The Voice Brasil Kids – 1×01 – Audições às Cegas 01

the-voice-kids

Olá amigos!

Acabaram as férias do Team Reality do Mix de Séries, e já estamos de volta com a estreia – maravilhosa por sinal – de The Voice Brasil Kids. Sim gente, assim como em Masterchef Jr, um bando de crianças mega talentosas mostrando como na nossa vida nada deu certo mesmo.

Mas chega de sofrência e vamos ao que interessa né!

Continua após a publicidade

 

PERFORMANCES

 

Felipe – “At Last”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: O programa já começa com essa maravilhosa obra prima de Etta James, e Felipe já chegou destruindo, mostrando que a versão Kids deixará a adulta no chinelo. É claro que não foi nada comparado à icônica versão de rainha Xtina (jamais chegará aos pés da majestade), mas curti demais.

Erik: O tempo que demorei pra entender o nome dele foi maior do que o tempo que levei pra perceber que ele é fanho. Apresentação não foi ruim, mas só Bob Dylan pode ser fanho e arrebentar. E poderiam ter nos poupado do Carlinhos Brown dessa vez. Ivete Sangalo está linda fantasiada de dinossauro Barney.

Let: Mal deu tempo de respirar e menino Felipe já apareceu cantando. Essa música é realmente um dos maiores hinos do mundo, e vou ser chata e dizer que não gostei tanto assim. Ok, Felipe tem vozeirão sim, mas a música não combinou com o seu tom. Em alguns momentos foi tão ruim que só predominou sua voz de “taquara rachada”, mas em outros eles mostrou talento. Tá é um adolescente e precisamos pensar nisso, mas estou torcendo para que ele faça melhores escolhas no futuro.

Paula: The Voice Kids já mostrou que vai ser melhor que o adulto, com Veveta, Victor e Leo, além de perceber que o primeiro participante tem uma voz ótima. Desafinou um pouco, mas a escolha da música foi excelente!

 

Ana Rosa – “Eu só queria te amar”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Ela lembra muito a Priscilla Alcântara quando criança, seu tom é suave, além de ser totalmente afinada. Concordo com Erik, deviam ter começado o programa com essa lindeza. Foi emocionante. Já podem passar essa princesa direto para a final? É realmente achei ela bem mais a cara do team Victor & Léo.

Erik: Que voz linda. Poderiam ter começado o programa com ela, seria um abre-alas melhor que o rapaz com nome de jogador de futebol nigeriano. Não conheço a música, mas também achei muito bonita, combinou com a doçura da Ana. “Eu estava curtindo o meu momento”, já tenho uma preferida, que fofa. Acho Victor e Léo a dupla sertaneja mais afinada do país, escolha sensata da menina, pode crescer bastante com a ajuda deles. E ainda bem que ela não cantou Edith Piaf, eu não curto criança prodígio querendo se perfazer em francês.

Let: Jurava que ela cantaria Edith Piaf, como fez no seu vídeo. Não cantou, mas mesmo assim arrasou e muito com sua voz suave e encantadora. A música foi fraquinha e ela pode fazer muito mais, e por isso acho que ela vai longe nesse programa.

Paula: Nossa que voz suave, serena…. linda! Super afinada, equilibrada, Ana Rosa nem parece que tem 13 anos com esta voz madura. Adorei a personalidade dela também. Tem futuro!

 

Giulia Nassa – “(Out Here) on my on”  

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Ela tem um olhar que lembra muito de Anton da última temporada de The X Factor. Falando da performance, senti muito nervosismo da parte dela, e olha que a garota canta bem. Não vejo mini Lana Del Rey indo muito longe na competição.

Erik: Ela está claramente nervosa, começou desafinando bastante. E tá arrasando no inglês, cursinho fez a diferença. Duas cadeiras viraram, mas não prevejo a Giulia indo muito longe na competição. Escolhei Ivete, que levantou da cadeira e nos mostrou todo o esplendor de seu look berinjela lipoaspirada.

Let: Concordei com Ivete, ela cantou como criança. A voz dela é mega suave, até demais, mas e daí né gente? Não é só de vozeirão e gritaria que esse programa precisa. Giulia é uma fofa e tem potencial para fazer apresentações deliciosas.

Paula: Linda esta menina, voz boa, mas ela estava bem nervosa. Sua performance poderia ter sido melhor se a escolha da música fosse outra, acho que não combinou. Giulia deveria treinar mais para controlar o nervosismo. Veveta vai ajudar!

 

Sofia Ferreira – “Desculpe o auê”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Sofia é linda, mas tem algo na voz dela que me incomoda, não sei explicar. Talvez possa ter sido a song choice, e espero que ela volte ano que vem com uma música mais propícia.

Erik: Ela parece forçar um pouco pra engrossar a voz. Não canta mal, mas a escolha da música realmente não combinou com a voz da menina.

Let: Eu realmente não entendi a voz dela, ela pareceu forçar mesmo, sei lá. O maior erro da performance toda foi a música que ela escolheu, não combinou, não favoreceu, não trouxe nada que comprovasse o talento dela, e que pena, porque ela linda. E achei muito fofo por parte de todos os jurados correrem para abraçá-la quando começou a chorar.

Paula: Engraçado, a voz não combina com a pessoa e nem com a escolha da música. Não sei se Sofia está forçando, mas não gostei muito. Não é que ela cante mal… mas acabou ninguém virando.

 

Luna Bandeira – “I’ll be There”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Amo essa música é já me arrepiei todo aqui. A voz dela tem um quê um pouco parecido de Ariana Grande, e Luna tem um tom tão suave e isso contou pontos junto com a música. Vejo a garota indo longe na competição.

Erik: Opa, carioca, com vídeos fofos na internet. Primeira impressão foi boa e…MEU DEUS, Michael Jackson! Dançando com passinhos pro lado, ela é apaixonante em tudo. E o pai chorando na coxia me emocionou um pouco, confesso. Ainda deu uma trollada no Carlinhos fazendo ele acreditar que ela o escolheria, alguém dê uma medalha pra essa menina.

Let: Pera gente, vocês gostaram? Luna simplesmente não cantou nada. Voz abafada, estranha, meio Luiza Possi gripada, sei lá. Da Ariana Grande ela só tem a aparência mesmo, porque a voz ficou em casa. Eu não gostei mesmo, e não entendi porque todo mundo gostou. Por fim, no funk ela foi boa – e cantou bem melhor que a Anitta.

Paula: Adorei a escolha da música! Luna tem um nome lindo, rosto lindo, voz linda. Uma fofa, gente! Sua performance foi bem emocionante, arrasou demais! E só de ver seu sorriso no rosto conversando com os jurados, para mim, ela já ganhou. De Michael a Anitta hahaha mandou bem demais, CARA!

 

Rafa Gomes – “História de uma gata”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Amei pelo fato de uma criança cantando uma música de criança. Não é essa coca cola toda, mas ela está sendo apenas adequada à sua idade, e isso contou muitos pontos para mim. E ESSE MIAU NO FINAL MINHA GENTE!!!!!!!! <3

Erik: Falar em fofura tá virando lugar comum, então vou pra outro lado. Que vozeirão. E a escolha da música não poderia ser melhor, combinou demais com o programa. Criança sendo criança, não tem coisa melhor. Toda teatral, chegou muito bem preparada. Foi perfeita em quase tudo…até escolher o Carlinhos Brown.

Let: AIII QUE LINDAAAAA! Rafa é maravilhosa, cantou música de criança – e não qualquer música hein, isso é Saltimbancos, Chico Buarque minha gente. E não foi só por isso que ela arrasou, com uma voz linda, doce mas que mostra força nos momentos certos, Rafa tem é muito futuro no programa e na vida. Amei muito e quero ver de novo!

Paula: kkkk que menina é essa, gente? Forte concorrente para Luna, porque também adorei o vozeirão, a performance, tudo! E a interpretação? Arrasou demais. Ótima escolha de música, Rafa! Miau!

