The Last Ship – 2×11 – Valkyrie

Fonte: Arquivo Pessoal
Fonte: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

“Um navio da Marinha com 200 norte-americanos[…] Partiram de Nortfolk, Virginia, há 6 meses, para procurar pela cura. E eles encontram!”

Você conhece a grandiosidade de um determinado episódio, na grande maioria das vezes, pelo episódio antecedente. Não desmereço os acontecimentos narrados em Friendly Fire, porque foi necessário a introdução lá para o desenvolvimento cá. E sabe, toda a insatisfação que existiu pela falta de coerência narrativa foi embora. São episódios assim, que marcam em todos os aspectos e superam tudo do anterior, que faço questão de colocar no hall da fama dos episódios.

Continua após publicidade

“Ah Alex, mas você só gostou dele porque teve ação e morte”. Não, vamos com calma. Primeiro de tudo é que reconheço o nível que The Last Ship vem apresentando durante a segunda temporada. Entretanto, não sou obrigado a concordar que episódio X foi fodástico, quando na verdade não foi, para mim. É necessário que iniciemos o processo de avaliação crítica, de fato, de algumas séries. Afinal de contas, elas poderiam muito bem estar nos enrolando. Um desenvolvimento pacato, com picos de adrenalina, choque emocional, coerência com o que vem sendo apresentado e, principalmente, trabalhando fatos já narrados: essas são características essenciais em episódios do hall.

Continua após a publicidade

Sendo sincero: foi muito lindo ver toda aquela tensão nas cenas, toda a dor apresentada pela perda de personagens carismáticos. Mas sabe o que foi melhor do episódio? O início do processo reverso de Chandler para com Rachel. Sim, porque se lembrarmos bem, ele tinha decidido que, encontrando um local seguro, ela seria “expulsa” do Nathan James e entregue as autoridades locais. Não afirmo que a sentença do capitão foi revogada e ela está imune a isso. Mas ver que eles voltaram a brincar, a conversar de maneira “normal”, entre trocas de olhares, já é o primeiro passo a isso. Claro que Scott vai precisar tomar muito cuidado com isso e fazer o possível, o que é extremamente difícil para ela, em se manter na linha.

Continua após publicidade

Mas espera lá, que esse não é o único ponto lindo do episódio. Sabe o resgate de Val? Então, vemk dá um abraço. Okay, existe um lado intencional, que é a utilização do conhecimento da jovem para expor a verdade ao mundo. Poder mostrar a alguém de fora a realidade do Nathan James e fazer com que essa exponha ao mundo a verdade é, no mínimo, inteligente. Na verdade, ele viu a oportunidade de limpar sua barra, fazendo com que ela presenciasse e repassasse.

Considerações Finais

Continua após publicidade
  • Se ri com o tiro na bunda de Tex? Gargalhei!!
  • Não vou me conformar com a perda de Ravit. Sério mesmo :'(