The Blacklist – 1×17 – Ivan

[column size=”5-6″]TB3

Continua após as recomendações

Quando alguma série começa com alguém fugindo e com um celular descartável, não dá outra: a NSA tá no meio.  Dito isso, vamos para o caso da semana, intitulado “Ivan (N°88)”. Tudo começa após a morte de um agente da NSA,e o roubo da “Chave Mestra”, que o Red diz que foi realizado por um cyber terrorista da Deep Web, chamado Ivan. Mas, depois das investigações do FBI, descobrimos que o roubo foi realizado por um estudante de 17 anos, que é apaixonadinho pela filha do criador da “chave mestra” e stalker no nível extreme.

Para impressioná-la, o garoto usa o dispositivo para derrubar toda a energia de DC. Liz consegue detê-lo após um espetacular (pra não dizer tosco) mergulho em um trem em movimento, a caminho da destruição. Poderia ser trágico, mas ela consegue convencer o garoto a desativar o dispositivo e todos sobrevivem.

Continua após a publicidade

Entre um plot e outro, Liz começa uma investigação sobre o desaparecimento da Jolene, que a leva a um galpão. E quem está lá é nada mais e nada menos que o Tom. Depois da “perseguição”, não consegui entender como ele conseguiu escapar sem ser reconhecido por motivo de:

A) O lugar só tem 1 saída/entrada;

B) Muito conveniente pra ele bater na Liz, e ela não conseguir ver nada, nem mesmo o sapato;

C) O circuito de vigilância serve pra quê mesmo?

Confesso que me deu um medinho da frieza de Tom quando Liz conta que foi agredida por um desconhecido. Deu pra perceber que ele é capaz de tudo mesmo e é meio perturbado.

TB2

A Liz vendo as fotos do galpão e ver a foto do boneco que ela deu pro Tom (mesmo achando muito amadorismo da parte dele ter jogado fora assim) no lixo, e os flashes do Red dando os conselhos sobre o marido dela só serviu par reforçar o que ele tinha dito a ela antes: “Eu disse que eu nunca mentiria pra você”.

O grand finale veio quando descobrimos com o que Red estava trabalhando durante todo o episodio. Enquanto Liz achava que era uma bomba, tratava-se apenas de uma caixinha de música que toca aquela que ela mais gostava de ouvir com o pai na infância. Por sinal, a mesma música que ela sempre tem pesadelos, por conta do incêndio. Ela lembrando das palavras do pai e o Red falando exatamente o que ela queria ouvir, abraçadinhos: muito amor!

Espero que, depois de tudo isso, ela perceba que ele não é apenas um ex-bad boy que está ajudando o FBI a prender os caras maus. E que venha dia 31, e com ele a silenciosa guerra entre Liz e o Tom.[/column]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours