The Voice US – 10×10/11 – Knockout Rounds

the-voice-10x1011

Continua após a publicidade

Encerrada a fase de batalhas, agora chegou a vez do Knockout Rounds entrar em cena. Com a disputa cada vez mais acirrada nessa temporada, no final dessa etapa cada coach terá apenas 5 candidatos cada, rumos aos live shows.

O quarteto agora conta com a ajuda da cantora e jurada já confirmada da próxima temporada, a polêmica Miley Cyrus, que deu um show como conselheira nesses dois programas apresentados. Combates intensos e apenas um steal de cada time para uma última chance, haja coração com esse The Voice.

 

TEAM BLAKE

 

Angie Keilhauer – “Take Your Time” x Paxton Ingram – “Hometown Glory”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xzBmnrB90U0[/youtube]

Bernardo: Foram duas performances extremamente fracas e insignificantes ao meu ver. Entretanto, apesar de ter certeza que amanhã já esquecerei que assisti ambas as apresentações, acredito que Paxton foi levemente melhor se compararmos com a versão final da Angie. Concordo com o resultado, mas não vejo material de reta final aqui, pelo menos até agora.

Edu: Vou ser sincero que não dava nada para Angie durante os ensaios, eu a senti muito perdida ali, mesmo com Blake e Miley dando vários conselhos a ela. Mesmo assim, a candidata surpreendeu na hora de subir ao palco, porém não foi o bastante para bater de frente com Paxton. Ele foi bem ousado em ter escolhido uma música de Adele, e apesar de não ter sido uma das melhores versões cantadas, o cara mandou bem. Sendo assim, eu achei mais do que justo sim ele ter vencido.

Let: Para mim não existe nem comparação de um com outro, Angie foi péssima, fraca, desafinada, apresentação bobinha que se rolasse nas audições não viraria nenhuma cadeira. Já Paxton escolheu uma música ótima, forte, poderosa, e arrasou com aquele vozeirão. Mereceu levar a vitória.

Lucas: Pra ser bem sincero eu gosto nenhum pouco dessa música que a Angie cantou, então pra mim não foi a melhor song choice, mas pelo menos ela veio com um arranjo legal. Já com Paxton foi o contrário, não sou o maior fã do cara, mas ele foi muito esperto e catou uma das minhas músicas preferidas da menina Adele e entregou uma ótima performance. Achei bem justo ele ter vencido dessa vez, porque realmente foi o melhor dos dois.

 

Katie Basden – “Gypsy” x Lacy Mandigo – “Zombie”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=kn4ZN5h4HJg[/youtube]

Bernardo: Acredito que não há nem o que discutirmos aqui. Lacy foi indiscutivelmente o melhor, e Blake não poderia ter tomado outra decisão.

Edu: Katie veio com uma performance poderosa, curti por demais. Mesmo assim achei que faltou um pouco mais de emoção por parte dela, pra ser bem sincero. Lacy veio com uma música mais complexa, o maravilhoso clássico “Zombie”. A candidata estava mais equilibrada, e eu francamente fiquei bem dividido aqui após as duas se apresentarem. Já era previsível que Katie seria escolhida por Blake, mas ainda bem que Pharrell e Adam decidiram dar uma terceira chance a Lacy, pois ela foi maravilhosa. Realmente vai ser interessante o trabalho dela com “Pha Pha” (beijo Carolinda, meu amor).

Let: Katie foi a rainha absoluta dessa disputa, com sua apresentação profunda e complexa, merecia mesmo ganhar, não tem nem discussão. Já Lacy foi ótima, mas me deixou meio entediada, apesar de ser uma das minhas favoritas. Pelo menos novamente ela foi salva.

Lucas: Gente, que voz linda da Katie! Me ganhou logo de cara, sem contar que essa música maravilhosa ajudou demais né? Já Lacy confesso que não consegui gostar tanto assim, e fiquei muito surpreso com o steal.

Adam Wakefield – “Bring it On Home to Me” x Peyton Parker – “Travelin’ Soldier”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LFGW5_FHz7M[/youtube]

Bernardo: Peyton nos apresentou uma performance correta. Nada que surpreendesse, mas nada que me deixasse boquiaberto pela péssima qualidade. Tal apresentação a qualificaria, sem muitos problemas, se estivéssemos nas audições. Porque aqui, Adam foi uma força da natureza a cantar esta clássica música de Sam Cooke de 1963.

Edu: Aquela birra que eu tinha de Adam simplesmente passou após essa performance, pois estou até agora arrepiado aqui. Peyton veio com uma apresentação poderosa, com uma voz tão serena e equilibrada, que me fez viajar aqui. Que delícia foi a candidata cantando. Eu particularmente a escolheria, mas dessa vez o rapaz até que mereceu ganhar.

Let: Tadinha da Peyton, me deu até pena – e isso bem antes de começar as apresentações, tudo porque eu já sabia que Adam destruiria estruturas, como sempre. E dessa vez ele conseguiu superar a si próprio, arrasou foi muito, aquela voz poderosa dele sempre me deixa arrepiada. Já Peyton escolheu uma música muito deprê e não ouviu os conselhos de Miley de subir o tom, quando tentou desafinou e deixou bem mais fácil a vitória de Adam.

Lucas: Adam deu uma baita surpreendida na performance hein?! Pra mim foi a melhor dele na temporada. Já Peyton teve sim alguns momentos que não deram muito certo no meio da música, mesmo assim eu estava torcendo pra ela ganhar essa etapa, porque essa voz que me faz lembrar da Carrie Underwood, é muito linda e a candidata merecia seguir um pouco mais.

 

 

TEAM ADAM

 

Owen Danoff – “She’s Always A Woman” x Ryan Quinn – “Drops Of Jupiter”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=SZII-YXeyy4[/youtube]

Bernardo: Confesso que sou fã desses aqui. Fico muito triste de vê-los sendo colocados frente a frente, pois são cantores que chegariam até a final com muita facilidade. Porém, vamos analisar. Owen Danoff foi exímio ao escolher a música que cantou, mas que também conseguiu entregar uma apresentação positiva, leve e que honrou o cantor original desta música, Billy Joel. Ryan não fica para trás nessa comparação não. Apesar de um pouquinho aquém do que o colega apresentou, o Sr. Quinn cantou bem e saiu sabendo que fez um excelente trabalho no The Voice.

Edu: Owen se aproveitou de uma ótima song choicemas apesar da performance dele ter sido muito boa, se pararmos para ver ele ficou no genérico ao mesmo tempo, o cara indie que conquista a audiência, bem previsível. Adam fez um ótimo trabalho com o rapaz, que se permitiu ir mais além. Ryan, meu segundo favorito da temporada, veio com uma apresentação mais modesta, mas que foi evoluindo gradativamente. Eu francamente não queria ser o jurado nesse momento, pois por mim ambos passavam, mas só um pode ser escolhido. Foi uma surpresa para mim, sinceramente, de Owen ter sido o escolhido. Xtina se sentiu realizada em roubar Ryan pra ela, afinal sempre foi seu desejo e de forma escancarada da vontade em ter o candidato no seu time. Agora sim, definitivamente o Team Christina é o melhor dessa temporada. Ryan, Alisan e Tamar juntos, está bom de açúcar?

Let: Owen realmente foi o vencedor dessa luta, ainda estou viajando com sua apresentação incrível, simples e maravilhosa. A voz dele é tão profunda, incrível, e essa música é tão perfeita que o encaixe foi impecável. Já Ryan foi ótimo, mas nem é possível comparar com a grandiosidade do seu oponente.

Lucas: Que bela surpresa! Gosto muito do estilo do Owen, ele tem aquele tom de voz que não precisa alcançar grandes notas para se destacar, e pra mim a performance dele foi deliciosa de assistir. Já Ryan, bom, o cara é muito talentoso e foi um dos grandes destaques das fases anteriores, mas essa song choice definitivamente não ajudou. Definitivamente não mostrou o verdadeiro potencial do cara, a sorte mesmo foi Xtina ter usado seu steal e arrastado ele para seu time, porque acho que ele pode voltar a surpreender.

