The Flash – 3×14 – Attack on Central City (2)

Imagem: IMDb/Divulgação

Gorila Grodd e um exército de gorilas pronto para invadir Central City versus três velocistas. Grandes ícones da nona arte juntos para levar as telas uma adaptação digna de um grande evento dos quadrinhos. Tudo estava pronto para o ápice da excelente história que se iniciou no episódio anterior. Roteiristas e equipe criativa, o que aconteceu?

Não só o baixo orçamento, já que muito foi gasto nas cenas incríveis do episódio anterior, mas a falta de um bom direcionamento desbancou todas as expectativas criadas para este episódio. A presença de um exército de gorilas invadindo a cidade terminou sem muito a oferecer a uma história porcamente desenvolvida e as saídas covardemente apresentadas. Tudo ali estava desconexo, monótono e fora do lugar. Chega a ser revoltante ver desperdiçarem uma oportunidade como essa de poderem criar um arco animal dentro de uma série de super-herói como The Flash. Será que estão investindo tanto para recuperarem a qualidade de Arrow que deixaram The Flash de lado?

Continua após a publicidade

Um exército de gorilas armados e altamente inteligentes está prestes a invadir a cidade e a cidade nem é alertada? Sem contar que a tal invasão chega a acontecer e dentro de uma cidade daquele tamanho apenas um carro é destruído? Não tivemos nem tempo de nos conectarmos sentimentalmente com Grodd e Solovar para a batalha que seria o clímax da invasão, culpa do plot fraquíssimo da Jesse que tentaram nos fazer engolir pra ganharem tempo e economizarem no orçamento.

De toda essa trama, o que salvou foi a ótima cena em que Joe está sendo controlado por Grodd. Se todo o episódio tivesse sido melhor conduzido, teria sido um grande momento para realizar uma das profecias de Savitar sobre a morte de um dos personagens. Ao menos a cena foi envolta de carga dramática trazendo, mesmo que por pouco tempo, o peso do poder e vilania de Grodd. Outro que salvou o episódio foi Cisco que, ao menos, mesmo quando mostrando seu lado mais ousado, continua muito engraçado.

A forma como a humanidade de Barry foi retratada nesse episódio ao cogitar matar o inimigo foi retrógrada. Teria sido interessante se tivesse cogitado tal atitude em outro momento da série, talvez lá na primeira temporada ao confrontar um grande inimigo velocista, não aqui com Grodd. Acho interessante quando o lado humano dos heróis é retratado, mostrando que não são deuses, mas o momento foi tão raso que o personagem facilmente se contentou com a captura do vilão pela ARGUS.

O grande motivo que nos trouxe todos esses pontos negativos está, mais uma vez, foram os relacionamentos amorosos que insistentemente vem à tona. Kid Flash estava crescendo bem dentro da série, mas ainda tem o que melhorar. Não era o momento de trazer mais uma velocista para a série, ainda mais como foi retratado. Talvez na próxima temporada, mas não nessa. O personagem deu alguns passos pra trás agora que está envolvido em um romance fraco e que não acrescentará nada para a trama e o personagem. Sem contar o fato de Jesse abandonar a Central City da Terra 2 sem ninguém a vista para substituí-la como principal heroína de lá para poder viver ao lado de Wally, com quem nem ao menos tem um relacionamento concreto.

Infelizmente, o que foi um pequeno ponto fraco no episódio anterior, cresceu e se tornou o grande problema que afetou esse arco duplo que poderia ter sido um dos melhores dentro de toda a série. Muito tempo foi perdido e tramas desperdiçadas. Torço para que os produtores notem isso e consigam corrigir os problemas a tempo do fim da temporada. Savitar está para voltar e agora começamos a rumar para os momentos finais. Será que ainda há esperança para esse ano?

EASTER EGGS:

  • O herói que aparece na Terra 19 com roupas parecidas com a de um piloto aéreo conversando com Cigana é conhecido como Accelerated Man (em português, Homem-Acelerado). Sua história é desconhecida, mas ele faz parte da Liga da Justiça de sua Terra, juntamente com Batman, Mulher-Maravilha e Átomo. Sua primeira aparição foi na recente The Multiversity Guidebook #1, em 2015.
  • Quando Cisco pede a ajuda de Cigana para impedir Grodd, ela diz: “Você está dando uma de Luke Starkiller pra cima de mim?”. Starkiller era o sobrenome do personagem no roteiro original de Guerra nas Estrelas (1977).
  • Caitlin: “Como Cisco diria: Yahtzee”
    Cisco: “É, eu diria isso” (Yahtzee é o nome de um jogo de dados para dois ou mais jogadores. Em português é conhecido como General.)
  • O filme que Wally e Jesse estão assistindo ao final do episódio é Casablanca (1942), o filme favorito de Wally.
  • Quando Cisco diz estar preocupado que seus óculos modificados possa gritar seu cérebro, Harry diz: “É uma melhoria”, uma referência a fala de Mickey (Burgess Meredith) para Rocky, em Rocky: Um Lutador (1976).

Notícias do futuro concretizadas:

  • Saqueador capturado;
  • Assassinato no restaurante Luigi’s;
  • Gorila Grodd ataca Central City;
  • Joe West homenageado na prefeitura;
  • Mestre da Música escapa;
  • Museu do S.T.A.R. Labs fecha;
  • Nevasca foragida.
Tags The Flash
Avatar

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.

No comments

Add yours