The Flash – 1×17 – Tricksters

The Flash (1)

Imagem: Arquivo pessoal

 

Essa série está numa sequência ótima de episódios que tenho até medo que, quando isso parar, pode enterrar a série toda! Foi um episódio bom, digno de aplausos no final. Os efeitos especiais nem parecem especiais, parecem reais! Adrenalina do começo ao fim.

O vilão de hoje foi o Trapaceiro (Trickster), misturado com a origem de Wells como Flash Reverso, falei em TOP MIX recente que gostava do Wells porque ele tinha uma história triste, profetizei viu. Se isso é spoiler para você, acho que dormiu em algum episódio! James Jesse estava preso por 20 anos (nos quadrinhos ele havia desistido do crime) e foi libertado por, nada mais nada menos que, seu filho, que vestiu o legado da criminalidade – que tocante – e aterrorizou Central City. Sabem o mais legal? O ator que fez o Trickster na série dos anos 90 é o mesmo. Daqui 20 anos se fizerem a série de novo, ele será avô pela lógica. Ele também emprestou a voz para o Coringa na série animada. Tem um apreço imenso pela área digamos assim. Além disso, aquele depósito das coisas dele tinha vários itens da série original, muita referência que só quem é fera pegou no ar.

Tivemos alguns plots twists que você não previu nesse episódio certo?! 1) Sabemos porque Eobard Thawne está na pele de Harrison Wells, introduzindo o dispositivo de metamorfo, super desconfortável. 2) A vibração que ajuda Barry a atravessar objetos sólidos também foi usada já nesse episódio na cena da bomba, com um bônus da segunda menção da speed force, que dá os poderes aos Speedsters. 3) Barry está começando sua própria investigação sobre Wells já que Cisco aleluiamente voltou a vida assim que Barry voltou no tempo. 4) Eddie fica com aquela cara de babaca quando vê que não tem como competir com Barry, bate aquela insegurança sabe como é. Barry Nerd nessa roupa colada = Iris apaixonada. Mas me pareceu que ele vai cooperar. 5) Vito D’Ambrosio, que era policial na série dos anos 90, voltou promovido a prefeito. Olha que coisa boa o tempo fez!

Li que tiveram outras referências durante o episódio, mas meu nível de nerdisse e pesquisa chegou até aí. Algo sobre Star WarsEu sou seu pai” e Mark Hamill que me deu até arrepios nerds.

The Flash (2)

Imagem: Arquivo pessoal

 

O que eu mais gostei foi da revelação ao pai e do abraço dos dois. Que conexão boa esses dois tem. Deve ser algo sobre Papai Allen (John Wesley Shipp) ser o Flash na série antiga, aliás, antiga não, porque eu nasci por aí, podemos dizer que é uma série de colecionador!

Foi lindo foi, foi intenso foi… foi verdadeiro. Não sei porque me veio essa música na cabeça! Vamos ser sinceros, está demais The Flash, arrebentando a boca do balão, só desejo vida longa a série e as inimigas. Só sei também que os fãs da HQ piraram nesse episódio da série. Enquanto estiver agradando está vendendo.

Estão dizendo por aí que The Flash é uma caixinha de surpresas, e que, até agora, só revelou coisas boas. Concordo. Veja a promo do que vem pela frente e me diga se não dá vontade sair correndo e gritando:

 

Tags The Flash

Share this post

Caroline Marques

Caroline Marques

Engenheira de Alimentos, mestre em química de alimentos, um tanto quanto viciada em séries, filmes e livros. Fã de Hannibal, Dexter, Grey's Anatomy, Demolidor, Sherlock e Stranger Things. Reviewer de Chicago PD.