The Originals – 2×18 – Night Has a Thousand Eyes

The-Originals-2x181-1021x502

Imagem: Manicômio Séries

 

NOSSA, EPISÓDIO P E R F E I TO! Teve de tudo um pouco: romance, ação e suspense! Então, vamos refletir um pouco sobre The Originals, gurizada!

Esse episódio, assim como toda a série, foi muito bom! Mas com certeza se superou com apresentação da Bruxa mais overpower do momento, titia Dahlia. O que mais foi agradável dessa apresentação da personagem, não foi apenas ver a atriz em cena, mas todo o contexto de apresentação dela. Foi algo do tipo: “todos olhando para Hayley e Jackson fixamente, e um estranho os aborda entregando uma Dahlia, que fica negra com o tempo”. E a mesma cena se repetiu com Freya, andando pelas ruas de New Orleans, simplesmente F * D A S T I C O.  Eu acredito mesmo que Dahlia é uma personagem que agrega muito a trama, pois nessa temporada ficou bem claro que ela é a principal vilã – já que não tivemos grandes vilões, mas sim um arco longo de história. Fomos compensados por essa grande personagem que prometeu ser uma boa bruxa má (hahaha). Seguindo, toda a sequência da igreja me deixou muito feliz. Eu senti saudades de ver cenas de ação na igreja, porque na primeira temporada tivemos várias batalhas travadas lá.  A que mais me marcou, foi a do nascimento de Hope, como não?!

Continua após a publicidade

A sequência da igreja não é marcada apenas pela revelação oficial de Dahlia, mas também pela parceria de Klaus e o papai Mikaelson, que deram as mãos e falaram “Vamos detonar a bruxa vadia“, e não é que ela detonou eles?! Eles se esforçaram, mesmo. Mas não adiantou, ela venceu tão facilmente, que acredito que não vimos nem um terço do poder de Dahlia. Mas serviu para que nós  – meros espectadores – nos deliciarmos com as melhores cenas de ação da temporada – amei muito toda a sequência da igreja.

Outro ponto importante e que devemos falar mais um pouco é a parceria entre Klaus e Mikael. Eu não esperava que ele queria encontrar o pai para pedir ajuda com Dahlia, mas no final ele morreu, naquela reuniãozinha de família para descobrir como matar Dahlia.

Quem eu estava sentindo falta de ver era Davina. Ela apareceu e teve um destaque bom no episódio, mas eu quero mais dela. Assim como a Madame Josephine, que apareceu pouco e ainda assim rendeu uma ótima cena, sendo morta pela Dahlia, enquanto fazia o que mais gostava: tocar violino. Aiden e Josh permanecem juntos e renderam boas cenas de romance, gostei deles!

Freya perdeu a coroa de rainha com a chegada de Dahlia, mas merece ser citada, porque, afinal, ela tem uma ligação forte com Dahlia, que ficou bem mais concretizada com aquela cena da bruxaria que ela fez junto com a Rebekah. Bekah viu Dahlia ao lado da Freya, isso simbolizou que a titia estava junto com Dahlia, canalizando os poderes e tudo mais. E, sinceramente? Acredito mesmo que agora – mesmo o Mikael morrendo na frente de Frey pelas mãos de Klaus –  Freya e Klaus fiquem unidos, e ainda mais fortes!

De maneira geral, esse episódio me agradou demais em todos os quesitos. Sem dúvidas, The Originals está e vai ficar ainda melhor para a finale, e eu já estou ansioso!

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours