The Voice Brasil – 3×04 – Audições às Cegas 04

Quem aí não vê a hora de começar as batalhas? Vamos ser francos que, tirando o programa passado, as audições nessa temporada estão mega sofríveis. Será que as de hoje também estão? Confira e comente conosco:

Continua após publicidade

the-voice-3x04

Continua após a publicidade

Rose Oliver – “Aquarela do Brasil”

Continua após publicidade

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Ela cantou direitinho, foi bem, mas não fez nada surpreendente que me deixasse com aquela sensação de “incrível”.

Continua após publicidade

Eduardo: A noite começou muito bem, Rose foi ótima! E aquela acapela no começo? Simplesmente sensacional, ela tem a cara da música brasileira e ela já se tornou uma das minhas favoritas.

Letícia: Maravilhosa, eu amei. The Voice Brasil começou muito bem com uma act que soube levar com maestria uma música incrível. Amei, amei! E quero mais.

 

Leandro Buenno – “Latch”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Nossa, eu sei lá o que achei disso. Pra mim esse cara estragou a música toda, mas por outro lado ele não é tão ruim. A única coisa que sei é que Dona Claudia está me envergonhando.

Eduardo: O QUE FOI ISSO? Que voz irritante, alguém tira o microfone desse ser? A vontade de querer estar morto falou mais alto.

Letícia: MAIS UM CANTANDO LATCH MEU DEU POR QUE? Mas assim, foi bem melhor do que a versão que aconteceu no The Voice US, vamos confessar. Ele tentou ser Sam Smith, mas não dá fio, o cara é um Deus, então ficou só bonzinho e por favor, nada de cantar “Stay With Me” na próxima, beleza?

 

Marina Saru – “Eu Sei”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Eu não entendo esses manos virarem pra tanta gente ruim e não apertarem a droga do botão pra Marina. Tá, a música não foi boa, mas gente, olhem os programas das semanas anteriores e vejam quanta gente péssima passou. Não entendi.

Eduardo: Marina perto de outros acts que passaram até agora nessa temporada foi bem mais ou menos, e o pior que alguns piores que ela os jurados viraram a cadeira. Injusto!

Letícia: Ah Cá, eu entendi, foi muito ruim, mesmo. Detestei do início ao fim. Foi bem sem graça, sem emoção, música chata que eu nunca tinha ouvido na vida – e não quero ouvir nunca mais. Foi ótimo, torci para que não virassem, e fui atendida.

 

Luana Fernandes – “Feeling Good”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Essa é uma música que um monte de gente já fez várias versões lindas e talvez por isso eu não tenha gostado tanto assim da Luana. Apesar disso ela é muito boa e pode se dar bem no futuro.

Eduardo: Eu gostei muito, digo mais AMEI! Quero mais de Luana usando e abusando nas próximas etapas, já se tornou uma das minhas favoritas dessa fraquíssima temporada.

Letícia: Essa certamente é uma das músicas mais tocadas na história dos realitys musicais, e confesso que gostei da Luana, mas não foi tão marcante assim como poderia ser. Entretanto, potencial ela tem, bora arrasar na próxima miga.

 

Nanda Garcia – “Gente Humilde”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Que música difícil que a Nanda escolheu. E foi muito bem. Não foi perfeita, faltou um pouco de emoção, mas acertou as notas lindamente e mereceu entrar no programa.

Eduardo: Ah sei lá, só sei que não gostei. Próximo!

Letícia: Assim, Chico Buarque não é para qualquer um, e “Gente Humilde” é linda, mas não combina com voz feminina, sem machismos. Não ficou legal, e eu não viraria, mesmo com aquela firulinha que ela fez mais pro final.

 

Jésus Henrique – “Serrado”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Desse eu não gostei não. Sei lá, me senti em um barzinho e nem prestei muita atenção.

Eduardo: Hoje está tudo sofrível ou eu estou de péssimo humor.

Letícia: Aii gente, que isso? Jésus foi ótimo, adorei, minha mãe adorou, meus cachorros adoraram, foi demais. Ele tem uma voz linda, potencial gigante, e me surpreendeu, apenas isso.

 

Débora Coutinho – “The House of The Rising Sun”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Muitos vão achar que a Débora foi bem, mas eu achei que ela pisou em uma música que gosto muito. E gente, parem de insistir nessa coisa de colocar cortina, não tá legal.

Eduardo: Ela começou bem e eu pensei que ela fosse surpreender, só que não. Débora foi muito inconstante, e isso me irritou. Hoje torci pela primeira vez que a cortina não caísse, e agora que ela escolheu Brown, espero que não passe das batalhas.

Letícia: Na verdade achei tudo muito confuso, e no fim cheguei a conclusão que a song choice não combina com ela. Nesse caso concordo com vocês que foi sofrível demais, e para variar, não viraria mesmo. Próximo!

 

Karina Duque – “Um Sorriso nos Lábios”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Pela primeira vez na vida, com muita vergonha, tenho que concordar com a Milk sobre essa história de sorrir. Mas eu não viraria não. Achei boring.

Eduardo: Concordei totalmente com a Milk, por mais que eu odeie admitir isso. Vendo ela cantar ao invés de sorrir, me deu vontade de chorar lágrimas de sangue. Hoje a coisa tá muito feia, cruzes!

Letícia: Foi unânime então? Todos concordaram com a Milk, mas eu só percebi que foi esse o problema quando ela comentou, antes sabia que tinha algo errado, mas não conseguia entender o que era. E é verdade, vive a música, ou não vai dar certo.

 

Thiago Soares – “Simples Desejo”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Vamos combinar que essa música não é muito difícil. Se me derem um microfone eu faço tão bom quanto no karaokê. Tá, mentira, não faço. Mas tá quase.

Eduardo: Vou ser sincero que gostei e muito, no meio de uma noite sofrível como está sendo, o cara mandou super bem. Apesar disso, das batalhas ele não passa, infelizmente.

Letícia: Gostei bastante sabe, e não sou fã dessa música – que sabe porque tô cansada de ler as pessoas postarem nas redes sociais o clássico “hoje eu só quero que o dia termine bem”. Ele arrasou, foi leve, tranquilo, seguro e ao mesmo tempo arriscado. Diferente da mocinha descalça de antes, esse act soube incorporar a música, e isso conta muito.

 

Lui Medeiros – “Drão”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Vocês vão me matar se eu disser que fiquei com sono? Essa música é bem bonita, ele canta bem, mas não rolou. E olha que fui com a cara dele.

Eduardo: Lui tem talento de sobra, mas foi infeliz na song choice. Ele devia ter escolhida uma música muito mais o seu perfil, porque essa não lhe condiz. Espero que Lulu faça um trabalho espetacular, e eu creio nisso.

Letícia: Ahh ele é tão fofo que perdoei todos os erros sabe? Amo demais essa música, é uma das minhas preferidas da vida, e ele foi bem, não surpreendente, mas foi bem. Tomara que ele arrase da próxima, pois carisma e talento não faltarão.

 

Amanda Mangia – “Forget You”

Clique aqui para ver a performance.

Eduardo: Amanda você é uma graça, mas escolheu a música errada. Se tivesse escolhido algo mais pop, que é bem seu perfil, alguém teria virado a cadeira para ela. Uma pena!

Carine: Por que essa menina cantou essa música? Eu concordo com o Duduzinho que ela conseguiria se escolhesse um pop.

Letícia: Pagando Fisk para a Amanda agora, ela errou metade da letra, hahahaha. Parecia Milk na propaganda da Riachuelo, foi tenebroso mesmo. E de tudo, a única coisa mais ou menos ok foi o chapéu, por que o que era aquela saia exatamente?

 

Thiago Costa – “Colombina”

Clique aqui para ver a performance.

Carine: Sempre tem alguém pra cantar Colombina né. E é sempre bom, mas o Thiago não conseguiu me animar muito não. Muito provavelmente vai rodar nas batalhas cantando algum outro clássico de barzinho.

Eduardo: Thiago não foi mal, apesar de ter escolhido uma música que já é bem batida. Diante de uma noite fraca de audições como essa, ele conseguiu se sobressair. Infelizmente dessa vez vou discordar totalmente de você Cah, mas ainda continuo te amando ok?

Letícia: “Colombina” é a “Say Something” tupiniquim. Sempre tem alguém para cantar, e normalmente essa pessoa vai superbem. Eu gostei de Thiago, ele tem uma voz com muito potencial, e futuro no programa. Acho que ele passa tranquilo nas batalhas hein Cá!

 

E assim encerrou mais uma noite de audições. Na sua opinião quem se saiu melhor?