 

 

TEAM PHARRELL

 

Hannah Huston – “House Of The Rising Sun” x Malik Heard – “Isn’t She Lovely?” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=16m8u8bBf3E[/youtube]

Bernardo: Foram escolhidas aqui duas músicas muitos difíceis de serem interpretadas, isso acredito que eu e você, leitor, podemos concordar. Entretanto, houve também muita promessa por parte dos cantores, em razão da própria dificuldade de tais interpretações. O resultado disso foram duas apresentações medianas. Gosto muito de House of The Rising Sun”, pois não é apenas uma das melhores músicas da banda The Animals, como também da década de sessenta. Hannah tentou, esforçou-se, mas uma performance solo para tal canção soa não só como um risco, como uma certeza de falha. Malik, por sua vez, tinha mais condições de vencedor do embate se não estivesse tão nervoso e preocupado o que estava acontecendo ao seu redor.

Edu: Eu estou simplesmente arrepiado com essa maravilhosa da Hannah. É claro que não chegou à versão da minha saudosa Kimberly nos tempos de season 8, mas olha que faltou pouquíssimo para isso acontecer. Estou boquiaberto até agora com esse final, e nem preciso dizer que ela merece vencer essa batalha. Malik parece que percebeu com quem estava lidando, e foi bem água com açúcar.

Let: Hannah não é Kimberly, mas também foi maravilhosa né migos?! Apesar de insistir bastante naquele recurso de puxar uma rouquidão forçada que me incomoda muito, ela conseguiu entregar uma apresentação que me deixou bem arrepiada. Já Malik apostou em uma música fraca para essa fase do programa, e acabou indo embora.

Lucas: Gente, como não lembrar da Kimberly Nichole só de ouvir essa música? Impossível. E ainda assim, Hannah conseguiu seu lugar ao sol, porque a performance também foi maravilhosa por demais! Achei a voz dela linda e ela literalmente se entregou naquela apresentação. Malik, por outro lado, não chegou nem perto da perfeição que fez nas blattles rounds, porque pra mim o cara não foi bem, então Hannah ter vencido foi totalmente justo!

 

Emily Keener – “Big Yellow Taxi” x Shalyah Fearing – “A Broken Wing” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xI76rar3mts[/youtube]

Bernardo: Acredito que Emily se perdeu um pouquinho para escolher a música que escolheu e também para compor a sua apresentação. Não digo que fui ruim, muito pelo contrário, mas é que classificaria apenas como “legal” ou bonitinha, adjetivos que, acredito eu, não vendem músicas no iTunes ou CD’s na Best Buy e Barnes & Noble. Shalyah Fearing arrasou, como fizera anteriormente.

Edu: Vou ser sincero que achei a performance de Emily mega esquecível, e quase morri de tédio aqui. Já Shalyah veio com um clássico do country, e foi incrível como casou com sua voz. A parte em que ela chegou no refrão foi simplesmente espetacular, proporcionando um momento pra lá de poderoso, mostrando e destacando sua habilidade vocal. E o final? Simplesmente arrepiado aqui e pra mim essa foi a segunda melhor apresentação da noite. Eu não entendi foi nada de Pharrell ter escolhido Emily, pois achei que a song choice não lhe foi favorável. Ainda bem que Adam salvou Shalyah de voltar pra casa. AMÉM!

Let: Gostei da apresentação de Emily, e não tem como não se arrepiar com aquela voz incrível que ela tem, vontade de ouvir essa linda cantando o dia todo no meu ouvido. Mas Shalyah foi destruidora minha gente, o que foi aquilo? Ainda tô sem chão. Por isso também não entendi Pharrell, que escolha foi essa, cara? Tu viu o mesmo que nós vimos? Coisa boa que Adam tem bom senso.

