The Voice Brasil Kids 2×09 – Batalhas

Imagem: Twitter

Olá amigos, chegamos a mais uma semana de batalhas no The Voice Brasil Kids. E como acontece sempre, tivemos mais uma tarde de apresentações inesquecíveis, vencedores poderosíssimos e perdas irreparáveis. Vamos ver como foi?

PERFORMANCES

Amanda Lampert, Emellyn Syang e Valentina Francisco – “Esse tal de Roque Enrow”

Continua após a publicidade

Clique aqui para ver a performances

Ana: Que maravilha de batalha! Meninas maravilhosas, com vozes únicas. A interação entre as três foi cativante. As três mereciam ficar, sem sombra de dúvida. A escolha de Valentina é difícil dentro do universo que Brown poderia ter com qualquer uma das vozes. Foi justo, de qualquer forma.

Edu: Mas gente? Esse último domingo de batalhas começou com tudo, com uma song choice explosiva, e as meninas souberam fazer um número impressionante. Estou abismado até agora com que esse trio poderoso fez, e francamente não sei dizer quem se sobressaiu. Todas mereciam continuar, mas infelizmente só uma pode ser escolhida. Mandou mega bem, Brown.

Let: Gente, mas que batalha hein! Difícil escolher a minha favorita, porque eu amei todas. Que bom que essa escolha estava na mão do Brown.

Duda Bonini, Isabela Bednarski e Sofia Nunes – “Meteoro”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Nossa, achei bem menos grandioso como a batalha do Team Brown, mas não menos bonito. Eu gostei bastante de Duda, achei que ela interpretou da melhor forma que conseguiu, e até me impressionou, por achar que ela escolheria Sofia, que se destacou muito mais.

Edu: Depois do tiro que foi a primeira batalha, Ivete veio com seu trio com algo mais modesto. Senti falta de algo, uma pitada maior de emoção e sintonia entre as garotas. Sinceramente eu não gostei nada da performance. Entre elas, Sofia foi a que mais se sobressaiu, sem dúvidas. Isabela não fica muito atrás, mas Duda eu senti que estava totalmente perdida em relação às demais. Sinceramente não entendi a escolha de Veveta em relação a garota, e acho que nem mesmo a própria candidata esperava pela vitória. É uma nova chance que Duda está ganhando, e espero muito que sua próxima performance faça por merecer.

Let: Ah, gente, foi sim bem mais simples, mas eu AMEY DEMAIS! Todas maravilhosas, cada uma do seu jeitinho, com o seu estilo, com a sua forma de interpretar essa música que, confesso, nunca ficou tão bonita aos meus ouvidos. Curti todas as gurias e foi difícil escolher a minha favorita, que bom que Ivetão é rainha e fez a melhor escolha.

Lucas Hernandes, Lucas Viola e Luna Pietá – “Triste Berrante”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Como Edu falou, leve, suave e belo. Batalha tranquila, depois das duas primeiras. Embora a escolha da música não tenha me pegado, foi bonita. Lucas Viola se destacou na música, e mais uma vez a escolha do jurado foi justa.

Edu: Estou simplesmente apaixonado por essa batalha, sério mesmo. Foi de uma leveza tão grande, um toque tão suave e belo por parte dos três. Todos foram muito bem, mas convenhamos que a música casou perfeitamente com Lucas Viola. Vitória mais que merecida.

Let: Genteeee do céu que batalha mais lindaaaa! Me arrepiei do início ao fim, e foi lindo ver a música casando com o jeitinho de cada um, mas realmente, Lucas Viola foi rei, mas morri de pena do outro Luquinhas.

Isa Pagnota, Luiza Gattai e Tayná Delfino – “Aquarela”

Clique aqui para ver a performance

Ana: AI QUE TIRO, PRODUÇÃO! Que coisa mais fofa essa batalha! Brown tá com um time muito bom, e cada escolha coerente me faz pensar que ele até agora é o melhor coach da temporada.

Edu: O QUE FOI ISSO? Até o momento, essa foi a batalha mais linda. Amei a forma como cada uma conduziu a apresentação, foi incrível, e não estou sabendo lidar. Brown está matando a pau nesse último dia de batalhas, e achei mega coerente a escolha dele por Luiza, pois eu no lugar dele teria feito o mesmo. Três maravilhosas!

