The Catch – 2×06 – The hard drive

Imagem: recapguide

Continua após as recomendações

Ethan Ward, o maior “Oi sumido” que você respeita.

Continua após a publicidade

“The Hard Drive” nos apresentou o passado obscuro de Alice Vaughan que ficou escondido por sete anos e agora veio à tona por conta da reabertura da investigação sobre a morte do detetive Steve, ocorrida em 2009. Toda essa nova investigação sobre caso foi encabeçada por Alice, para ajudar Nick Turner a ser chefe de polícia. Alice conseguiu dar um fim a esse caso investigando sem a ajuda da polícia e, sendo assim, ajudou Nick a se candidatar ao cargo de chefe da polícia.

A imagem que temos de Alice é de uma mulher determinada, independente, forte, que em nada se deixa atingir e tem todas as soluções para os problemas. A Alice do passado também era determinada, mas menos independente do que hoje. Ela era muito mais dependente do seu parceiro Ethan Ward e ela tinha problemas com drogas. Inimaginável pensarmos numa Alice Vaughan metida com drogas. Acredito que o fim desse relacionamento foi crucial para a mudança na personalidade de Alice, que passou a assumir uma postura de uma pessoa mais turrona. Isso durou até o momento em que conheceu Christopher Hall aka Benjamin Jones, pois Alice voltou a ser aquela Alice de 2009.

O final do episódio deixou a impressão de que teremos um triângulo amoroso. Sinceramente não quero isso, pois acho tanto o relacionamento atual quanto o antigo tóxico e abusivo. A série tenta fazer com que a gente curta esse relacionamento do Ben com a Allie, quando, na verdade, muita gente concorda que é abusivo e que Alice merece coisa melhor.

Margot continua sendo a melhor pessoa de The Catch. Sua filha Tessa é igual a sua mãe e está seguindo seus passos. Quero muito ver o desenvolvimento dessas duas personagens e quero sim que elas sejam próximas e, por quê não, amigas? Acho que seria maravilhoso a Tessa ajudar a mãe a comandar a firma, já que a mini Margot tem espírito de liderança e é mega esperta. Sybil, mãe da Margot, deveria aparecer mais na série, pois as três: avó, mãe e filha fazem um ótimo trio de criminosas. Portanto, queremos mais Sybil!!

Se Margot é a melhor personagem feminina, Rhys é o melhor personagem masculino. É ele quem traz mais leveza ao drama e tem as melhores sacadas. Desde que se assumiu bissexual e começou a ajudar o FBI como agente infiltrado, o desenvolvimento do personagem melhorou bastante.

P.S.: O que foi aquele “HD externo humano”? WTF? Achei meio sem noção.

Tags The Catch
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours