The Originals – 3×09 – Savior

Imagem: The Originals Brasil

Continua após as recomendações

 

“… And one by family.”

 

Continua após a publicidade

Não estou sabendo lidar. Ainda estou em absoluto choque e com os sentimentos confusos após esse episódio de The Originals. O que foi Savior, gente? Sambou na cara da temporada inteira e, talvez, de toda a série. Depois de um terceiro ano com início bem morno, o episódio dessa semana trouxe um plot twist atrás de outro e conseguiu nos deixar completamente embasbacados.

Vou começar por Hayley e Jackson que foi a história mais leve que tivemos. Sou ship Haylijah desde que o mundo é mundo, mas consigo gostar do Jackson em alguns episódios. Esse foi um deles. Finalmente o lobo conseguiu entender que os Mikaelson são a família da lobinha. A cena em que Hayley desce das escadas e encontra toda a família, com a árvore de Natal, foi linda demais! Mas, juro, não sei porque ele ainda está vivo. Jack não faz nada de interessante e não acrescenta em nada para a série. Ele só é o motivo de deixar Hayley e Elijah separados e isso é muito forçado. Pelo menos, neste episódio Hayley deixou claro que nunca escondeu do marido seus sentimentos pelo vampiro original e que, sim, eles ainda existem mesmo após um ano de seu casamento.

Quem jogou essa verdade (e muitas outras, diga-se de passagem) na cara de Hayley foi a possuída Rebekah. A luta das duas foi sensacional, apesar da original ter destruído a morena. Se não fosse por Klaus, mais uma vez, Hayley estaria morta. Já é o terceiro episódio que ela é salva no último minuto por um original. Adorei a Rebekah do mal e já estou até cansada de vê-la partir tantas vezes (Claire, volte logo para o elenco regular. Por favor, nunca te pedi nada!). A cena da fogueira deixou mais uma vez bem óbvio que, independente de tudo, os três estão juntos “always and forever” e que a família é a coisa mais valiosa para os originais. E isso tornou mais triste e emocionante ver que parte da profecia se cumpriu do pior jeito e de forma bastante manipulada pelos irmãos. Agora, não há mais motivos para os Mikaelson permanecerem desconfiados. Rebekah fez a escolha certa e Elijah foi forçado a apunhalar a irmã pelo bem de todos. Triste foi ver a carinha do vampiro ao ter que fazer isso, mas foi por uma boa causa, Elijah! A gente te entende. “One by family.” check.

Freya foi, mais uma vez, a heroína da história. A bruxinha fez tudo que pode para salvar Rebekah, inclusive arriscando a própria vida. E justamente por isso, teve que convocar Finn para ajudá-la. Lá estamos nós novamente com o fantasma do irmão do mal pairando sobre nossas cabeças. Até quando não faz parte do elenco, o vampiro/bruxo é capaz de assustar. Já está mais do que na hora de nos livrarmos de vez dele, né? E agora, teremos que lidar com Vincent, o novo regente das bruxas, sendo ameaçado por Tristan. Ou ele faz o que o líder da The Strix quer, ou Finn fará ele fazer. Péssimas recordações para o amigo de Cami.

Mas vamos ao que interessa. O ponto alto do episódio foi Klaus. Acho que nunca vi esse lado tão doce do vampiro. Não foi simplesmente a forma boazinha do original que estamos acostumados. Klaus foi dócil, feliz e amoroso durante todo o episódio. E o empurrãozinho que precisava para finalmente ficar com Camille foi salvar a vida do detetive, de forma tão gentil. Meu coração até se derreteu com tudo que o vampiro fez nesta cena, mas nada como a declaração que ele fez para Cami. Já ouvimos outros discursos lindos saindo da boca de Klaus, mas esse foi o momento que finalmente o tão esperado beijo aconteceu! Tudo estava lindo, perfeito, tranquilo e feliz… Mas, claro, nada é assim na vida dos Mikaelson. E, por isso, depois de dormirem juntos e abraçados, quando Klaus abaixou a guarda, Aurora fez o seu trabalho e, simplesmente, matou Cami. Choque. Não vou superar Klaus acordando com o sangue da amada em seus dedos. Teorias são de que Aurora, na verdade, transformou Cami em vampira. E eu nunca torci tanto para isso acontecer! Por favor, Julia Plec, não a mate de vez! Ainda estou em depressão com esse final. Adoro a personagem, adoro o casal. Não faz isso comigo!

Enfim, saberemos a resposta somente no final de janeiro, quando The Originals volta do hiatus. Quero mais Mikaelson unidos, Cami viva e cenas lindas e felizes como a do Natal. Eles estão merecendo! Até lá.

1 comentário

Adicione o seu
  1. Avatar
    Gabriel Carvalho 17 dezembro, 2015 at 20:44 Responder

    TANTA COISA PARA COMENTAR, MAS! NÃO CONSIGO! TO CHORANDO AQUI! DEPOIS DO MEU SHIPP FINALMENTE TER ACONTECIDO, ELE ACABA NO MESMO EPISÓDIO D:

Post a new comment