The Voice AU – 4×18 – Final

the-voice-au-4x18

Continua após as recomendações

Chegou a hora de finalmente conhecermos a nova voz da Austrália. Depois de uma temporada intensa, com performances memoráveis, diversos altos e baixos, algumas injustiças e muito mais, Liam Maihi, Ellen Drennan, Joe Moore e Natha Hawes chegaram merecidamente a essa final.

Prontos para conhecer o novo vencedor da quarta edição desse The Voice?

Continua após a publicidade

 

PERFORMANCES

 

Liam Maihi – “Fix You”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Putz, “Fix You” é uma música com apelo emocional muito grande. Okay, reconheceço que não foi a performance de Liam, mas ele deu o melhor que pode pela apresentação. Sem falar que toda ambientação foi linda demais!!

Eduardo: Eu amei essa performance, apesar de não ser uma das melhores que já vi dessa maravilhosa música que é uma das minhas favoritas da vida. Me emocionei, pois “Fix You” tem esse dom de fazer isso comigo toda vez que ouço.

Letícia: Olha, é difícil mensurar o quanto eu amo essa música, quase impossível. E foi exatamente por isso que detestei a performance, vim de coração aberto ouvir, e morri com o exagero em mudar o tom da voz o tempo todo, que ficou beirando a desafinação (e por muitas vezes foi). Péssimo, e fiquei decepcionada com Liam!

Lucas: Com certeza não foi a melhor do Liam, mas só pelo fato de ter cantado “Fix You” já merece muitos aplausos. Essa música é maravilhosa e sempre derruba com essa carga emocional.

 

Jessie J & Ellie Drennan – “Halo”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Como disse pro Edu no chat: tava chorando igual um bebê antes de ver essa performance, agora eu estou me preparando para o meu sepultamento. Minha gente, elas souberam dividir a cena, onde uma começa e a outra termina, quando ficarem juntas… Eu não sei descrever, só rever e amar essa beleza!

Eduardo: Foi lindo, perfeito e emocionante. Foi dificil se conter com essa apresentação tão espetacular, as duas foram brilhantes, sabendo respeitar o espaço da outra, e mantendo o tom exato do começo ao fim.

Letícia: Ufa, agora siiimmm! Chorei litros também com essa apresentação, como podem ser tão perfeitas? Cada uma no seu estilo, cada uma com sua voz arrebatadora, finalmente honrando essa música nos realities musicais (só quem assiste todos sabe o quanto “Halo” já sofreu). Foi lindo demais!

Lucas: Que dueto lindo gente! As duas pareciam irmãs ali naquele palco. Música perfeita para vozes perfeitas! Achei um máximo a maneira que Jessie mudou minha opinião a respeito dela nesse programa. “Halo” é outra música maravilhosa e claro, não é qualquer pessoa que consegue cantar tão bem.

 

Nathan Hawes – “Don’t Think Twice It’s Alright”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Reconheço que foi boa, que foi uma apresentação digna de final. Mas senti que faltou algo, que não sei dizer o que. Talvez seja só a antipatia pelo violão mesmo…

Eduardo: Desde a semana passada Nathan está evoluindo de forma incrível, e estou amando tudo. Aí agora na final ele vem com Bob Dylan. Bravo!

Letícia: Achei essa apresentação uma delícia, e foi até curta, porque eu queria ouvir muito mais. Concordo que faltou alguma coisa Alex, e foi Nathan valorizar a sua voz em algum momento. A apresentação foi ótima sim, mas ele em nenhum momento estava consolidado na competição para fazer uma apresentação levemente simples como essa.

Lucas: Realmente foi uma boa apresentação, mas não sei, Nathan tem me dado sono nas últimas semanas.

 

Joe Moore – “Scars”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Apesar dele saber utilizar perfeitamente sua voz e onde deve ou não explorá-la ao máximo, sinto a mesma coisa que senti pelo Nathan.

Eduardo: Eu só tenho uma coisa a dizer. Se Ellie não ganhar a competição, ele é a única pessoa além dela que pode. Estamos claros?

Letícia: Me apaixonei ainda mais por Joe depois dessa apresentação, ele mostrou para Nathan como é possível fazer uma apresentação “voz de violão” ficar memorável. Foi lindo, e ainda estou arrepiada com o que ele fez com a voz. Concordo com o Edu, se Ellie não ganhar, Joe merece!

Lucas: No começo pensei que tinha sido uma péssima escolha, engano meu, porque novamente Joe foi crescendo, crescendo e quando vi estava aqui mais uma vez amando por completo a performance do cara. Por favor gente, preciso de um álbum dele.

 

Ricky Martin & Liam Maihi – “You’re Nobody Til Somebody Loves You”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Sabe aquele respeito de espaço que houve com Ellie e Jessie? Então, não rolou aqui. Beleza, sabemos que pode existir uma tensão muito grande no Liam e que ele fique totalmente preso. Ricky deveria fazer com que ele se soltasse, que vivesse a apresentação da mesma maneira que ele, Ricky, estava vivendo. E não foi isso que aconteceu: Ricky estava totalmente livre, a vontade, sem preocupação nenhuma. Enquanto Liam….

