The blacklist – 5X02 – Greyson Blaise

Imagem: NBC/Divulgação

Como já antecipado aqui, a quinta temporada nos apresentou um novo lado de Raymond, o pobre, uma Elizabeth mais emocional e suscetível ao lado negro da força, um Donald que saiu da linha e agora terá que conviver com ameaças e extorsões, além do novo casal voluptuoso Navabi & Aram. Mas agora parece que outra mudança interessante está ocorrendo. trata-se do crescimento em importância de um personagem na trama, o fiel escudeiro de Red: Dembe Zuma.

Que cena inusitada e deliciosa a que Dembe ameaça da forma mais sutil já vista, o suposto guardião de importantes informações sobre o paradeiro da perseguida ossada. Deu fome e medo. Parece mesmo que os roteiristas da série resolveram apostar no carisma que o personagem ( com poucas chances ) já apresentou durante as temporadas anteriores e mostrar um pouco mais do até então, somente guarda-costas do nosso adorado maior bandido mundial.

Continua após a publicidade

E voltando ao nosso protagonista, Red surpreendeu novamente sendo… Red… Sim, tramando e arquitetando para continuar ajudando a equipe de Harold Cooper, não sem desviar-se de seu foco, que é a reconstrução do seu império financeiro e de poder. Aliás, é uma premissa básica para o poder, em mundo capitalista e fundamentado majoritariamente nas aparências, que o indivíduo seja rico e influente, ou pelo menos pareça.

Red deixou isso claro quando, ao se explicar a Cooper, solicitou recursos para que ele ainda parecesse o magnata de outrora e assim concluir seu plano. E talvez o que mais nos encante no seu personagem seja essa mistura de delinquência pré-determinada com a lucidez metódica. A facilidade com que Raymond toma a casa do milionário italiano e faz de sua mulher uma hostess da festa planejada para atrair seu alvo, ou então quando de forma matreira convence o falsificador de pinturas a ajudá-lo, torna-o mais mestre do que o que víamos quando este era multimilionário.

Elizabeth Keen não teve nenhuma importância fundamental no desenrolar desse episódio, entretanto, novamente ela se viu instigada a se divertir com as decisões e tramas criminosas e brilhantes desenvolvidas por seu progenitor. E claro, logo em seguida se dar conta de que realmente ela pode se parecer, mais do que gostaria, com seu pai. A conversa entre os dois em que ela admite ter deixado as coisas rolarem porque ela achou estarem corretas mas que no final  sabia não estar, deixou claro essa duplicidade que fará parte de sua vida.

E o final do episódio nos trás muito mais dúvidas do que esclarecimentos sobre o ponto dramático e tenso da série esse ano; Sabemos que Tom viu Reddington assassinar o homem que, moribundo, lhe forneceu meias informações sobre a ossada na mala. Ele não sabe muito mais que isso, mas sabe que é importante para Red. Já este,  sabe o que a mala significa ou pode significar, mas não tem ideia de que o objeto de sua maior procura hoje, encontra-se mais perto do que acredita.

Avatar

No comments

Add yours