The Good Wife – 6×02 – Trust Issues

tgw6x2
Imagem: CBS/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

“I should’ve hired you. You’re an assassin.”
“Your mistake.”

Alicia destruidora arrasando como sempre neste segundo episódio. O nível da temporada continua alto e as coisas para Cary não vão bem. Não iam,, pois agora, o escritório conseguiu pagar sua fiança e tudo voltou ao normal. Mas até isso acontecer, a história rendeu durante todo o episódio.

Continua após a publicidade

Pode ser cedo para dizer, mas a sexta temporada de TGW está sensacional! Tem suspense, humor, sagacidade, conteúdo… não tenho receio em dizer que acho uma das melhores séries da atualidade. Mesmo com a saída de Will, um personagem importante para o seriado, The Good Wife se reergueu e agora mantém o nível elevado de qualidade que é digno.

Continua após publicidade

O episódio estabelece três cenários: caso de Cary, campanha de Alicia e a situação do escritório Florrick/Agos. Pois é, a história da nova firma começa a mudar, Diane Lockhart agora é sócia de Alicia e, junto com ela, mais alguns bons advogados do seu ex-escritório Lockhart/Gardner/Canning, (como ficará este nome?), que vai ficar às traças agora, na minha opinião. Diane se despede do escritório, de Will e de tudo que construiu naquele lugar super bonito para ir para um galpão bagunçado, mas que, por ser novo, há oportunidade de moldar do seu jeito (Alicia deve se preocupar?). Para seus ex colegas de escritório, ela estaria aposentando, mas quem acredita nisso? Canning?

Outro foco do episódio foi a prisão de Cary. Alicia até que tentou ajudar o amigo, tentando fazer um empréstimo. Mas como ela precisa da autorização de Peter, ela fica impossibilitada de agir. Peter alega que se ajudar um possível traficante (Cary está longe disso, mas tudo bem) poderia atrapalhar a carreira dele como governador. Tenho que concordar com ele que isso não ficaria bom para a posição que ele ocupa, mas Alicia poderia arrumar outras maneiras de pagar a fiança de Cary, certo? Fazer um empréstimo sozinha, sem envolver a hipoteca… ela é rica, gente, não é possível!

Continua após publicidade

Em paralelo com o assunto da fiança, o julgamento de Cary vai de mau a pior. Não sei se Lemond Bishop ajuda ou atrapalha. Ele não é uma boa pessoa. E mata fácil, fácil quem está contra ele. Tem que tomar cuidado. Até hoje não entendo porque os escritórios, tanto de Diane, quanto de Alicia, mexem com este traficante de drogas ($$$). Fatalmente, os negócios legais que eles defendem vão se envolver com os negócios ilegais. Isso é óbvio! Desde que não testemunhe e não mexa com sua equipe (que não é tão fiel a ele, pelo visto), Bishop pode ajudar… No final das contas, a fiança de Cary não veio das fontes do traficante e nem da hipoteca de Alicia, mas sim do caso ChumHum que Alicia fez acordo.

tgw6x2-EliGold
Imagem: CBS/Divulgação

O terceiro núcleo tratou da suposta candidatura de Alicia para o cargo de procuradora do Estado. Eu acredito que depois de toda esta manobra de Eli Gold para convencer ela a fazer sua campanha, Alicia vai declarar sua candidatura nas próximas semanas. Posso até estar enganada, mas seria bem interessante Alicia na política, mesmo alegando que ela não é política. Ora, todos somos políticos! Se temos opinião de alguma coisa, estamos agindo politicamente. Não existe esta de não sou política. Ainda mais Alicia, que fazia a politicamente correta, mas hoje em dia a política dela é bem diferente e melhor do que no começo da série. Tenho certeza que ela ganharia fácil de Castro. Enquanto ela não oficializa esta campanha, ficamos nos divertindo com a arte da performance política de Eli Gold. Adoro este personagem!

Fazendo um desfecho, Alicia e Cary se abraçam pela primeira vez, segundo eles. Não acredito que eles nunca tenham se abraçado. Nem quando fizeram a parceria da Florrick/Agos? Nem no velório de Will? Nem bebendo no bar? Ou quando eles eram apenas associados e foram promovidos no antigo escritório? De qualquer forma, gostei da cena. TGW é o tipo de série que as pessoas não ficam abraçadas por um longo tempo, tudo é corrido, tudo se movimenta muito rápido.

Episódio sensacional! Impressionante como a série não perde o fôlego!

 

Observações:

– Diane, ao ir para o elevador e dizer “adeus”, senti que ela se despedia de Will também. Foi bem forte este momento!

– Kalinda boazinha ficou relutante em dizer a Bishop qual funcionário dele estava com a escuta. Provavelmente, ele iria morrer depois desta declaração.

Que zona que está o escritório de Alicia e Cary, hein?! Achei o tanto quanto exagerada aquela reforma, enquanto todos trabalham… Ficaria receosa também me associar a uma firma naquele estado.