The Catch – 1×01 – The Pilot [SERIES PREMIERE]

The Catch

Imagem: Banco de Séries

Continua após as recomendações

 

O que esperar de uma série que tem como produtora executiva a nossa amada Shonda Rhimes? Aliás, gostaria de lembrar aos nossos leitores de que a Shonda é SOMENTE a produtora executiva, e não a criadora. Enfim, respondendo a pergunta: uma série de excelente qualidade, com direito a reviravoltas, a cliffhangers (Murder é especialista nisso) e personagens femininas marcantes – amo tudo isso. The Catch não me decepcionou totalmente, mas esperava muito mais da série. Acho que isso se deve ao fato de ter colocado muitas expectativas em cima dela.

Continua após a publicidade

Assim que li a sinopse, lembrei do filme Sr. E Sra. Smith porque o casal protagonista do filme vivem uma vida secreta e um não sabe sobre a identidade do outro. Em The Catch, temos uma situação parecida em que a noiva do Christopher, cujo verdadeiro nome é Ben, não sabe que seu futuro marido é um golpista dos bons. The Catch fala sobre Alice Vaughan (Mireille Enos), uma investigadora particular que trabalha em descobrir os golpistas que roubam grandes quantias dinheiro para benefício próprio. No caso do dia, Alice tenta descobrir quem está por trás de roubar os clientes de uma empresa. Ela descobre que um funcionário infeliz com o  trabalho dentro da própria empresa, Patrick, repassa as informações sobre os clientes para o Mr. X, o golpista responsável por roubar os clientes, sendo que Mr. X é o seu noivo. A partir daí, Alice vai em busca de descobrir a verdadeira identidade do homem que era seu noivo.

O piloto foi ágil, com bastante informações, e isso foi um ponto positivo porque a série não ficou enrolando em mostrar a verdadeira identidade do Mr. X. Também já sabemos que Alice já conhece quem é o seu noivo de verdade, ou seja, um canalha e um golpista especializado em dar grandes golpes. Sendo assim, a série também não ficou rodando em círculos, o que já demonstra que ela não gosta de “enrolations“.

Para mim, The Catch aborda as consequências dessa descoberta em sua vida, pois imaginemos: Alice tinha um noivo lindo e charmoso e de repente descobre-se que ele não é nada daquilo que ela pensava. Logicamente, seu mundo desmorona, vira de cabeça para baixo. Entretanto, Vaughan é uma mulher forte e determinada. Então ela usa essa determinação, que é a sua principal característica, para investigar quem é esse homem. Isso tudo com a ajuda de seus colegas de trabalho que, aliás, já amo e já quero trabalhar com todos.

Uma das principais coisas que eu amo nas séries produzidas pela Shonda é as personagens femininas. Já repararam que as protagonistas têm as mesmas características: a esperteza, a capacidade de pensar rápido nas situações adversas em que se encontram e a determinação. Ao mesmo tempo, elas são sensíveis, apesar de aparentarem serem fortes. Annelise Keating de HTGAWM é assim, e Alice Vaughan também apresenta as mesmas características. Elas também são bem sucedidas, e numa época que precisamos nos sentir representadas nas telinhas da TV e do cinema, essas personagens são importantes para a representatividade feminina.

Embora tenha sido um episódio calmo para os padrões Shonda, sem grandes cliffhangers, foi um bom piloto por introduzir a história de forma direta e sem rodeios para o telespectador. Ao mesmo tempo, acho que faltou um “up” para eu ter gostado totalmente desse piloto.

Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours