The Originals – 3×06 – Beautiful Mistake

The Originals-Lucien

Imagem: Banco de Séries

Continua após as recomendações

 

E, finalmente, tudo começa a se esclarecer em The Originals. Com a revelação da antiga armação dos Mikaelson, encontramos um bom motivo para os três primeiros vampiros transformados quererem vingança. E parece que, a partir de agora, a temporada vai esquentar. Beautiful Mistake” foi um ótimo episódio, com bastante ação e menos do blá blá blá que estávamos presenciando anteriormente. E, claro, o fato de termos Claire Holt de volta como Rebekah (atualmente) deixou tudo melhor.

Continua após a publicidade

Depois da promessa de guerra do episódio passado e de uma luta épica entre os irmãos Mikaelson, tomei um banho de água fria (ou fiquei extremamente feliz?) ao ver, logo no início do episódio, que os dois voltarem a ser aliados. Ok, essa pode ter sido a forma mais correta dos vampiros extravasarem suas raivas e finalmente poderem trabalhar juntos novamente mas, diferente do que imaginei, aquele não foi o presságio do caos. Pelo menos, não por enquanto.

Não sei se é uma percepção só minha, mas reparei que The Originals está deixando de lado muitos personagens regulares importantes e se concentrando demais na nova tríade. Depois do episódio em que brilhou, Hayley anda aparecendo muito pouco e suas participações não estão sendo importantes para história; Davina está alternando em pequenas cenas (não que a gente sinta muita falta); Rebekah estava sumida até este último episódio; e Freya está sendo praticamente inútil na temporada, até então. Nunca imaginava que uma personagem tão poderosa, que assombrou e assustou tanta gente no segundo ano da série, fosse se reduzir a irmã legal, babá de Hope e bruxa de favor.

No pouco que Hayley apareceu em Beautiful Mistake, vimos a loba ser perseguida por um vampiro de 800 anos e descobrimos que a Strix quer que Davina ajude na arma contra os irmãos Mikaelson. Foi por muito pouco que Hayley e Marcel não morreram, mas no momento final, foram salvos por Elijah, que demonstrou preocupação com sua amada, como sempre. Com Aurora e Klaus, nesse romance sem sal e bem água com açúcar, descobrimos qual é a arma que pretendem usar contra os originais e o que ela faz. Não matá-los, mas prendê-los. Pera. Não entendi nada! Então eles não vão morrer? E a profecia? Fiquei igual barata tonta! Alguém entendeu isso aí para me explicar, gente? Enfim, independente do que seja, acredito que Davina vá querer ajudar a deter Klaus, mas, no fim das contas, Marcel vá reverter a situação e a chatinha da bruxa desista da ideia.

Lucien continua sendo um vilão extremamente chato. Sendo aquele vampiro bem clichê e com um truque já bem antigo para os admiradores das séries de Julia Plec, Lucien obrigou Cami a procurar para ele a tal da arma que os três irão usar contra os originais e a missão foi concluída com sucesso. Isso está me lembrando muito a época das vacas magras de The Vampire Diaries (com o Silas e os Viajantes e zzzz). A questão é: para TVD e The Originals serem boas, elas precisam de vilões bons. Não estou encontrando nenhum nesta temporada de TO.

E o que será que Aurora vai fazer com o corpo da sua vampira-progenitora? Esconder dos outros dois ou se juntar ao plano? Estava toda feliz que Rebekah ia voltar, mas a felicidade durou pouco. Espero que não demore para os Mikaelson resgatarem a loirinha. Torço para que, quando Rebekah voltar, Freya cresça como personagem.

Dependendo da decisão da nova amante de Klaus (que esqueceu completamente que Cami existe), os três terão a arma, os três irmãos e a bruxa em suas mãos. E agora só nos resta esperar os próximos passos desses tão amados (#sqn) vilões.