Let: MEU CORAÇÃO NÃO GUENTA DESSE JEITO! Que apresentação maravilhosa, linda, simples, singela, sincera, sem mais palavras além de que FOI PERFEITO! Só não gostei dele escolhendo Luiza, as outras duas foram bem melhores que ela.

Gui Marques, João Pedro Locatelli e Marco Souzza –  “Não Aprendi a Dizer Adeus”

Clique aqui para ver a performance

Ana: A música clichê dos sertanejos também figura aqui. Sinceramente, eu gostei muito mais do João Pedro na música. Porém a escolha do Gui não desmerece a performance dos três.

Edu: Essa é uma música bem intensa, e os meninos souberam cantar com tanta desenvoltura, que nem pareciam três adolescentes, e sim adultos já veteranos. Na minha humilde opinião Marco se sobressaiu mais no trio, mas achei merecido Gui ter passado, aliás qualquer um deles teria sido.

Let:  A SEGUNDA MELHOR MÚSICA SERTANEJA DE TODOS OS TEMPOS CANTADA COM MAESTRIA, AMEI! Gostei do resultado, porque tanto Gui quanto João Pedro mereciam levar, só quem não merecia mesmo é Marco.

Denise Salvi, Mila Marinho e Steici Lauser – “Can’t Stop The Feeling”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Essa música é ótima, mas tá saturada. Foi uma péssima song choice, não favoreceu a nenhuma participante, porque é uma música difícil de cantar, os tempos, a respiração é complicada. Como Edu falou, soou muito como karaokê. Pra mim, indiferente quem ganhou ou não, foi a pior até agora. Mancada do Brown na escolha da música.

Edu: Primeiramente, NÃO AGUENTO MAIS ESSA MÚSICA INSUPORTÁVEL! Não sei se é porque odeio essa canção, mas pra mim foi a batalha mais fraca até agora, soou karaokê demais. Não digo a melhor, mas a menos trágica do trio para mim foi Denise, obviamente que sua vitória acabaria se tornando algo inevitável.

Let: Uniram no palco as adolescentes que fazem de conta que ainda são crianças, e ó, ficou bem ruim, show de desafinação e chatice. Por mim não passava nenhuma, por isso bem caguei para o resultado.

 

Letícia Santos, Mariana de Medeiros e Sophia Marins – “Porque Eu Sei Que é Amor”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Senti sono, é normal? Pra mim, mais uma batalha indiferente.

Edu: Mais uma batalha que achei muito karaokê, porém melhor do que a anterior. Até que elas não foram ruins, mas esperava mais emoção para uma música tão linda quanto essa. Mari realmente se sobressaiu entre as três, e somente Let que seria capaz de vencê-la por aqui, em minha humilde opinião.

Let: Achei uma música complicada (linda, mas complicada) para três meninas cantarem, até porque a voz original é masculina e beeem grave, então naturalmente fica difícil vozes tão agudas se sobressaírem com isso, né!

 

Ana Clara, Clarinha Saldanha e Hadassa Priscilla – “O Trenzinho do Caipira”

Clique aqui para ver a performance

Ana: Sinceramente, achei Clarinha ainda muito retraída, bem desconfortável em estar cantando no The Voice. Foi uma batalha bem equilibrada, todas muito bem na música. Ana Clara foi muito bem, e a escolha dela foi mais uma escolha justa.

Edu: Foi uma batalha equilibrada, e cada uma foi tendo uma evolução incrível. Minha grande surpresa foi Clarinha, que em sua audição parecia que estava ali obrigada pelo pai, agora mostrou-se bem mais à vontade e adorei sua desenvoltura e presença de palco. Mesmo assim, Ana Clara pra mim reinou de forma absoluta nessa performance, logo sua vitória foi mais que justa.

Let: O programa desandou do meio para o final, né? Umas músicas nada a ver, sei lá. Ana Clara foi a melhor, sem dúvidas.

E vocês, o que acharam do programa?

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Claudio Ferreira 6 março, 2017 at 22:37 Responder

    Muito bom quando voces 3 fazem o review juntos. Fica bem legal o debate e as opiniões. Nessas batalhas eu escolheria a Isa Pagnota na Aquarela e João Paulo no Triste Berrante. Uma pergunta: cade o review das batalhas da semana passada????? Procurei em tudo e nao achei.

Post a new comment