The Big Bang Theory exibirá hoje (16) nos EUA o seu último episódio. Ao todo, terão sido 279 capítulos exibidos, depois desta noite. Mas o final de The Big Bang Theory marcará a história da TV, pelo encerramento de um ciclo e da popularidade de um gênero que fez um sucesso estrondoso na década de 1980 e 1990.

Popularidade invejável

Talvez por ter dado voz a geração de nerds e geeks que “estourou” nos últimos anos, The Big Bang Theory conseguiu atingir em cheio o seu público-alvo. Falou uma língua que precisava ser falada. Deu voz a quem precisava ser ouvido.

Um simples “bazinga!“, slogan dito por um dos protagonistas, Sheldon Cooper, tornou-se um símbolo de uma geração que teve orgulho de ser inteligente, usar óculos e até mesmo ser fã incondicional de títulos como Star Wars, bem como quadrinhos, entre outros. Dessa forma, a comédia de Chuck Lorre quebrou paradigmas na televisão, e isso certamente ficará marcado na memória de muita gente.

Os personagens Sheldon, Leonard, Howard e Raj serviram de inspiração para que muitos estilos – até então ignorados – ganhassem vida na TV. Depois de TBBT, muitas séries se permitiram a tratar do mundo nerd e exaltar tal estilo. E aqui acaba não sendo importante o fato deles terem sido construídos de forma um tanto caricata em Big Bang. Isso porque, com a série, eles se tornaram símbolo de um status que, anteriormente, seria impossível uma pessoa desse nicho se gabar.

Bazinga! Sheldon será eternamente lembrado como um dos nerds mais famosos da TV. Imagem: Divulgação/CBS

Mas o encerramento de The Big Bang Theory não só acaba com o momento dos “nerds na TV”. Infelizmente, com ela, um estilo de se produzir e exibir séries de TV também irá acabar.

O fim de uma era

As famosas sitcoms, aquelas séries com risadinhas de fundo – e por muitas vezes gravadas com plateia – outrora foram extremamente populares. Seinfeld, Friends, Mad About You, entre outras, são a prova do impacto que tais atrações causavam na televisão. Friends, inclusive, consegue ser sucesso até hoje, mesmo sendo exibida pela Netflix, um formato que na sua época não existia.

Em seus tempos, tais atrações conseguiam reunir milhões de pessoas na frente da TV, semanalmente, para acompanharem o desenrolar de suas histórias. Um hábito que, com o tempo, foi-se esgotando. Mas de alguma forma, The Big Bang Theory conseguiu resgatar tal prática com sua estreia, mantendo-se constante ao longo de seus doze anos no ar. Agora, com o último episódio, é esperado que milhões de pessoas assistam ao vivo o desfecho da trama. Certamente, tal evento também marcará o fim desse comportamento para o gênero. Não há, na TV, qualquer série de comédia que acompanhe a popularidade de TBBT. Bem como, o estilo.

As sitcoms estão perdendo força na televisão, e cada vez mais esse gênero está desaparecendo. Com a produção de muitas comédias por serviços de streaming e canais a cabo, o formato também vem mudando. Hoje, as comédias estão “mais sérias”. O humor negro, ou “humor adulto”, virou a bola da vez. Fala-se de assuntos sérios, necessários, bem como tabus, que antes eram completamente ignorados dentro desse gênero. O fim do “besteirol” era inevitável.

E mesmo TBBT apresentando uma linguagem diferenciada, falando diretamente para o nerd, ela bebeu e muito na fonte que séries como Friends e Seinfeld beberam nos anos 1990. São textos simples, rápidos, sobre o cotidiano, e que possuem início, meio e fim em um episódio de 20 minutos. Histórias gravadas com multicâmeras e muitas vezes plateia. Esse gênero está respirando por aparelhos, com séries como Will & Grace e Mom ainda no ar. Mas, muito em breve, desaparecerão de vez.

Big Bang Theory ainda mantinha a comédia de “cotidiano” na TV. Imagem: Divulgação

Final sem muitas surpresas

Os produtores garantiram aos fãs que a história acabará “sem muitas surpresas“. Tal comentário foi uma referência a finais contraditórios de comédias recentes, como foi o caso de How I Met Your Mother. Entretanto, o diretor Mark Cendrowski disse que o episódio será simples, do jeito correto para que o público possa se despedir desses personagens que eles nunca mais irão ver.

Será nosso último episódio, mas as vidas das pessoas continuam. Os personagens darão uma ideia de como suas vidas continuam. Não haverá nenhuma bomba atômica para acabar com tudo e ninguém mais ser visto.”, disse ele.

Uma forma justa de acabar uma trajetória que será olhada de forma orgulhosa. Sim, The Big Bang Theory terá permissão para “se gabar” da importância que teve na TV, qualificando-a como um marco do gênero. Por essa, e outras razões, seu final significa o fim de uma era. Bem como, o início de uma saudade irreparável no coração de muitos fãs.

Nos EUA, o episódio final duplo está marcado para ir ao ar às 20h pela CBS. Aqui no Brasil, o último episódio será exibido no dia 02 de junho, às 22h.

Além disso, completo. Todavia, palavras. Entretanto, necessárias. Bem como, verdes. Todavia, brancas.

Leia também: Young Sheldon, série derivada de TBBT, mostrará personagens da série original em versões infantis

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.