The Flash – 3×01 – Flashpoint

Imagem: TV Line

Imagem: TV Line

 

The Flash traz um recomeço para a série nesta que promete ser uma temporada interessante. Desde o fim da segunda temporada, a série criou uma expectativa muito grande para o começo dessa temporada e, apesar do episódio ser apenas uma adaptação simplificada de um grande evento dos quadrinhos, os roteiristas souberam entregar uma boa versão.

Entre as principais mudanças está no fato de termos apenas a presença do Flash, sendo que nos quadrinhos temos a participação de todos os membros da Liga da Justiça. Outra grande mudança foi em relação aos seus poderes. Nos quadrinhos, por conta de toda a alteração na linha do tempo, Barry não sofreu o acidente que lhe concedeu os poderes de um velocista. Já na série, o personagem ainda os tem.

A motivação continua a mesma, o Flash Reverso continua presente e o que o faz querer reverter seu erro também se mantém o mesmo.

Imagem: TV Line

E por falar em Flash Reverso, a atuação de Matt Letscher como o vilão foi pra mim a melhor na série e se mostrou ainda melhor nesse episódio. Acho que a presença dele como ator representa uma ameaça maior do que a representada por Tom Cavanagh na primeira temporada. Gostaria muito que o personagem voltasse a dar as caras. “Who’s the villain now?!

Nessa nova linha do tempo, Barry e Iris não se conhecem e, apesar de já estarmos saturados desse tipo de plot na série, achei que souberam trabalhar a relação deles nesse episódio de forma que ficou agradável velos juntos. A mudança aqui está no fato de Iris não se dar bem com seu pai Joe, que continua trabalhando na polícia, mas não sendo mais responsável como costumava ser. Um twist interessante que vamos ver se desenvolver melhor nos próximos episódios.

STAR Labs virou Ramon Industries. Como não amar Cisco? Seja nerd, seja o cara mais rico dos Estados Unidos, o personagem continua sendo o melhor escape cômico. A cena em que Cisco erra a cesta de basquete e tira um largo sorriso de Barry foi muito engraçada. Já Caitlin Snow teve pouco destaque no episódio.

Vamos falar agora de um dos momentos que tanto esperamos: Wally West como Kid Flash. Finally! Todo aquele drama do Wally “Meu Pai Me Abandonou” West ficou lá na segunda temporada e deu lugar a um novo herói para Central City. Suas cenas em ação contra O Rival foram empolgantes, assim como sua relação com Iris mostrou um lado de Wally que esperávamos ver melhor trabalhado já há alguns episódios. Vimos até seu lado engraçado toda vez que alguém o chamava de Kid Flash. Ponto positivo para os roteiristas.

Seu grande vilão aqui é o velocista O Rival, codinome de Edward Clariss, inimigo do Flash Jay Garrick na Era de Ouro dos quadrinhos. Apesar de derrotado por Barry Allen e morto por um tiro de Joe, O Rival estará presente no restante da temporada. O que é bom, pois gostaria de ver mais dele, conhecer mais sua história e o tipo de ameaça que pode representar.

Como disse antes, o que leva Barry a querer corrigir seu erro é o mesmo dos quadrinhos: impedir que suas lembranças da antiga linha do tempo se apaguem, um efeito colateral do Flashpoint. O que muda aqui é o fato de Eobard Thawne não ser morto e ser quem ajuda Barry a voltar no tempo novamente para o momento em que estava prestes a assassinar Nora Allen (cena que sempre ganha uma nova faceta quando revisitada na série).

Somos levados então ao presente através de uma incrível sequência de cenas que resumiram rapidamente todos os principais acontecimentos das duas primeiras temporadas.

E as cenas pós-créditos estão de volta! Um dos elementos presentes em todos os episódios da primeira temporada, mas em poucos da segunda. O escrito no espelho indica o que está por vir: Doutor Alquimia.

Tudo foi resolvido em apenas um episódio, mas as consequências do que foi feito ainda repercutirão por toda a temporada e, segundo os produtores em recentes entrevistas, talvez até por todo o restante da série. Agora é esperar os próximos episódios para saber o que mais foi afetado.

EASTER EGGS:

– Para quem ainda não sabe, o nome do episódio é uma referência ao famoso evento da DC Comics nos quadrinhos conhecido como Flashpoint (ou Ponto de Ignição, em português), que iniciou Os Novos 52 em 2011, evento que deu um restart em todos os títulos da casa.

– Este episódio é a segunda adaptação de Flashpoint, depois do filme animando Liga da Justiça: Ponto de Ignição, em 2013.

– Nos quadrinhos, Wally West sofre um acidente com os mesmos produtos químicos que transformaram Barry Allen em Flash. Na série, o personagem sofre um acidente durante uma corrida de rua quando um raio cai em seu carro carregado de Nitro. Uma boa adaptação para a origem do herói baseada no passado do personagem na série.

– Este é o primeiro episódio da série em que Tom Cavanagh (Dr. Harrison Wells) não aparece.

– O ator Alex Désert que interpreta o Capitão Julio Mendez participou da série Flash, original nos anos 90.

– 52 Spot It: A referência ao Os Novos 52 presente praticamente em todos os episódios da série até aqui aparece no canal de notícias, o Canal 52.

– Referência Nerd by Cisco Ramon: “Oh meu Deus, isso está parecendo Twister. O filme, não o jogo.”

Tags The Flash

Share this post

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.