The Blacklist – 5×06 – The Travel Agency

Imagem: NBC/Divulgação

Continua após a publicidade

Está se tornando uma constante o enfoque personalizado que alguns nomes da série têm recebido, e isso é ótimo. Assim podemos conhecer mais de cada um e observar o roteiro da série conseguindo fugir do esteriótipo superficial de personagens que somente estão lá para levantar a bola da estrela do show.

E hoje podemos observar o agente especial Harold Cooper, que para mim sempre foi um pouco passivo demais…Veja bem, desde o começo da trama, Reddington vem manipulando-o ao seu bel-prazer e tirando proveito de ter como parceiro um homem importante no Bureau. Ele foi traído pela mulher, enganado pelo chefe e etc. Entretanto, (ufa, tem um entretanto) parece que corre sangue nas veias desse homem e ele resolveu mostrar seu lado justiceiro, se arriscando por uma boa causa e ajudando um jovem negro que fora mais uma vítima dessa conturbada luta de etnias e classes na América.

E já no primeiro encontro com Tom, Raymond botou pra quebrar e abriu o jogo, vomitando tudo que já sabia sobre a história da mala e como a morte do Dr. Nik Korpal está ligada a ela. O que pareceu foi um adulto avisando a um menino que ele está brincando com fogo e pode se queimar, enquanto que do outro lado um garoto birrento dizendo que tem ser do seu jeito. Está na cara que de alguma forma o segredo pode revelar informações que podem prejudicar Red e até destruir a relação que ele está criando com Liz. Mas parece existir mais coisa aí, mais gente, ou ao que indica, mais um grupo de pessoas com interesses ainda desconhecidos.

Enquanto Tom busca incessantemente pelo desaparecido Dr. Pete MacGee, vimos que um homem enviado por alguém mais importante, que não quer que cheguem até o Dr. Psicótico.

Agora o ápice do episódio ficou para o final, quando num acesso de sandice, Elizabeth leva Tom correndo para o cartório e o pede em casamento. Que loucura tem sido essa Liz tão instável, que parece estar demasiadamente preocupada em fazer tudo certo, se esquecendo que não depende só dela a felicidade de sua família. Se esquece também de quem ela realmente é, o quanto é boa no que faz e, principalmente, quem é seu agora esposo (de verdade) Tom Keen. É uma tragédia anunciada.

Diálogo da semana:

–  Você é naturalmente bom em muitas coisas
–  Quais coisas?
–  Você é uma boa Companhia.

Avatar

No comments

Add yours