The Good Wife – 7×01 – Bond

the-good-wife

Imagem: CBS/Divulgação

 

Aleluiaaa, Alicinha voltou!

The Good Wife teve um excelente retorno, superando a vagarosa sexta temporada. Será a sétima a última temporada da Boa Esposa? Não sabemos, mas caso for, terminará em grande estilo e estarei bem satisfeita. Especulei mais sobre o assunto e sobre outros que poderão surgir ao longo da nova temporada, confira aqui.

Continua após a publicidade

Como sempre, tivemos um caso da semana se contrapondo ao plot de Alicia. Sucessões e post-its que caíram no chão, era basicamente isso o caso. Uma bobagem de um bem de 8 milhões de doláres! Identifiquei-me muito com Alicia “iniciante”, procurando casos e emprego. Para quem não sabe, também sou advogada e sei o que nossa musa está passando. Tribunal de fianças, o famoso “advogado porta de cadeia”. Quem imaginaria ver Alicia ali? Mesmo o magistrado pegando no pé dela, ela conseguiu se sair bem, mostrou que precisava daquilo. Muita correria e bagunça naquele tribunal.

No escritório de Diane, parece que as coisas estão antiquadas. Cary percebe como a firma é vista como velha, antiga, como sócios são chatos em comparação aos associados. Cary já esteve com o grupo jovem, sabe como é bem mais legal, que ideias novas sempre aparecem. Agora, quando ele chega na sala é tratado como Sr. Agos, ninguém brinca mais com ele e nem abre o jogo. Quando ele dá um pouco mais de liberdade, o associado já acha que ele está querendo algo mais… Hahaha. Foi bem cômica esta parte do episódio, e eu gostei bastante desta pegada mais engraçada da estreia no geral.

Grace como assistente de Alicia foi genial, novo escritório. Foi bonito ver que Alicia pode fazer o que quiser, não tem que se reportar a ninguém. Isso acabou gerando sua permissão para que Peter candidata-se a vice-presidente. Imagina? Voltamos à primeira temporada, com Alicia como esposa submissa do candidato? Acho que não. É notório ver como a Sra. Florrick está mais madura, mais segura de si, determinada, sabendo o que quer. Acredito que chegamos no estágio que Peter e Alicia farão uma ótima dupla. O povo vai gostar, e Peter vai arrasar na sua candidatura. Doida para ver Hillary Clinton! Aliás, acho que será um dos plots centrais desta temporada a candidatura de Peter e toda a política das eleições presidenciais.

Mas falar em eleição e em Peter, é lembrar de Eli Gold. Não pode ocorrer uma candidatura com Ruth Eastman, a nova gerente de campanha. Fiquei bem chateada por isso, pela demissão de Eli, mas já deu para perceber que ele tem um super plano e não vai deixar isso barato. Por outro lado, achei sensacional ele contracenando com Ruth… a troca de farpas, os dois parecem ser muito inteligentes e ao mesmo tempo engraçados.

Enfim, foi um estreia linda que deu bastante gás para acompanharmos toda a temporada! Alicia Bond voltou, bitches!

OBS.: Já curti a nova “amiguinha” Lucca Quinn. Fingiu de indiferente, mas foi a que mais ajudou Alicia neste episódio.

OBS2.: Alicia, reparei no cabelo novo… não está ruim, mas não sei se amei! Já de Eli, ficou sensacional!

OBS3.: A boa esposa não resistiu ao diabo. Canning & Florrick?

Paula Reis

Paula Reis

Advogada e concurseira de plantão, no Mix, é editora de reviews e colunas. É viciada em tudo sobre Game of Thrones e adora séries jurídicas.

1 comment

Add yours

Post a new comment