Eduardo: Gente que dueto foi esse? Gostei demais, mas é claro que não chegou aos pés das duas maravilhosas Jessie e Ellie. Mesmo assim, fiquei em êxtase com essa apresentação.

Letícia: Não enxerguei isso Alex, vi Liam tão à vontade quanto Ricky. E olha, ADOREI ESSE DUETO! Sério, para mim ele se equivale a apresentação de Ellie e Jessie, foi tão bom quanto, apesar da vibe ser totalmente diferente. O Liam que tanto adoro estava ali cantando, e isso foi ótimo.

Lucas: Não chegou nem perto do dueto da Ellie com Jessie, mas fizeram um ótimo trabalho.

 

Ellie Drennan – “Nothing Compares 2 U”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: CHEGA! Pra que viver? Pra que assistir se sabemos que ela É A VOZ DA AUSTRÁLIA?

Eduardo: DÊEM O TÍTULO A ESSA MENINA LOGO, PELO AMOR DE DEUS! HÁ SEMANAS VENHO PEDINDO ISSO! Sério minha gente, o que foi isso? Simplesmente a  melhor performance dela na competição, como se diz, ela LACROU! Simples assim, tudo na medida certa e extremamente emocionante.

Letícia: PELAMOR TÔ TODA ARREPIADAAA! QUE APRESENTAÇÃO FOI ESSA? POR QUE EU NÃO PARO DE GRITAR? Sério gente, incrível é pouco para descrever o que vimos aqui. Ellie é musa e não erra nunca, como amo essa menina!

Lucas: Mas gente? Vem fazer chover aqui em casa Ellie. Performance MARAVILHOSA por demais! Música linda, voz linda, por favor, também quero um álbum!

 

Benji Madden & Nathan Hawes – “Wonderwall”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Pow, Nathan conseguiu estregar essa maravilha de música. Não, não to legal. E nem venham falar que é implicância minha com esse boy, porque é mesmo.

Eduardo: Vou ser sincero que no começo estava tudo uma verdadeira porcaria, com Nathan totalmente desafinado e perdido e Benji pior ainda. Só que aos poucos a dupla foi se encontrando, e dando o tom certo à apresentação. Infelizmente não podemos dizer que foi uma performance boa, porque não foi.

Letícia: Gente por favor, que coisa mais horrorosa! Vendo isso realmente não entendo porque Nathan chegou até aqui, ele para variar desafinou horrores, não cantou miou ou murmurou no microfone, e Benji salvou a apresentação. Poxa, quando a pessoa estraga “Wonderwall” dá para saber que ela não terá futuro na música.

Lucas: Adoro essa música, acho uma das melhores, mas sério, esse dueto não funcionou. Pra ser bem sincero não consegui nem terminar de assistir e pulei logo pro próximo.

 

Joel Madden & Joe Moore – “Demons”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Joe cantou melhor que Joel, SIM OU CLARO? Enfim, isso não vem ao caso. O que vem é: Imagine Dragons minha gente ♥♥ Sim, estou choroso, e sim estou em dúvida entre Ellie e Joe.

Eduardo: Eles simplesmente cantaram outra música minha predileta da vida, e olha me emocionei por demais. Na minha opinião, foi a segunda melhor performances entre os coaches e seus pupilos nessa final.

Letícia: Aqui aconteceu exatamente o contrário da apresentação anterior, o act foi zilhões de vezes melhor que o mentor, GRAÇAS A DEUS! Joel quase cagou a música, mas Joe estava lá para salvar, e que vontade que deu de fazer Joel sair do palco e deixar Joe cantar sozinho. Porque todas as vezes que ele conseguiu fazer solo durante a apresentação, foi lindo demais!

Lucas: Sim Alex, Joe cantou MUITO MELHOR que o Joel com toda certeza! O dueto foi ótimo, mil vezes melhor que Nathan e Benji, essa música do Imagine Dragons é a perfeição, uma das minhas preferidas da banda e ambos fizeram um baita trabalho. Precisa nem dizer que a voz do Joe estava maravilhosa né?

 

TERCEIRO E QUARTO COLOCADOS

Nathan Hawes (Team Madden) e Liam Maihi (Team Ricky) foram eleitos, respectivamente, terceiro e quarto colocados.

Alex: Olhe, se Ellie ou Joe ou ambos saíssem, eu iria jogar uma bomba na Austrália, juro juradinho. Não tinha pra onde: agora são os melhores!!

Eduardo: Para mim  não foi surpresa alguma, e imaginei justamente dessa forma mesmo: Nathan em terceiro e Liam em quarto. Ainda bem.

Letícia: No surprises (coisa boa). Deu a lógica e a justiça, e foram para a final os dois melhores, os dois que raramente erraram. PS: finalmente consegui dar adeus para Nathan. Tchau!

