The Good Wife – 6×17 – Undisclosed Recipients

Imagem: Banco de Séries

Imagem: Youtube/Reprodução

 

Talvez eu esteja gostando de Alicia ter ganhado o cargo de nova Procuradora Geral do Estado. Sei que disse o oposto na review passada, mas este episódio foi brilhante e podemos ver novos plots surgirem com a Alicia na Procuradoria, sem afastar da advocacia e das intrigas dos tribunais. Episódio muito bom, com direito a muita fofoca e babados, hehehe.

A “lua-de-mel” de Alicia não foi muito agradável. Teve Castro, Redmayne, Bishop e até Eli pressionando nossa Alicinha, apenas um dia depois de ter ganho as eleições. De início, Alicia Florrick fez tudo errado, quase estragando tudo. Lógico, ela foi sincera como sempre foi e quis ser verdadeira. No entanto, ela entrou em um campo desconhecido e acreditou que saberia lidar. Ser política é muito diferente de ser advogada, ou nem tanto, pois ambos os cargos dispensam a honestidade, às vezes. Pode ter soado mal esta frase, mas o quis dizer é que na política e na advocacia, muitas vezes, deve-se dizer o que a pessoa quer ouvir, e isso não necessariamente é a verdade.

Continua após a publicidade

Alicia aprendeu muito neste episódio. “Obrigada pelo seu conselho. Todas as opções estão abertas para mim, e eu pretendo decidir em 48 horas.” foi a frase mais dita. Lições de Eli Gold. Não é que todos ficaram satisfeitos… Realmente, era isso mesmo que Castro, Redmayne e Bishop queriam, eles desejavam apenas ser ouvidos. Da para notar, neste episódio, que nossa musa vai ter que lidar muito com os interesseiros. Tanto do seu escritório, quanto este pessoal que ajudou no PAC e acha que pode mandar na Procuradoria. Infelizmente, também Alicia aprendeu que como State Attroney, ela não pode desfrutar dos presentes caros que recebe. Esta lei também existe no Brasil, por incrível que pareça.

tgw 2

Imagem: CBS

Juntamente com os problemas políticos de Alicia, o escritório lidava com um caso de danos devido a downloads ilegais de filmes que parecia ser simples, mas acabou que afetou todo o escritório de maneira drástica. Como uma firma sólida desde jeito, pode ser destruída em tão pouco tempo. Como problemas internos são capazes de destruir uma organização e o mundo exterior nem entender direito como isso aconteceu. Bastou e-mails sendo divulgados, destinatários sendo publicados, para se instaurar uma guerra entre os sócios e associados. Meça suas palavras, parça. Tomem cuidado com o que diz, pois até dizeres de dois anos atrás podem vir a tona. Até Will e seus e-mails eróticos trocados com Alicia não foram perdoados. Até mentiras de Kalinda apareceram. Agora sabemos a opinião de todos sobre todos. Nem tudo são flores como parece ser.

E também sabemos agora como Alicia pode ser boazinha, mas não inocente, ao negociar o pacote de sua saída, e como isso pode influenciar em sua decisões futuras em casos criminais que envolverem o escritório. Uma ameaça velada foi feita? Uma ameaça bem explícita, eu diria. Sim, Alicia faria isso, porque ela pode até ser uma boa pessoa, mas idiota ela não é. Ela criou aquela firma, não vai sair dali recebendo pouco. Pelo visto, em breve, teremos dois lados, Alicia X Lockhart & Agos… Eu já escolhi meu lado, e você? Será que Peter ajuda Alicia nesta? E Finn, que quem sabe será o novo Procurador Adjunto?

Para sabermos todas as respostas, teremos que aguardar. Mas estes novos possíveis plots me parecem ser muito interessantes. Confira a promo do próximo episódio:

 

[youtube]https://youtu.be/t3q_LKzcYBQ[/youtube]

 

Obs.: Vocês viram o presente que Alicia ganhou? Uma estátua igual que Annalise Keating tem em seu escritório, em How to Get Away With Murder? Sei que é comum ter estátuas da justiça em escritórios de advocacia, mas foi só eu que imaginei um crossover entre as duas séries? Seria demais ver Viola Davis e Juliana Margulies contracenando.

Obs2.: Comece a despedir da série, a audiência não está muito boa e boatos dizem que a sétima temporada será a última, segundo planos dos próprios showrunners. A season finale da sexta temporada vai ao ar dia 10 de maio. Já estou me preparando psicologicamente.

Paula Reis

Paula Reis

Advogada e concurseira de plantão, no Mix, é editora de reviews e colunas. É viciada em tudo sobre Game of Thrones e adora séries jurídicas.

No comments

Add yours