The Leftovers – 1×4 – B.J. and the A.C.

60e88a4e4e854964c9fdf11266a3ae2e

Continua após as recomendações

O produtor da série, Damon Lindelof, já tinha revelado que o drama não pretendia dar respostas de uma forma direta sobre o que aconteceu no dia 14 de outubro. Na verdade, o propósito da série é exibir as consequências e mostrar como é a vida das pessoas dali por diante, demonstrando o quanto esse dia fatídico os afetaram drasticamente. Todas as pessoas daquela cidade não são as mesmas. Suas famílias tiveram algum ente querido afetado por esse dia, seja ou pelo seu desaparecimento ou por se juntar aos remanescentes que, inclusive, são odiados veemente pela população local.

No episódio anterior, vimos que a trama girou em torno do padre que teve a sua igreja sendo vendida para os GR. De forma semelhante, o B.J and A.C. também teve sua trama em um personagem. O “escolhido” , por sua vez, foi o delegado Kevin Garvey que teve alguns plots interessantes: o primeiro foi o divórcio requerido por sua esposa que é uma remanescente; e o segundo foi o fato da sua filha ter roubado o menino Jesus da manjedoura. Sabemos que o relacionamento entre Kevin e sua filha não é das melhores por causa do ambiente onde ela vive que, convenhamos, não é favorável. O seu pai é desequilibrado psicologicamente desde o dia 14 de outubro e um dos motivos por isso é o fato da Laurie ter se separado dele e escolhido morar com os remanescentes. Isso tanto o afetou quanto a Jill (filha do casal).

Continua após a publicidade

Logo na cena inicial, vimos o processo de fabricação de bonecos. E qual foi o objetivo? O objetivo é que, nesse episódio, já é época natalina e foi montado uma manjedoura no centro da cidade. Foi necessário ter um boneco que representasse Jesus Cristo. Sendo que, sem mais nem menos, ele foi roubado. É interessante observar o paradoxo: num lugar onde as pessoas são descrentes , é quase impossível de imaginar que ali pudesse ser montado o principal símbolo do Catolicismo e ser celebrado a tal data.

Embora tenha entendido que a série não dará respostas prontas aos telespectadores, para mim ainda não está claro o porquê dos remanescentes serem tão odiados. Pelo menos, dando ênfase, para mim não está tão claro. E, sinceramente, gostaria de entender mais um pouco sobre eles e os motivos pelos quais eles vivem daquela maneira. No momento em que a Laurie joga o isqueiro da sua filha no ralo, ficou claro que essas pessoas não podem ter nenhuma ligação com o passado, como se eles recomeçassem uma nova vida no grupo. Aliás, falando no GR, achei interessante a cena em que eles entram na casa das pessoas e roubam suas fotografias. Qual foi a finalidade disso? Não sei e acredito que não saberemos, a não ser que isso seja revelado no episódio seguinte. Mas é melhor nem aguardar respostas acerca disso. Só tenho certeza de algo: isso vai dar um problema sério!

Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours