The Good Doctor – 1×10 – Sacrifice

Imagem: TV Time/ABC/Divulgação

Continua após as recomendações

Chegamos então a temida Winter Finale… Depois de uma angústia sem fim com a última promo, não esperava nada menos do que um episódio marcante com opiniões fortes. Claro que as cenas mais expansivas foram levemente contidas, uma vez que acreditei veementemente na possibilidade de uma internação para Shaun após a agressão à Glassman. Contudo, o inverno finalmente chegou com atitude, com opiniões fortes e, principalmente, com impulsividade. Na maioria dos últimos episódios, pudemos observar casos de magnitude interessante e a vida de nossos residentes e médicos sobre as condições dos pacientes. Essa semana, os bastidores da medicina foram trabalhados de maneira mais intensa, enquanto os dois casos principais estiveram lá apenas para movimentar e apimentar as condições.

Continua após a publicidade

Não será a primeira e nem a última vez que o assédio é tema de episódios em filmes ou séries. A dramaturgia aborda tal fato há um bom tempo e vem ganhando espaço significativo nas produções, principalmente depois que percebemos como a vida imita a arte. Claire se conteve à posição, foi relutante, teve receio das consequências mas nunca abaixou a cabeça para com a situação. Pode não ser o melhor espelho se compararmos com a situação mundial atual, mas com certeza passa uma mensagem de mudança. O que mais lhe prejudicou foi o tempo de tomada de decisão, na verdade o que prejudicou Dr Kalu. Essa discussão é bastante delicada pois há um divisor de opiniões. Ao meu ver o rapaz estava defendendo uma pessoa que ele sentia empatia, mas ainda há quem acredite que ele tentou se mostrar homem e resolver a situação na impulsividade – olha ela aí como palavra chave.

Imagem: TV Time/ABC/Divulgação

E Shaun?? Esse pode ganhar troféu de impulsividade… Claro que falo brincando, pois todos sabemos de sua condição. Raciocinar sobre nosso protagonista nunca é simples, mas assim como a condição de Claire, trabalhamos aqui com duas vertentes de opiniões – acho que vou mudar a palavra chave do episódio para dúvida. O garoto pode sim ser deslocado na profissão, os médicos podem ainda ter certa insegurança quanto a ele… Apesar de uma vertente contraditória visto a evolução dos últimos 3 episódios. Nossa outra linhagem de pensamento vai a um quadro de sobrecarga sobre Shaun e também quanto à negação de sua morbidade. O rapaz acredita estar bem e utiliza de toda sua força para a profissão que se torna maleável à opiniões distintas. A conclusão? Cenas lamentáveis como a agressão à Glassman.

Ainda inconclusiva, a promo feita pela ABC nos dá zero detalhes do próximo episódio. Enquanto 8 de janeiro não chega, vamos nos acostumando com as situações críticas da Winter Finale. Dr Kalu foi demitido pela agressão, mas sabemos que isso não será permanente, assim como a fuga de Shaun, afinal, estamos falando de séries. Ficamos aflitos, ansiosos mas os clichês tendem a permanecer para que a trama se desenvolva. A vida conjugal de Melendez também será ponto chave de discussão no retorno pois as decisões futuras de casamento e filhos sempre mantém um bom drama dentro de um seriado. Enfim, temos uma bagagem enorme de temáticas para abordar em um futuro já próximo e estou bem ansioso.

Espero vocês ao retorno dessas pequenas férias, mas não deixem de acompanhar as notícias e reviews aqui no Mix. Até lá! 😀

 

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours