Crítica: The Flash chega ao 100 episódio com 5×08 “What’s Past is Prologue”

Imagem: The CW/Divulgação

The Flash chegou ao seu 100° episódio correndo contra o tempo!

Assim como Arrow o fez, The Flash celebrou a marca com um episódio tributo especial dedicado aos fãs e sua história. Poderes de velocistas, viagem no tempo, grandes vilões. O episódio revisitou momentos marcantes e personagens que fizeram a história da série. Seja através da recriação das cenas, ou mesmo por flashbacks e relances, revimos os grandes vilões que marcaram The Flash. Além disso pudemos ver alguns momentos por uma nova perspectiva.

Passado e futuro

What’s Past is Prologue lida com o time Flash descobrindo uma forma de derrotar Cicada. Foi interessante notar como Nora surgiu com a ideia de voltar no tempo para reunir itens que possa ajudar a criar a arma perfeita para para a adaga de Cicada. É a partir daí que o episódio vai voltando temporada atrás de temporada culminando em seu episódio piloto. Revemos DeVoe, Savitar, Tubarão-Rei, Zoom, Espectro do Tempo, Grodd, Mago do Tempo, Ronnie/Nuclear e Eobard Thawne.

Neste episódio muito do que se havia perdido no início da temporada é retomado. Nora enfim voltou a ser a personagem mais interessante da temporada, como deveria ter sido desde a première. A cena em que ela conhece a história de seus avós ao lado de Barry foi a mais tocante da temporada. Sabemos que ela tem escondido segredos desde que deu as caras, mas a revelação de parte deles, ainda que de forma misteriosa, foi inesperado. A ligação de Nora com o Eobard Thawne do futuro promete ser a grande reviravolta que essa quinta temporada tanto precisava. Cicada não se mostrou um vilão de peso para carregar toda uma temporada em volta de si. Então a “retorno” de Thawne a série pode ser o que irá guiar a temporada ao seu clímax. E isso algo é muito empolgante para os fãs de The Flash.

Roteiro e direção

Parte da qualidade do episódio se deve a Todd Helbing, que além de showrunner mostra que sabe dominar a história nos episódios em que escreve. Outra parte vai para o incrível Tom Cavanagh, cuja paixão e empenho por The Flash o levou a dirigir o 100° episódio. O ator não só é um grande marco da série em si, como em um único episódio ele dirigiu e atuou em quatro diferentes personagens com maestria. Sherloque, a versão de Harrison Wells dessa temporada, parece que assim como Nora tem escondido algum segredo. Ao menos quando este tem desconfiado de Nora temos visto uma silhueta diferente do personagem. Poderia ele ser algum outro Wells disfarçado? Ou ainda um Thawne de outro tempo?

A combinação do talento desses dois nomes pode ser o que irá salvar a quinta temporada de seu fracasso. Isso se a segunda metade dela seguir o rumo que esse episódio mostrou que irá seguir. Cicada poderia ter sido derrotado neste episódio, mas agora teremos que esperar para ver o que os roteiristas ainda pretendem com o personagem que ao que parece não tem tanto potencial assim. Mas antes de criar expectativas, prefiro esperar o retorno de The Flash em janeiro.

Com grandes momentos e um poderoso final, o 100° episódio mostrou do que grandes episódios são feitos. Recheado de pequenos detalhes e easter-eggs, o episódio especial nos impulsionou a querer ver mais do próximo capítulo da série. Pode ser que ainda haja esperança para que The Flash volte a detonar de novo. Ao menos este episódio certamente detonou.

Imagem: The CW/Divulgação

EASTER-EGGS:

– O título do episódio é uma referência a famosa frase da peça “A Tempestade”, de William Shakespeare.

– Os tempos em que Barry e Nora viagem se referem aos episódios: 3×23 “Finish Line”, 2×18 “Versus Zoom”, 1×11 “The Sound and the Fury” (também 2×17 “Flash Back” que tem ligação com os eventos desse episódio) e 1×01 “Pilot”. Também cenas de 4×07 “Therefore I am”, 1×03 “Things You Can’t Outrun” e 1×13 “The Nuclear Man”.

– Os nomes que Thawne cita quando encontra Nora se referem a:

  1. (1) Jesse Chambers: a velocista que primeiro usou o nome heroico de Jesse Quick e depois Liberty Belle. Filha de Johnny Quick e a Liberty Belle original.
  2. (2) Lawrence: a Liberty Belle original, velocista da Era de Ouro.
  3. (3) Danica Williams: ela é o Flash do futuro, especificamente dos anos 2040. Sua conexão com a Força de Aceleração a permite se comunicar com os velocistas anteriores.

– Thawne chama por engano Nora de Dawn, referência a Dawn Allen, filha de Barry na linha do tempo da Nova Terra. Ele também diz que “ao menos ele ainda tem uma”. Pode ser uma referência aos gêmeos Tornado (Dawn e Don dos quadrinhos), mas por parte da série pode ser referência a mãe de Barry, Nora.

CURIOSIDADES:

– Gideon está para dizer que Nora é a quinta integrante da Legião dos Super-heróis quando Barry a interrompe. Referência a quando Gideon estava para contar a ele que foi fundador de algo no futuro quando ele também a interrompeu.

– Barry conta para Nora porque Thawne matou sua mãe pelo contexto contado pelo Flash Reverso em “Fast Enough”, episódio favorito de Grant Gustin.

– Cisco lança a adaga de Cicada no espaço. Só que anteriormente ele havia dito que não conseguia abrir uma fenda no espaço sideral. A não ser que ele tenha aumentado seus poderes desde então, este pode ter sido um furo.

– Referência nerd:

  1. Sherloque e Thawne chamam Nora de “clever girl”, referência a frase de Jurassic Park (1993).
Tags The Flash

Share this post

Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.