The Dropout, vale a pena assistir a série do Star+?

The Dropout estreou no catálogo do Star+: mas vale a pena assistir?

The Dropout série
Continua após publicidade

Uma jovem enigmática tem um plano ambicioso em mente. Mas resta saber se ela vai conseguir coloca-lo em prática. Só que ao longo do caminho, em meio a tantos testes, ela vai juntando investidores que apostam tudo na ideia – sem saber que era um tiro no escuro. É mais ou menos essa a premissa de The Dropout, que acompanha a busca de Elizabeth Holmes por uma invenção que ela vislumbrou ainda adolescente. Pode parecer ficção do jeito que a trama conduz muitas das decisões da personagem, mas acredite, tudo é inspirado em fatos reais.

Continua após publicidade

Chegando ao Brasil pelo streaming do Star+, a série The Dropout foi uma das grandes estreias do ano, colocando a atriz Amanda Seyfried no radar do Emmy por interpretar Holmes com paixão e maestria. Inspirada em um podcast que conta com a participação da própria Holmes, The Dropout segue a história da mulher que queria ser apenas lembrada por sua invenção. Mas que acabou sendo engolida por uma ambição sem tamanho.

A história da série The Dropout

The Dropout mostra como Elizabeth abandonou a faculdade e montou a Theranos, uma empresa que pretendia revolucionar a saúde ao fornecer uma maneira de realizar exames de sangue em pequenas quantidades de sangue.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Leia também: The Dropout: o que a série do Star+ mudou e o que é verdade

A história conta como o valor da Theranos subiu para US$ 9 bilhões antes que os cientistas provassem que as alegações de Elizabeth eram fraudulentas. Nos bastidores, o produto estava com problemas enquanto os cientistas lutavam para fazer com que a tecnologia atendesse às grandiosas alegações de Holmes. Só que em 2015, um repórter do Wall Street Journal publicou um artigo contundente que expôs as mentiras da empresa – e em 2018 a Theranos entrou em colapso, deixando Elizabeth Holmes enfrentando acusações criminais de fraude.

O elenco de The Dropout é liderado por Amanda Seyfried como Elizabeth Holmes, a empresária brilhante, mas decididamente desonesta, que acaba sendo presa por fraude.

Continua após publicidade
The Dropout série
Imagem: Divulgação.

Em conversa como What to Watch, Amanda Seyfried disse: “Holmes foi tão convincente e capaz de atrair investidores porque ela mesma acreditava nisso. Do ponto de vista psicológico, se você quer acreditar em algo o suficiente, então você pode”.

Continua após publicidade

Elizabeth ainda é um mistério, mas acho que este é o único projeto que realmente dá uma visão. É muita adivinhação – mas adivinhação baseada em muitos fatos. O objetivo de fazer isso é que você estava nos deixando entrar em um mundo que não estávamos a par antes. E as pessoas querem saber por que ela fez essas coisas. As pessoas querem saber os motivos.

Continua após publicidade

Amanda, claro, é mais famosa por interpretar Sophie Sheridan, também conhecida como filha de Meryl Streep, no filme musical Mamma Mia! e sua sequência Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo! Ela também cantou e estrelou como Cosette na adaptação cinematográfica de 2012 de Les Miserables.

Continua após publicidade

Vale a pena assistir The Dropout?

The Dropout acabou não recebendo uma atenção devida, talvez por ainda estar em um streaming consideravelmente novo no Brasil, o Star+. De qualquer forma, não deixa de esconder o que é, talvez, uma das histórias mais intrigantes do ano.

Continua após publicidade

A série se inspira em uma história real, e faz de um conto enigmático – e sem final – algo brilhante. Sendo de longe umas das melhores minisséries do ano, até aqui. Tanto Seyfried quanto a série merecem reconhecimentos em premiações, por entregarem ao público um alto nível, seja de roteiro e atuação.

Leia também: Indicação de séries, abril de 2022 – as que valem assistir

Ao longo dos episódios de The Dropout, vamos entendendo tudo o que aconteceu com Holmes. Em uma linha narrativa que segue cronologicamente a ordem das coisas, enquanto intercala com uma assustada Elizabeth Holmes interrogada em tribunal, distante da mulher que vemos adquirir ambição e confiança.

The Dropout série
Imagem: Divulgação.

É algo como se a série fizesse o público torcer pela personagem, em certo nível, apenas para entendermos que ela foi uma pessoa horrível, a partir de uma ótica, a ponto de torcermos para que ela se dê mal.

Outro ponto positivo de The Dropout é que o formato do roteiro, em não se arrastar mais do que necessário, faz com que os episódios passem rapidamente. Ao invés de contar com episódios de uma hora, que seriam longos e desnecessários, The Dropout faz em 42 minutos os melhores episódios possíveis de maratonar. Da mesma forma, ela se presta a pegar detalhes como a vestimenta, e a construção de uma personagem. Aliás, um personagem que a própria Holmes tentou construir na vida real.

Portanto, sim, The Dropout vale a pena assistir…

Todos os episódios já estão disponíveis no Star+.

Criador do Mix de Séries, atua hoje como redator e editor chefe do portal. Especialista em SEO e construção de textos para internet, também atua como webwriter com foco em textos para o Google. Autor na internet desde 2011, passou pelos portais TeleSéries e Box de Séries. Fã de carteirinha de Friends, ER e One Tree Hill, é aficionado pelo mundo dos seriados. Também é fã de procedurais, sabendo tudo sobre o universo das séries Chicago, Grey's Anatomy, e séries de sucesso como La Casa de Papel e Lucifer. Também é fã da DC Comics, e acompanha produções inspiradas em personagens da editora, como Titans e até o mais recente produto da editora, Sweet Tooth.