The Originals – 3×17 – Behind the Black Horizon

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Eu estou chocada! Socorro, gente. Que episódio foi esse? Não sei nem por onde começar. Eu sabia que essa maldita Aurora ia voltar, sabia que isso não ia dar certo… Mas não esperava que fosse dessa forma. Por que os dois já não estão mortos há meses? O que foi que eu sempre disse aqui? Sabia que não ia prestar.

Continua após a publicidade

Agora é isso, os Originais não são mais os seres mais poderosos do mundo. Eles podem morrer. Se pararmos para pensar, agora eles são iguais a todos os outros vampiros, mas dá uma sensação de vulnerabilidade incrível, não é? Talvez pela quantidade de inimigos que eles tem, ou talvez porque as duas bestas foram criadas justamente para detê-los.

Continua após publicidade

Lucien tinha muito mais na manga do que aparentava. Durante todo esse tempo, ele tramou um plano incrível para acabar com os Mikaelson. E está próximo de conseguir. Parece que estamos diante de um novo Michael, mas pior ainda: não há uma arma. Ele é a besta. E também, por enquanto, é imortal. Que complicado! E, junto com ele, há a Aurora. Por que Klaus não matou logo aquela infeliz? Se já vai ser difícil acabar com um, imaginem os dois!

Klaus e Hayley fazem um excelente time. Gosto que a lobinha não tem medo do perigo, mesmo sabendo que não é uma original, igual ao parceiro de crime. Mas isso também me assusta. Hayley já provou que não é frágil, mas gosto tanto dela que tenho medo quando qualquer coisa pode acontecer com a híbrida. Quando ela ficou sozinha naquele lugar, já fiquei tensa! Mas acabou que essa foi a melhor decisão, já que possibilitou os Mikaelson de saberem o que está por trás de todo esse poder de Lucien.

Continua após publicidade

Vincent tentou ir contra o poder dos ancestrais, mas não conseguiu. Adorei que ele e Davina vão se juntar para acabar com esse povo chato que fica se metendo na vida dos outros. Vão viver suas mortes, eu hein! Só faltava Freya entrar na jogada para ser o trio mais forte possível contra esses seres insuportáveis. Já não bastava ajudar Lucien, agora estão enfeitiçando Kol também. Chega, já deu! E essa vai ser a chance de Davina se redimir com o mundo e se tornar alguém agradável.

Por último, a morte do Finn foi triste, mas muito bonita. Nos momentos finais definitivos de sua vida, o irmão finalmente conseguiu enxergar a força do “Always and Forever” e se unir a família de vez. Agora podemos perceber que Finn se foi para valer, após conseguir perdoar os irmãos e aceitar a morte. Ele não gostava de ser vampiro, e essa foi sua decisão. Foi triste, mas louvável a escolha do irmão querido de Freya. E a cena da ponte foi linda, cada um se despedindo de Finn a sua maneira. E nada mais típico que Klaus jurando vingança.

Amei “Behind the Black Horizon”, mas já estou desesperada com o que pode acontecer. Poderia algo dar mais errado para nossos originais? Aguardo as próximas semanas para saber a resposta desta pergunta.

[spacer size = “20”]

P.S.: e aquele mini crossover com TVD? Matt é chato em todas as séries mesmo, não tem jeito.
P.S.2: estou meio confusa com essa questão do tempo nas duas séries. TVD não está três anos na frente? Não tô entendendo mais nada!