The Good Doctor apostou em climão no episódio 5×04

Imagem: Divulgação.
Continua após publicidade

Esta semana tivemos destaque ao drama, arrependimentos e auto avaliações em The Good Doctor. No meio de toda a nova dinâmica do hospital, Shaun se surpreende com um novo anúncio. Seu rosto agora é capa do marketing hospitalar do St. Bonaventure. Depois de cinco anos provando sua capacidade profissional, voltamos a primeira temporada onde muitos o veem apenas como um espectro autista.

Continua após publicidade

Por outro lado, a série começa a trabalhar uma proposta de autocontrole emocional. Nos últimos quatro anos vimos Shaun muito dependente de Glassman para suas decisões. Ainda que Lea tenha um papel importantíssimo em sua nova caminhada, Shaun via a figura de pai no seu mentor. Hoje, temos uma visão um pouco diferente. Não que ele tenha perdido esse olhar caloroso para com o experiente médico. Todavia, agora o garoto busca soluções para os seus próprios problemas dentro de sua cabeça. O espaço que antes era ocupado por anatomia e fisiologia, agora é preenchido por dilemas sociais.

The Good Doctor ainda consegue inovar!!

Ainda estou tentando interpretar os detalhes do que vimos com Walt e Holly. É curioso ver como as vezes a equipe médica consegue ser tão cética em relação a pontuações familiares. Claro que seis anos de profissão e mais alguns bons anos de especialização não podem ser diminuídos. Todavia, quem está com o paciente diariamente consegue importantes detalhes que podem auxiliar e muito no tratamento.

Continua após publicidade
Continua após publicidade

Leia também: 5×03 de The Good Doctor trabalhou com grande dilema

Por outro lado, achei que tiveram momentos muito forçados para o drama do episódio. Um bom exemplo foi Shaun correndo pelo hospital e gritando com Andrews enquanto a cirurgia acontecia. Acredito que ninguém duvidou que ele chegaria a tempo para resolver tudo, não é mesmo? Ainda assim, foi interessante a forma com que ele percebeu os detalhes de Walt para a cirurgia de Holly. Talvez este seja um momento de The Good Doctor que finalmente consigamos ver Shaun em seu mais íntimo eu.

Imagem: Divulgação.

Será que mais despedidas vem por aí?

Ao longo de cinco anos em The Good Doctor, alguns bons nomes já disseram adeus a seus personagens por aqui. Tivemos a repentina morte de Melendez, a mudança na vida de Claire e recentemente… a saída precoce de Mateo. O personagem mal chegou ao St. Bonaventure e já saiu de circulação. Ainda acredito que um spin-off da Guatemala poderia estar em análise, entretanto, muita gente já tentou tirar isso da minha cabeça. Mas eu não quero falar especificamente destes personagens…

Continua após publicidade

Glassman está aprendendo a lidar com um Shaun adulto. Só que agora ele percebeu que o protagonista não precisa tanto dele como antigamente. Como resultado, a série coloca o personagem para uma viagem sem data de retorno. Espero poder ver um pouco mais de suas aventuras pela América, todavia, não sei bem se isso será realidade. Estaria ele sendo mais um a deixar a série?

Continua após publicidade

Caso interessante e motivo desnecessário!!

Embora tenha sido completamente montado para que Morgan revelasse a Park que pretendia ser mãe algum dia, o caso de Gina e Henry foi especial. Poderíamos ter um aprofundamento emocional nesse sentido, contudo, como dito anteriormente, o caso serviu de palco para o casal sem sal. Mais uma vez repito o que venho dizendo nas últimas semanas: odeio ver Morgan com um plot tão desperdiçado. Enfim, espero que isso mude em breve para não começar a tomar raiva pela personagem, mais uma vez…

Continua após publicidade

A promo do próximo episódio de The Good Doctor parece prometer muita coisa e espero que entreguem a altura. Por outro lado, tenho um leve receio de como o que foi mostrado será trabalhado no episódio. Vou deixar vocês com o que vi até então logo abaixo e conversamos melhor na próxima semana.

Continua após publicidade

Nota do Episódio: 3,5/5

Continua após publicidade