The Good Wife – 6×10 – The Trial

tgw6x10
Imagem: CBS/Divulgação

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

Finalmente chegou o julgamento de Cary. Eu estava ansiosa para assistir o último episódio antes da pausa até janeiro. Mas digo que esperava muito mais, muito mesmo. Achei um pouco forçada, certas coisas. O nível da série estava tão alto, acredito que não conseguiram manter, ou a minha expectativa era grande demais.

Continua após a publicidade

Digo tudo isso, porque achei muito nada a ver o plot da Alicia e a escola de Grace, com aquele bilhete. Eu simplesmente não pude acreditar que Alicia, que sabe o suficiente sobre Darkness at Noon, para citá-lo, escolher uma linha violenta e citar fora de contexto daquele jeito. Isso não parece engraçado ou memorável. Isso é nonsense demais. Mas, mesmo supondo que ela sabia sobre o que estava falando, eu não pude acreditar que ela teve tempo estes dias para se sentar e escrever à mão uma brincadeira elaborada para sua filha levar na escola. Eu não consegui entender por que Grace também levou aquele bilhete para a escola, ou por que ela não iria perceber, ao entregar ao professor o bilhete, que aquilo soaria mal, como uma ameaça. Impossível para uma menina inteligente como a Grace não ver que isso era uma má ideia. Lógico que a imprensa cairia em cima, mas é claro que ninguém acreditaria que alguém do porte e nível da Alicia falaria aquilo. Acreditaria?! Enfim, Eli e Elfman conseguiu resolver tudo, mesmo com Prady tentando atrapalhar e dando uma de bobo para cima da Alicia. Estamos de olho, Prady!

Continua após publicidade

Vimos dezenas de processos judiciais e julgamentos em The Good Wife, mas o julgamento de Cary, especificamente, destacou, claramente, o papel de cada participante no tribunal, inclusive dos jurados. Vimos como um jurado é importante para a decisão e como uma falha na audição pode alterar significativamente o futuro do acusado. A parte que o juiz testa o jurado para ver se realmente ele não escuta foi muito interessante. Achei genial. Mas também podemos perceber neste julgamento, como um juiz apressa tudo, só por causa de um show do Neil Diamond, que iria assistir com a sua esposa. Vimos também como uma promotora se atrapalha ao questionar a testemunha, por ter um caso com ela e também quando o marido aparece na corte. E, ainda, uma testemunha cometendo perjúrio, por ordens do Bishop. É… a Justiça em Chicago não anda tão ética não…

thegoodwife6x10
Imagem: CBS/Divulgação

E Kalinda sendo mais que ousada neste episódio. “Pedindo” ajuda para Bishop, pois Cary vai ser condenado e não quer aceitar o acordo, pois é inocente. Ela alerta o traficante a preocupação que ele deve ter com o seu filho. Mas Bishop entende como uma ameaça, mas foi mesmo… Kalinda corajosa demais. Bishop ainda não mata, mas ele grita. É o mais assustador que ele já esteve.

Continua após publicidade

Por fim, de volta na sede da empresa, é oferecido a Cary um novo acordo: quatro anos (dois com bom comportamento) em troca de uma confissão de culpa, ou tempo de serviço com liberdade condicional de seis meses, se ele testemunhar contra Bishop (fazer isso é dar um tiro no pé). Cary chora um pouco, mas em seguida, ao dar uma caminhada na rua, encontra Bishop. E ele faz uma proposta que até achei ousada, mas pensei que Cary iria aceitar: ir permanentemente para um apartamento em Barcelona e trabalhar para Bishop. Imagina?! Mas Cary recusa, dizendo que a empresa perderia muito dinheiro, já que gastaram muito com ele… e é verdade. Não adianta apenas fugir. Ele tem uma vida ali em Chicago. Lembrei de Kalinda também. Na manhã seguinte, Cary se declara culpado de conspiração, e só assim, ele é um criminoso.

Mesmo com um episódio não tão empolgante, eu estou interessada em ver como a série continua, sobre como ela irá desfazer o que está sendo feito ao longo dos últimos dois meses – a nulidade do julgamento? Um salto no tempo? Eu realmente não acho que Cary vai ficar na prisão o resto da temporada (ou o resto da série), a menos que The Good Wife está verdadeiramente se preparando para uma mudança radical no estilo. Orange is the New Black?! Quero ver também o que vai dar esta corrida de Alicia para Procuradoria do Estado. A capacidade da série de mudar e se adaptar é grande. Isso significa que, em 2015, tudo é possível!

Até lá!

Observações:

– Gente, que cômico foi Finn levando Alicia em uma espelunca daquela e, ainda, sem energia elétrica. Hahahaha foi muito engraçado. O universo conspira para Finlicia acontecer! Com certeza!
– E Cary, tadinho. Eu senti seu sofrimento quando ele chorou. Cena linda ele abraçando Alicia e ela dando todo aquele apoio.
– Eli e Elfman sempre dão um jeito de safar Alicia (desta vez com a ajuda de Peter). Ela que não gosta muito dos “jeitinhos” que eles arrumam.