The Voice Brasil Kids – 2×01 – Audições às Cegas

Imagem: GloboPlay/Reprodução
the voice kids 01
Imagem: Arquivo Pessoal

 

COMEÇOU!!!!

Continua após a publicidade

E já começou lindo demais! De longe um dos realities que mais une talentos por m², The Voice Brasil Kids inicia uma nova temporada da melhor forma, o que são essas crianças, gente? Maravilhosas!!! Vamos ver como foi, então?

 

PERFORMANCES

Continua após a publicidade

 

Franciele Fernanda  – “Maria, Maria”

Continua após a publicidade

Clique aqui para ver a performance

Ana: Olá, gente! Começando essa temporada de Kids com um tiro. Que criança maravilhosa, afinada. A escolha da música foi a dedo, caiu como uma luva para a voz de Franciele. Amei e estou torcendo. Ótima voz para o time de Veveta!

Continua após a publicidade

Edu: Gente, já adorei Franciele. Linda e com uma voz brilhante, a garota abriu em grande estilo essa segunda temporada. Uma adição e tanto ao time de nossa rainha suprema.

Continua após a publicidade

 

Flavia Scanuffo – “Splish Splash” 

Clique aqui para ver a performance

Ana: Essa menina é uma gracinha, tem presença de palco, bem interativa. Mas não achei que tenha a voz para o programa, só foi fofinha.

Edu: É uma gracinha, mas como Aninha disse acima, não tem voz para o programa. Carismática, a garota tem uma ótima desenvoltura, mas precisa trabalhar nos detalhes, caso vá longe na disputa.

 

João Vitor Mafra – “Ben”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Estou vendo que terei um acesso de fofura nesse programa. Que menino querido. Cantou no tom e em inglês, melhor do que muitos concorrentes do programa adulto, sem contar na escolha da música, que foi ousadíssima.

Edu: Primeira performance da temporada que me fez chorar. João tem uma voz única, soube escolher uma música certeira, e assim emocionando a todos. Essa sintonia entre ele e Brown ainda vai nos surpreender bastante, podem anotar.

 

Luiz Arthur Seidel – “My Girl”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Luiz Arthur, já te amo! “My Girl” é uma música que todos gostam, não conheço uma pessoa que não se sinta calmo e em paz com essa música. E ele teve uma performance tranquila, sabia do que estava cantando, extremamente confortável.

Edu: MAS GENTE? Luiz veio com uma calma, serenidade  e profissionalismo que deixaria qualquer adulto no chinelo, e a forma como ele desenvolveu esse maravilhoso clássico foi de se aplaudir de pé. Merecido todos terem virado a cadeira para ele.

 

Amanda Nunes – “Vai Dar Sim”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Ainda bem que não viraram, ela não foi nada bem.

Edu: Não foi dessa vez, mas ainda bem que ela sonha em ser professora.

 

Valentina Francisco – “Rock and Roll”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Oloco, bicho! Que voz é essa dessa menina? Apenas 11 anos com uma voz dessa! Tô no chão!

Edu: MEU QUEIXO ESTÁ NO CHÃO! 11 anos, toda meiguinha e fofa, Valentina surpreendeu como uma verdadeira rockstar. Que voz meus amigos, que voz. Pitty, já temos sua sucessora na cena do rock nacional.

 

Allexandre Nunes – “Vai Me Perdoando”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Senhor, cota do sertanejo começando bem. Allexandre canta bem, inclusive já pode substituir Zezé que está ficando sem voz, o timbre é bem parecido. Era lógico que escolheria Victor e Léo, pela aproximação com o estilo.

Edu: Que criança linda. Tão pequeno e com uma voz tão forte e intensa, que impossível não torcer por ele.

 

Thomas Machado – “Beijinho Doce”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Esse menino é muito fofo, socorro! Eu não sei se viraria para ele, não gostei da escolha da música, mas ele cantou bem.

Edu: Que coisa mais linda, dá vontade de levar pra casa. Thomas é talentoso e autêntico, amei a song choice e a performance conseguiu me emocionar de forma ímpar. Veveta já começou com tudo.

 

Ystefani – “Amanheceu” 

Clique aqui para ver a performance

Ana: Amei de uma forma sem igual. Essa música da Scalene é emocionante na versão original, e Ystefani conseguiu passar uma emoção igual.

Edu: Poderosa! Ainda bem que viraram, mas uma coisa eu digo: se ela não for muito além na disputa, é questão de honra ela tentar novamente ano que vem no The Voice adulto.

 

Giovana Galdino – “Gostoso Veneno”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Foi uma péssima song choice para ela, mas do limão ela fez uma limonada e se saiu bem.

Edu: Gostei da Giovana até, mas acho que a song choice não lhe foi nada benéfica.

 

Luisa Rossoni – “Hit The Road Jack”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Nossa, odiei, sem graça, bem insosso.

Edu: Pensei que viria tiro, mas veio tédio apenas. Talento ela tem, mas precisa saber trabalhar melhor. Tente outra vez.

Maria Vittoria – “Águas de Março”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Que menina afinada! Nas partes agudas, ela colocou as notas nas alturas certas.

Edu: Que canção intensa, e fiquei bem abismado da forma como Maria Vittoria se entregou a ela. Às vezes me pergunto se essas crianças são desse mundo, porque olha…

 

Juan Carlos Poca – “Cê Que Sabe”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Me emocionei não só com a história de Juan, mas como ele segue com a esperança de ficar com a família. Sem contar no carisma que ele inspira no palco.

Edu: História de vida que serve como um murro bem dado na boca do estômago, e aí vem com essa performance incrível. Não tem como se emocionar e torcer para que Juan se dê bem, dentro e fora da disputa. Já é um dos meus favoritos.

 

Com isso, os times começaram a ganhar forma da seguinte maneira:

Time Brown: João Vitor Mafra, Valentina Francisco, Giovana Galdino, Maria Vittoria

Time Ivete: Franciele Fernanda, Flávia Scanuffo, Luiz Arthur Seidel, Thomas Machado, Ysteffani

Time Victor & Leo: Allexandre Nunes, Juan Carlos Poca

E vocês, o que acharam da estreia?