 

Júlia de Assis – “Retratos da Vida”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Ela canta bem, mas achei que os jurados viraram rápido demais. Se não tivessem feito isso dava pra ter curtido mais a voz dela antes dela se entregar à emoção. Júlia canta bem, se entrega a música, só que precisa se conter mais nas próximas fases, ou isso poderá lhe ser mega prejudicial.

Erik: Canta divinamente, mas…os jurados viraram muito rápido e desmontaram a menina, então não deu pra analisar muito. Ela só chorou, se não aguenta pq veio? Em pouco tempo a Ivete mostrou o motivo de ser tão amada, que bonita atitude. Enquanto CERTAS pessoas cobram pontos pra tirar fotos com fãs.

Let: Eu tô chorando junto com Júlia. A voz dela é linda demais, e esses agudos gente? E essa música que eu nem conhecia mas já amo pakas? Que bom que ela não se perdeu com o choro, e que bom que ela alcançou aquelas notas.

Paula: Gente, não gostei muito. A voz é inegavelmente linda, mas ela estava nervosa, desestabilizou legal, chorou. Não achei sua apresentação boa. Quem sabe ela melhore e aprenda a controlar-se mais. Obs.: Veveta só amor.

 

Maria Fernanda da Costa – “Xote das Meninas”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Que lindeza minha gente, já amei Mafê! Musicalmente falando senti que faltou um toquezinho de tempero, e espero que Brown possa trabalhar isso melhor nela, ou será uma act boring.

Erik: Garotinha linda, já amolece nosso coração. Não canta mal, mas precisa trabalhar a respiração, às vezes a voz sai anasalada. Bonitinha, mas duvido que vá longe. E não lembro gente, mas o Carlinhos já tinha soltado um “ajayô” hoje? Ou temos um recorde, com 50 minutos de programa?

Let: Olha gente, como gaúcha fiquei bem decepcionada com uma menina de Porto Alegre cantar uma música nordestina, poxa temos tantas músicas lindas por aqui – ela cantou até no Galpão Crioulo. Enfim, ainda sobre isso, a música não favoreceu em nada sua voz, que ficou bem apagada. Eu não virara para ela e não como ela ganhou tanto prêmio.

Paula: Gracinha! Maria Fernanda canta muito bem. Criança com voz de criança. Acho que um pouco de aula de canto, ela chega na perfeição. A escolha da música veio a calhar. Maria, uma fofa, que espero que vá longe!

 

Ana Beatriz de Barros – “A vizinha do lado”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Linda, talentosa e me fez chorar aqui. Preciso dizer mais algo? Anjo abençoado!

Erik: Talvez a melhor apresentação de hoje, muita afinação, dicção perfeita. Impressionante não ter virado todas as cadeiras. Depois de tantas injustiças no programa adulto, ainda bem que Victor e Léo estavam ali pra corrigir um erro do Brown e da Veveta.

Let: Linda linda, Aninha tem uma voz maravilhosa, doce, tranquila, um clássico exemplo de MPB. Amei essa menina e quero muito ver o que ela trará para o programa. 

Paula: Mais uma menina? Cadê os meninos cantores deste Brasil? Mas que linda Ana Beatriz, me emocionou. Confesso que meus olhos suaram, quando os dela também. Afinada, equilibrada, foi show! Não entendi porque Brown não virou, sendo que ele disse outrora que ela era um ser de luz. Estamos de olho! Victor e Leo salvaram, ufa! Aninha, sucesso!

 

Igor Silveira – “Corazon Espinado”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Ele embroma no portunhol que nem eu, KKKKKKKKKKKK. Gostei de Igor, mas a performance não lhe foi benéfica, esperava algo mais pra Gonzaguinha.

Erik: Escola Wagner Moura de espanhol. Pra mim faltou alguma coisa, não curti tanto. Parece que o menino quer soltar a voz a todo instante mas não consegue. Ficou presa no peito. E o Carlinhos Brown já pode abrir uma creche, criançada gosta dele na mesma proporção que eu o odeio, com dois programas vai ter completado o time.

Let: Foi bem ruim gente, bem mesmo. Igor é fofo, mas não serve para o programa não. A voz é bem estranha e certeza que não passa das batalhas.

Paula: Que fofinho, gente! Timbre ótimo para alguém tão pequeno. Ele enrolou bem no espanhol, mas para mim que não falo bem a língua, nem percebi direito. Ri demais com o “ouvo” dele. Hahaha. A performance não foi perfeita, nem de longe. Mas ele é fofo, rs. Isso ninguém pode negar.

 

Letícia Roennau – “Sorri, sou rei”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: 13 anos sério? Eu quase chorei aqui, mas de tédio. A música foi mega errada para Lety, espero que Victor & Léo trabalhe mais na garota, pois ainda não fui convencido para que ela veio.

Erik: Acho que eu teria gostado mais se tivesse entendido qualquer coisa que ela tenha cantado. Tava difícil em português, aí entrou outra língua no meio, não identifiquei qual era. Melhora essa dicção aí, filha. Bem, se ela não arrumar nada como cantora, pode virar modelo, jogadora de basquete, sei lá…é natural uma menina de 13 anos com 1,90 de altura?

Let: Letícia, mais uma gaúcha, mais uma interprete regionalista, mais que escolheu uma música bem equivocada. Ok, não quer cantar música daqui, não canta. Mas aprende a escolher melhor miga porque foi tenso.

Paula: Nossa, que menina grande! A música é ótima, mas não gostei para a voz dela, ainda mais quando cantou em língua estrangeira. A dupla sertaneja vai ter trabalho com esta garota!

 

João Pedro Borges – “The Show Must go On”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Eu amo essa música, e João fez o favor de estragar. Não gostei, não senti que combinou. Próximo!

Erik: Belo visual de Adam Lambert. Mas gente, pra cantar o melhor vocalista da história do rock, tem que se garantir muito. Cantar Freddie Mercury ou Whitney Houston é responsabilidade demais, deixa a comparação inevitável, com 5, 13 ou 50 anos. Poderia ter se saído muito melhor se tivesse cantado outra coisa. Tem potencial, pode ir longe, alcance vocal o rapaz tem pra isso.

Let: Tinha que ser logo essa música João? Ele foi fantasiado de roqueiro e isso foi a melhor parte de tudo. Tá ele alcançou alguns bons tons ali, mas por mim não passava.

Paula: OUSADO! João impressionou por ser ousado em cantar Queen, mas tem que treinar mais um pouco sua voz. O nervosismo atrapalhou, gritou quando não devia e não atingiu os tons que deveria. Eu não viraria!

 

Fabiana Gomes – “Mudando de Assunto”

Clique aqui para ver a performance.

Edu: Mini Sula Miranda, com voz de Paula Fernandes e sobrinha do ZÉ CAPETA. Ela é muito adulta para o que programa exige, logo mais coerente ninguém ter virado. Ela canta bem, carismática e tal, mas adulta demais.

Erik: Já temos Paula Fernandes suficiente pra um Brasil só. Perdeu 15 minutos falando e tocando berrante, acabou cantando apenas uns 10 segundos, me ajuda a te ajudar, garota.

Let: Aii gente não foi justo ela não passar hein? A voz dela é bem adulta sim, mas e daí? É a voz da menina gente! Eu achei ela super talentosa, cantou bem, mostrou sentimento na voz, além do berrante ali no palco acrescentando muito. Que pena mesmo!

Paula: Eita, que voz! Voz grossa, de adulto, mas concordo com a Let, e daí? Tadinha, ninguém virou. Achei que ela canta razoavelmente bem. E tocar berrante não é fácil! Uma pena! Fiquei sentida com as lágrimas nos olhos do pai dela.

 

Essa foi a estreia de The Voice Brasil Kids, o que vocês acharam?

 

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours