The Originals – 3×19 – No More Heartbreaks

Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

“There will be no more pain. No more heartbreak. You will find peace.”

Estou eu há meia hora com essa página aberta, tentando encontrar coragem para começar esta review. Como vocês podem ver pelo texto que fiz do episódio passado, nunca imaginei que isso poderia acontecer. Nunca imaginei que fossemos realmente perder Cami. E eu estou sofrida, no chão, devastada com essa morte. Sim, é um fato que Camille sempre foi polêmica. Afinal, as personagens “certinhas”, as pessoas corretas, não costumam fazer sucesso. Além, é claro, dessa guerra meio tosca que existe entre aqueles que torcem para que Klaus fique com Caroline e os que torciam para a bartender. Mas não importa se você amava ou odiava a loira. É fato que foi dolorido ver sua partida.

Continua após a publicidade

“No More Heartbreaks” girou em torno da tentativa de salvar Camille. Essa foi a primeira vez que realmente percebi que Cami era a única personagem ali que todos gostavam. Tivemos Freya, Vincent, Marcel, Hayley, Elijah, Klaus, Davina e até Hope (que finalmente apareceu) fazendo sua parte: todos lutando para que a terapeuta sobrevivesse. Infelizmente, as tentativas foram em vão.

Continua após publicidade

Porém, nada foi tão impactante quanto o ápice do episódio: as cenas de Klaus e Camille em suas mentes. O que falar da despedida do casal? Klaus fez o dia perfeito para Cami e ainda trouxe de volta o momento que os dois se conheceram. Enquanto isso, Camille tratou de deixar suas últimas mensagens para o amado e falou para ele tudo que sempre quis falar. Klaus é amado e tem muita luz dentro dele, basta saber onde achá-la. E querer também, é claro. A profundidade dos diálogos deles me surpreendeu. Nunca duvidei que The Originals poderia ser assim, mas não achei que fosse o foco da série. A partida de uma personagem tão importante para o enredo puxou um lado bem dramático e adulto na trama, que foi interessante de assistir. Espero que assim continue. E quando Klaus finalmente disse que também a amava e a loira percebeu que, sim, iria morrer, doeu demais. Foi uma cena linda e emocionante e a atuação dos dois foi impecável. Nunca achei que passaria por isso vendo The Originals, mas sofri demais quando a ficha de Camille caiu.

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

Saindo do drama de Cami, Davina e Kol também estavam vivendo o deles. Quando Davina tentou fazer sua parte, indo atrás de Lucien, a bruxa descobriu que a condição para Kol voltar seria matá-la. O vampiro ficou com a maldição de acabar com a vida da sua amada, e quanto mais lutava contra isso, mais se descontrolava. Pesado. A solução, então, foi empalar o Mikaelson. Porém, os ancestrais não gostaram muito da ideia e, surpreendentemente, Kol matou a bruxa, em um acesso de fúria. Seria meio triste, se não fosse óbvio que a chata vai voltar. Afinal, vaso ruim não quebra tão fácil, rs. Já estamos acostumados com as bruxas de TVD e TO indo e voltando do mundo dos mortos. Espero que, pelo menos, lá ela tenha uma conversinha com os ancestrais e consiga que eles mudem de lado. Pelo amor! Bruxos mais mal morridos! Ficam influenciando em tudo na Terra, brincando de Deus. Já estou irritada com eles.

Continua após publicidade

Como bem disse Elijah, isto ainda não acabou e Lucien irá pagar pelo que está fazendo. E espero que ele tenha uma morte muito dolorida, porque meu acúmulo de raiva desse ser insuportável já está no máximo da capacidade. O problema é o estrago que ele pode fazer antes disso acontecer. E é muita coisa. Se pararmos para analisar, o trio, que de início parecia ser formado por vilões muito fracos, conseguiu mais do que qualquer um conseguiu (em mil anos) lutando contra os Mikaelson. Respeito isso? Respeito. Gosto disso? Não. Quero que morram? Quero. E espero que Freya e Vincent consigam fazer o que querem e unir as suas forças contra esse ser maligno.

Então é isso… Deixo aqui meu brinde a uma personagem forte, determinada, amiga, cheia de personalidade, com um enorme coração, que foi a única que conseguiu verdadeiramente enxergar a luminosidade de Klaus. Camille sempre brilhou, sempre roubou as cenas, sempre foi corajosa e sempre enfrentou o que vinha de cabeça erguida. Vou sentir muita falta da personagem e espero, profundamente, que um dia a tragam de volta, apesar de duvidar. E agora vamos torcer para que Klaus supere essa, ouça Cami, não perca a cabeça e não caia na armadilha de Lucien. E, claro, que ele consiga vingar a nossa eterna bartender terapeuta. Afinal, como disse o original, em meio a tantas pessoas que passaram por sua vida durante todos os seus anos de vida, Camille sempre será lembrada.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

“I will carry you with me.

I guess that makes me immortal.”

[spacer size = “20”]

#RIPCami