The Originals – 4×07 – High Water and a Devil’s Daughter

Imagem: YouTube/Reprodução

Continua após as recomendações

The Originals segue sua quarta temporada bem, mas confesso que “High Water and a Devil’s Daughter”, sétimo episódio desta temporada, começou parecendo um ponto fora da curva. É claro, no fim o episódio acabou sendo material para teorias, apresentando desenrolares e até intrigando um pouco, mas as partes cansativas foram bem mais difíceis de ignorar.

Continua após a publicidade

Para começo de conversa, toda essa obsessão de Elijah em se tornar tão temível e implacável quanto Klaus para que o próprio Klaus não tenha que sê-lo já está me irritando. Não só isso, agora estou convencido que – como é de se esperar – todo esse comportamento dele vai acabar ajudando o Hollow.

E falando em coisas que vão dar merda e ajudar o Hollow, sempre tive minhas dúvidas com relação a Vincent – afinal, ninguém pode ter tido a mente controlada tantas vezes, ser casado com Eva e mexer com coisas como o Hollow e sair ileso – mas nem nos meus sonhos mais absurdos achei que ele seria tão estúpido. Quer dizer, fazer uma nova Colheita? Só eu lembro o porre que foi suportar Davina e as outras crianças da Colheita – e todos os outros que voltaram no meio do processo? Porque certamente parece que Elijah esqueceu.

Nesse meio tempo, até entendo a necessidade de confrontar os idealismos de Klaus com o que Hayley sabe ser certo para Hope, mas esse núcleo Casos de Família desvia demais tempo de cena – ou aplica tempo de cena… afinal, o que nos sobra para ver? Contudo, vale mencionar que a preocupação de Klaus com a inocência de Hope, retiradas as manias dele, foi muito legal.

Imagem: YouTube/Reprodução

E no assunto dessa inocência, tinha esquecido que Hope agora está inclusa em todos os feitiços de sangue que Freya apronta. Fiquei muito surpreso da garota ter ido falar com Marcel. Foi um plot twist interessante trazer o contato entre os “filhos” de Klaus tão cedo.

Agora falemos de Freya. A bruxa Mikaelson não decepciona, e seus planos – por mais bizarros que sejam – continuam sendo um componente interessante. Como bônus, foi MARAVILHOSO ver Sofya sofrendo da faca de Papa Tunde. Mais ainda, foi extraordinário vê-la transformar Josh em Marcel só para tentar dar cabo de Dominic de novo. Infelizmente, a nossa garota vacilou nos segundos finais, e deixou o minion do Hollow virar a mesa. Keelin efetivamente é salvação e perdição para Freya e mesmo comemorando que ela e Freya finalmente deixaram esses sentimentos fluírem, espero não receber outro lembrete da mortalidade da bruxa nem tão cedo.

As cenas de luta foram bem padrão, e adorei que Klaus tenha arrancado a cabeça de Dominic – espero que dessa vez ele continue morto. Foi uma ótima ideia contrastar a invasão do complexo, a fuga de Marcel – e o sequestro de Hope – com o ritual de reconexão com os Ancestrais. Mais ainda porque, para minha tristeza, minha teoria, lá nas reviews da temporada passada, de que Davina daria um jeito de voltar acabou sendo certeira. E que conveniente que ela, sendo uma garota da Colheita (mas não uma Ancestral) pode aceitar a oferenda para reconectar o Quarter aos Ancestrais.

Agora mais do que nunca a situação parece ficar sombria para os Originais. A mortalidade de Freya foi testada mais uma vez, Davina Claire, a mesma Davina que ODEIA os Originais, agora controla todo o poder dos Ancestrais. Marcel agora está livre e Sofya (louca) é a nova moradia do Hollow… esqueci alguma coisa?  Apesar de tudo isso – e do temor do que pode acontecer com nossos Originais –, mal posso esperar pelo próximo episódio. See ya!

ANOTAÇÕES DE UM VAMPIRO: Foi lindo ver Hope dizer “Always and Forever”, e mais lindo ainda ver que a garota tem a marca dos Crescentes, assim como Hayley – o que pode indicar que a garota também é um híbrido de bruxa e lobisomem.
ANOTAÇÕES DE UM VAMPIRO 2: Os ossos estão em Mystic Falls. Quem será que veremos nesse crossover. E – por favor NÃO – será que, além de Davina, vamos ter que suportar um retorno de Tyler?
ANOTAÇÕES DE UM VAMPIRO 3: Tivemos a primeira aparição de uma forma corpórea mais definida do Hollow, que agora ocupa Sofya. De acordo com a The Vampire Diaries & The Originals Wiki – e estou incluindo a informação porque não vi evidência disso em momento algum – essa aparição mostra que o Hollow é um híbrido de bruxa e lobisomem.