Lucas: Justíssimo! Fiquei com medo da Australia fazer aquela burrada de sempre, mas escolheram perfeitamente. Meu maior medo era o Nathan, então quando anunciaram que Joe como o segundo finalista pulei da cadeira.

 

PERFORMANCES FINAIS

 

Ellie Drennan – “Ghost”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Acho que a melhor coisa que pode acontecer é quando o artista se entrega verdadeiramente ao seu single. Existem pessoas que simplesmente fazem algo que não é seu estilo para agradar ao público, diferente de Ellie, que demonstrou sua essência na música. Foi lindo, foi perfeito, foi emocionante!

Eduardo: Essa música caiu como uma luva para Ellie, ainda mais que esse será seu single de estreia. Amei e por demais.

Letícia: Perfeita escolha para single. Só para variar, Ellie arrasou, destruiu, mostrou que é a melhor voz desse reality (e da franquia em muito tempo) e também porque merece a minha torcida.

Lucas: Realmente a música ficou ótima, combinou perfeitamente com a voz da Ellie e já quero aqui pra mim.

 

Joe Moore – “Invincible”

Clique aqui para ver a performance.

Alex: Não é pela minha preferência à Ellie que irei desmerecer o single de Joe. Pelo contrário: ele fez a mesma coisa que ela, coolocando sua essência na música. Foi, assim como Ellie, lindo, perfeito e emocionante!

Eduardo: Ellie que me perdoe, mas o single inédito de Joe é bem melhor. Que música intensa e emocionante meu Deus do céu.

Letícia: É impressionante como até no fim do jogo a minha torcida continua dividida. Concordo com os meninos, Joe foi até melhor que Ellie com sua música menos pesada. Como eu adoro a voz desse cara, nossa! Os dois foram incríveis e eu estou com o coração na mão.

Lucas: Olha gente, adoro a Ellie e pra mim a vitória seria juta tanto pra ela quanto pro Joe, ambos mereceram, mas se for pra comparar as músicas, o single do Joe ficou melhor. Aquele refrão? Por favor, vai marcar presenta na minha playlist por um bom tempo! Maravilhoso!

 

VENCEDOR

No fim das contas a jovem Ellie Drennan (Team Jessie) foi a grande vencedora dessa quarta temporada.

the-voice-au-4x18-2

Alex: Ah, não posso dizer que não estou feliz, porque to dando cambalhotas de felicidade. O primeiro motivo é que os finalistas foram pessoas dignas, que tiveram uma evolução incrível ao longo de reality e nunca, ou quase nunca, falharam em suas performances. Não existe dúvidas que Ellie, assim como Joe, pode estourar no cenário australiano, quiçá mundial. Mas eu realmente estou feliz com o resultado.

Eduardo: Amei por demais. Ellie chegou ao The Voice já como uma verdadeira vencedora, com performances memoráveis. Tão nova e com um talento único e sem igual, é claro que foi merecidíssima sua vitória, e espero que ela faça muito sucesso no cenário musical australiano. O mesmo para Joe, que teve uma trajetória tão boa quanto a dela, merece também bastante sucesso daqui pra frente. Se a garota não tivesse ganhado, também estaria muito feliz se ele fosse o vitorioso.

Letícia: Há tempos que eu não ficava tão feliz com o resultado de um reality. Sinceramente, para mim não fazia diferença quem levaria o prêmio, porque tanto Ellie quanto Joe mereciam, e a maior vitória do programa foi ter os dois na final – depois de tantos erros dos jurados e do público. Assim como os meninos, tenho certeza que os dois terão chances reais de sucesso, não apenas no cenário australiano, mas no mundial. As vozes de ambos são perfeitas para vários estilos, e estão “na moda”, digamos assim. Ainda quero muito ouvir falar sobre os dois nas paradas musicais e pelos Spotifys da vida.

Lucas: Já estava satisfeito assim que o top 2 foi anunciado. Não conseguia imaginar uma final disputada por outras pessoas. Tanto Ellie quanto Joe fizeram um baita trabalho ao londo da temporada e ambos mereciam o prêmio. Ver Ellie sair como vencedora foi maravilhoso, desde a blind ela chegou causando e mostrando o quanto é talentosa, semana após semana trazendo performances impecáveis, então mereceu sair como vencedora. Claro que estou aqui, esperando ansiosamente pelo album dela e do Joe. Não tenho dúvidas que ambos terão uma ótima carreira pela frente.

 

O que acharam do resultado final? A vitória de Ellie foi mais do que justa? The Voice Australia se retira de cena, mas ano que vem o programa estará de volta em sua quinta temporada, e é claro que o Mix não ficará de fora da cobertura.

Enquanto a nova edição não estreia, continue acompanhando o #TeamReality, que agora vem com The X Factor UK, além das edições americana, brasileira e britânica de The Voice, a temporada final de American Idol, entre outros. Muito obrigado mais uma vez pela companhia de vocês!

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours