The Voice Brasil – 5×04 – Audições às Cegas

Imagem: GShow

Imagem: GShow

Continua após as recomendações

Olá galera, como estão? Falta pouco para encerrar a fase de “Audições às Cegas” no The Voice Brasil, e nesse penúltimo programa da etapa tivemos grandes e gratas surpresas nos times de nossos jurados.

 

Continua após a publicidade

PERFORMANCES

 

Gabriela Ferreira – “Chandelier”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: No início, achei ela muito afobada, cantou para dentro, mal se escutava a voz dela. Aos poucos foi se soltando, perdendo a timidez e se deixando levar pela música. Gostei dela, mas não acredito que vá muito longe. Gostaria dela no #TeamTeló, que já se mostrou ser um baita coach, mas Lulu deve lapidá-la melhor para as próximas batalhas.

Edu: Apesar de ter ficado a performance toda me perguntando se aquilo era uma peruca, eu simplesmente amei Gabriela. Ela tem uma voz poderosa, que ainda precisa ser muito bem trabalhada, e quando isso acontecer se preparem!

Jefferson: Chandelier”, amo essa música, achei que claro apesar de alguns erros, ela mandou bem. Pode crescer ainda muito no programa. Tem potencial, só nos resta saber se ela saberá usá-lo.

Let: Odiei tudo nessa menina, do cabelo imitando a Sia, da ousadia de cantar “Chandelier” sem ter voz para isso, e também dos pulinhos que ela deu no palco. Lulu fazendo o cisne também me tirou do sério. Foi match perfeito do técnico que parecia ótimo, mas é terrível, e da participante que parece ter potencial, mas não tem nada. Tomara que não vá longe!

 

Danilo Franco – “Gostava Tanto de Você”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Danilo tem uma voz suave, e normalmente as pessoas que cantam Tim Maia, ficam na vibe MPB. Ele foi além, conseguiu dar uma pegada soul à música. Gostei dele bastante, muito tranquilo e seguro de si.

Edu: Eu estou besta até agora com a desenvoltura de Danilo, a forma como ele cantou. Foi tudo tão natural, sem esforços, e deu para ver o quanto ele estava familiarizado e à vontade com a música. Esse tem futuro na competição, com certeza.

Jefferson: Excelente apresentação do rapaz! Leveza e sintonia foram seu lema na canção. Tem potencial para chegar longe na competição.

Let: Agora sim começou o programa! Gostei muito da voz de Danilo e, pela primeira vez na temporada, alguém cantou Tim Maia sem imitar o cantor, dando personalidade e luz própria para a canção. Adorei!

 

Ariel – “Encontros e Despedidas”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: “Encontros e Despedidas” é uma música extremamente difícil de se cantar, e Ariel foi muito inconstante na música. Adorei a voz dela, a presença de palco, mas achei uma song choice bem pombo. Pelo menos Brown virou a cadeira para ela.

Edu: Essa é uma música muito complexa, e Ariel demorou um bocado para encontrar-se nela. Se ela tivesse vindo com algo mais suave ou menos Maria Rita wannabe, mais de uma cadeira teriam virado, e não seria aos 45 do segundo tempo, como aconteceu. PS: quando ela disse que era do extremo Norte, pensei que fosse do Acre. Não foi dessa vez!

Jefferson: Música difícil de cantar? Sim, mas acho que faltou algo a mais em sua apresentação.

Let: Ariel sofreu do problema comum a todos que cantam Elis (o mesmo que acontece quando cantam Tim Maia), imitou a cantora. A voz dela é ótima, mas não até que ponto isso foi karaokê ou não, sabe? Quero ver se amarei a menina nas batalhas!

 

Nanda Loren – “At Last”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Não gostei da voz dela, mirou muito na Marilyn Monroe. Não nego que cantou bem, afinada e tal, mas para meu gosto, não foi a melhor voz. Boa adição ao #TeamMilk.

Edu: Ela foi tipo pombo para mim, e não entendi da Milk virando para ela. Será que pagarei minha língua?

Jefferson: Hammm? Já acabou? Próximo, por favor!

Let: Espero que Milk faça milagre com ela, porque eu não gostei nada da apresentação de Nanda. Ela escolheu uma música que não mostrou personalidade, foi tão just ok, que não sei se ela passa das batalhas.

 

Juliara Ghiner – “Serrado”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Mais do mesmo, como sempre nesse programa. Juliara foi bem, fez seu papel, mas a quantidade de gente que passou fazendo exatamente o mesmo tipo de act no programa daria para encher duas mãos e dois pés. Fica pra próxima, infelizmente.

Edu: Concordo com o que Lulu disse, pois por mais que eu tenha gostado da voz de Juliara, faltou personalidade musical. Com uma história em que mostra todo seu ar de roqueira, do nada a produção lhe transformou numa cantora de MPB, e foi nítido que ela não estava totalmente confortável com tudo aquilo. Como Lulu disse, volte futuramente e decidida com qual rumo quer tomar.

Jefferson: Ótima voz, mas não deu infelizmente. Talvez no próximo ano, quem sabe.

Let: Concordo contigo, Ana. Enquanto no TXFBR todos reclamam porque os acts só cantam em inglês, aqui já encheu o saco de todo mundo só cantar MPB/samba, poxa gente! Juliara tem uma voz ótima, mas não deu.

 

Matheus Santanielli – “Escreve Aí”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Achei bem mais ou menos, falando a verdade. Cantou afinado e no tempo certo? Sim. Eu gostei? Aí são outros quinhentos…

Edu: Adoro essa música, mas Matheus parece que está passando na puberdade, com as oscilações na voz. Vamos ver o que Teló fará com esse garoto, francamente.

Jefferson: É… já vi melhores. Vamos esperar sua evolução na competição ou não né, para chegarmos a uma conclusão.

Let: Achei a voz bem diferente, o timbre delicioso, tem muitas possibilidades para uma voz suave assim. Gostei da interpretação e da música (que eu não conhecia), e acho que ele será uma boa adição ao Team Teló.

 

Lanna Rodrigues – “Pra Você”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Que sono ela, gente! Próximo!

Edu: zzZZzzZZzz

Jefferson: Afff… O que ela fez??? Simplesmente, o que ela fez com a música?

Let: Essa música é tão linda, mas ela sinceramente estragou. aff! Não dá para entender Lulu, tá vendo?

 

Gabi D’Paula – “Força Estranha”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Outra act mais do mesmo. Parece que vejo em todos que cantam MPB, um misto grande de vários artistas. Gabi tem um mix de Elis Regina com Gal Gosta. Isso não é ruim, mas não vejo sua própria identidade, apesar de cantar belamente.

Edu: Não me recordo de Gabi, mas deu para ver que voltou mais poderosa que nunca. Ela nos entregou uma performance bonita, singela e sem exageros. Queria que tivesse rolado das quatro cadeiras terem virado, mas convenhamos que ela acabaria indo de qualquer forma ao Team Brown, e tenho certeza que essa dupla fará um trabalho brilhante.

Jefferson: Gente, que apresentação maravilhosa, me tocou de verdade! Curti sua performance.

Let: Já eu amei Gabi, que interpretação linda desse clássico do Rei Roberto Carlos (aliás, essa música é maravilhosa, hein?!). Ela soube interpretar a música em cada palavra, eu conseguia entender tudo que esse clássico quer dizer na voz de Gabi. Amei tudo, e foi justíssimo quase todo mundo virar para ela (menos Lulu, aquele que não dá para entender). Ela e Brown serão perfeitos, mas ainda assim ela daria super certo tanto nos times de Milk ou Teló.

 

Carol Hends – “Poeira da Lua”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Fiquei a apresentação dela toda com a expressão “Me leva, Deus, mas deixa que eu pago o frete” na cabeça. Sem mais…

Edu: Vanusa feelings! Ela estava toda perdida, e não só por ter esquecido a letra. Tchau, querida!

Jefferson: Eu hein?! O que será que ocorre com certas pessoas? Isto me leva a pensar por quê? Aff!

Let: Mesmo se ela não tivesse esquecido a letra, ainda assim seria um horror!

 

Carol Vianna – “Sozinho”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Grande candidata aos Top 4, Carol brilhou. Cantou “Sozinho”, uma música chata, e transformou em algo menos insuportável do que o normal.

Edu: Por um momento pensei que ninguém fosse virar, mas quando me dei conta estavam as quatro cadeiras prontas para ela. Carol foi uma adição e tanto ao time de Teló, e poderá ser finalista com facilidade. Queria que ela tivesse escolhido a Milk, sinceramente.

Jefferson: Olha, timbre de voz, simpatia, suavidade, adaptação aos diversos estilos de música. Sinto cheirinho de finalista, aposta alta! Vamos ver no que dá.

Let: Gostei do swing e da personalidade que ela colocou nessa música já tão batida. Ficou claro que Carol pode arrasar com qualquer música, uma coisa que nem todos os acts brasileiros tem. Foi justíssimo todo mundo virar pra ela, só não entendi porque não foi com Milk.

 

Kiko Britez – “As Dores do Mundo”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Mais uma apresentação meio pombo nesta noite. Kiko canta bem, só que não sabe a letra direito, claramente estava cantando errado. Independente dos erros, ele se defendeu bem. Precisa melhorar e muito para conseguir passar nas batalhas.

Edu: Eu fiquei com dor de vê-lo cantar, e aquela cara de sofrimento dele fez minha caxumba apenas piorar mais. Próximo, pelo amor do santo Pai!

Jefferson: Próximo, por favor, sério!

Let: Ousadia cantar essa música na frente do dono, né? Foi bem vergonha alheia, já que ele não deveria nem estar no palco, de tão ruinzinho que é.

 

Amanda Lince – “Infiel”

Clique aqui para ver a performance.

Ana: Já não bastava eu cantar essa música 18 horas do meu dia, tive que escutar ela aqui também. Não gostei da voz da Amanda nessa música, mas nem de longe. Cantou sucesso na boca do povo, as cadeiras viraram. Típico!

Edu: Amanda ainda não mostrou para o que veio, sinceramente. Não gostei muito da sua apresentação, mas estou com boa sensação em relação a essa parceria entre ela e Teló.

Jefferson: Que música! Ah, eu simplesmente gostei, sem mais. Vamos aguardar suas próximas apresentações no programa.

Let: Já temos a nossa “fire to the rain”. Infiel” é tão chiclete e valoriza a voz, que todo mundo quer cantar. Ainda assim não curti muito Amanda, o tom estava muito baixo.

 

Passaram para as fases de batalhas:

Time Brown: Ariel, Gabi D’Paula

Time Cláudia: Danilo Franco, Nanda Loren

Time Lulu: Gabriela Ferreira, Lanna Rodrigues

Time Teló: Matheus Santanielli, Carol Vianna, Amanda Lince

 

O que acharam dessa penúltima semana de audições? Até mais!

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours