The Flash – 4×07 – Therefore I Am

Imagem: The CW/Divulgação
Imagem: The CW/Divulgação (Reprodução)

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

“Estarei pensando em você”

Desde que foi anunciado que nesta quarta temporada não teríamos um vilão velocista, os fãs estavam curiosos para saber qual dos grandes vilões dentre a grande galeria de personagens dos quadrinhos do Flash seria o escolhido para esta que prometia ser uma temporada diferente das outras. O escolhido foi o Pensador, vilão que nos quadrinhos deu muito trabalho para a Liga da Justiça. Apesar de não ser tão conhecido pelo público geral o que foi apresentado até aqui foi interessante, mas definitivamente após este episódio podemos dizer que o casal DeVoe promete ser um grande acerto para este ano da série.

Continua após a publicidade
Imagem: The CW/Divulgação (Reprodução)

Este incrível episódio ousou deixar de lado este clima diferente que nos foi apresentado, mais centrado no lado cômico e aventuresco dos personagens, trazendo uma narrativa mais profunda ao apresentar a história do casal DeVoe quatro anos atrás e no presente. O que me pegou de surpresa foi que a parceira do grande vilão, sua esposa Marlize, também conhecida como Mecânica nos quadrinhos, foi inesperadamente tão boa quanto Clifford DeVoe. O dois formam um casal de vilões que a série tanto precisava: motivações críveis, planejamento e ótima execução deste, além do alto nível de ameaça. Isso porque ainda não foi mostrado o verdadeiro alcance de seus poderes. Neil Sandilands demorou um pouco para me ganhar, mas foi na cena em que esteve cara a cara revelando toda a verdade para Barry que o ator mostrou a força de seu trabalho. Tanto ele quanto Kim Engelbrecht conseguiram entregar no ponto certo uma riqueza de atuação combinado com um ótimo roteiro construído por ótimos diálogos. A cena que citei foi tão imersiva que me deixou muito empolgado para o que os personagens ainda podem fazer nesta temporada. E é aí que está temporada também se diferencia das demais. Não estamos nem no último episódio antes do hiatos de inverno ainda e já tivemos a revelação da identidade do vilão não só para nós telespectadores quanto para os personagens da série, como também nos foi apresentado seu passado. Ou seja, muito ainda pode ser feito e aproveitado ao longo desta temporada para torná-la tão única.

Continua após publicidade

Outro ponto que prova a qualidade do episódio é o fato de não ter sido preciso mostrar um embate entre o Flash e o Pensador. O desenvolvimento da tensão foi impressionante, chegando a um embate psicológico entre herói e vilão, onde Clifford revelou para Barry seu verdadeiro eu da forma mais humana possível, nua e crua, culminando na cena onde vemos a transformação do homem em máquina, de Clifford em Pensador, ou naquilo que será o grande terror do team Flash neste ano.

Barry também tem ainda mostrado que mudou depois de sua experiência na Força de Aceleração. Não é mais aquele Barry fraco ou psicologicamente ferido, e lutou até o fim para mostrar para todos que estava certo desde o começo, mesmo com a insistência de sua futura esposa Iris em assuntos banais e seu penoso discurso de “serem o Flash”. Sério, roteiristas, parem de fazê-la usar este argumento. Barry tem sim uma equipe que o auxilia e trabalha ao seu lado dia a dia, mas no final ele é o herói, ele é o Flash, quem está à frente da luta diante dos perigos que rondam a cidade sempre.

Continua após publicidade

Tivemos ainda ao final o retorno, indeterminado, de Wally West, justificado aqui pela chegada do casamento de Barry e Wally. Espero que encontrem uma saída para mantê-lo fixo na série pelo restante da temporada e que o façam da forma que o personagem merece, pois está difícil aceitar que o estão substituindo por Ralph Dibny. Aliás, foi bom que este não esteve presente neste episódio já que a construção do personagem está altamente relacionada ao clima cômico desta quarta temporada, mas que não foi o foco neste episódio.

Therefore I Am” é um episódio que merece o mérito por preparar um ótimo caminho para esta temporada e que merece ser seguido até sua conclusão. Além do ótimo exemplo de um roteiro muito bem escrito e por atuações bem executadas e dirigidas. Na semana que vem teremos uma pausa na trama para o grande crossover da temporada do universo da DC na TV, que aparentemente terá início na trama de The Flash com o casamento de Barry e Íris.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

CURIOSIDADES:

  • O título do episódio é uma referência a frase icônica do filósofo René Descartes “Penso, logo existo”. Em inglés: “I think, therefore I am”.
  • Todos os acontecimentos mostrados no episódio relacionado a DeVoe e o ganho de seus poderes são similares ao dos quadrinhos, inclusive o “Chapéu Pensador”.
  • No flashback na conferência com o Dr. Wells, ou melhor, Eobard Thawne, este diz “boa sorte” para DeVoe que está no meio do público porque provavelmente como veio do futuro, ele sabe que Flash irá derrotar DeVoe ali alguns anos.
  • Neste episódio é citado que a explosão do acelerador de partículas aconteceu em 7 de Janeiro de 2014. Entretanto, na série animada Vixen, Felicity Smoak diz que o acidente aconteceu em 11 de Dezembro de 2013, data também citada por Cisco no episódio “Broken Arrow” da terceira temporada de Arrow.
  • Wally diz que lutou contra uma estrela-do-mar gigante do espaço, uma referência ao vilão da Liga da Justiça, Starro.
  • Referência Nerd by Cisco Ramon: Enquanto conversam sobre Samuroid, Cisco cita “Zatoichi, the blind swordsman”, uma franquia de filmes e série de TV japonesa.
  • Marvel Spot It: as séries da DC nesta temporada 2017/2018 tem quase toda semana feito referências aos personagens da concorrente Marvel. Neste episódio, vimos Barry citando para Íris sobre seu “sentido aranha”.