Lucas: Emily tem uma das minhas vozes preferidas, principalmente por me lembrar um pouco de Florence. Mais uma vez ela teve uma ótima performance, mas gente, vamos combinar que Shalyah destruiu com aquela voz espetacular né? Amo Emily de paixão, mas pra mim Shalyah foi a verdadeira vencedora dessa rodada e fiquei chocado com o Pharrell não escolhendo ela como vencedora. A sorte é que Adam usou seu steal, porque essa menina não pode ir embora tão cedo.

 

Moushumi – “New Americana” x Nick Hagelin – “Lost Without U” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xsieW38tAFs[/youtube]

Bernardo: Duas apresentações medianas, e escolhas de músicas extremamente equivocadas. Entretanto, Moushumi conseguiu ser levemente melhor com a sua New Americana”, mas que, se continuar com o desempenho que está realmente, não vai muito longe nos Playoffs. Escolha mais do que coesa do Pharrell.

Edu: Gostei das duas apresentações, mas achei Nick mais equilibrado. O rapaz estava mais desenvolto e seguro de si, e na minha opinião isso contou pontos pra lá de positivos a seu favor. Moushumi é uma ótima candidata, mas acho que ela precisa mostrar mais para o que realmente veio nas próximas fases.

Let: Por mim nenhum passava, duas apresentações bem blé, hein?! Moushumi foi logo com essa música chatézima que não entendi ainda porque ela escolheu, já Nick cagou mesmo com uma canção maravilhosa. Fiquei até com pena de Pharrell em ter que escolher o melhor disso aí.

Lucas: Adoro Moushumi, mas fiquei meio na dúvida com essa song choice, mesmo assim é totalmente impossível não ficar babando nessa voz deliciosa que a guria tem, sem contar que ela foi bem melhor que o Nick dessa vez. O cara catou uma das minhas músicas preferidas e decepcionou um pouco, sei lá, pra mim pareceu meio forçada a performance.

 

 

TEAM CHRISTINA

 

Alisan Porter – “River” x Daniel Passino – “Ain’t Too Proud To Beg”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=RN5eC690xH0[/youtube]

Bernardo: Alisan é, claramente, a melhor candidata que a Christina possui no seu time, então nada de muito espantoso em vê-la sendo aprovada para a próxima etapa mesmo que, não tenha feito a sua melhor apresentação. A eliminação do Daniel será uma grande perda para esta temporada.

Edu: Silêncio todos, pois a Rainha está em cena. Quando que Alisan decepciona? Mais uma vez ela veio com uma performance poderosa e emocionante, destacando sua incrível voz. Não vou desmerecer Daniel, porque ele mandou super bem também, só que foi injusto ele ter sido escolhido pra duelar justamente com a melhor act do team Xtina. Estava mais que claro que a candidata venceria antes mesmo dela abrir a boca, apesar que ele merecia continuar na competição.

Let: Me odeiem, mas não achei essa apresentação de Alisan tudo isso. Ela foi constante quase o tempo todo, com apenas um momento de realmente grandeza. Já Daniel também me decepcionou, que apresentação mais ruinzinha. Por pontos corridos, logicamente Alisan mereceu ganhar.

Lucas: Alisan gente, pega a voz dessa mulher, por favor! Muito maravilhosa! Novamente entregou uma performance linda e emocionante, alcançando notas gigantescas e me deixando arrepiado aqui durante toda a apresentação. Foi demais! Daniel, por outro lado, me decepcionou um pouco. Estava esperando um pouco mais da parte dele e, por mais que não tenha sido toda ruim, deixou um pouco a desejar.

 

Maya Smith – “No One” x Tamar Davis – “Lay Me Down” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cFKyWnLzKmE[/youtube]

Bernardo: Fazia tempo que não escutava um descontrole vocal tão grande como esse que Maya apresentou ao cantar No One”, Senhor! Felizmente, Christina escolheu Tamar para estar aqui. Lay Me Down” foi uma excelente maneira de terminarmos com mais essa etapa da décima temporada.

Edu: GENTE ESTOU PERPLEXO COM TAMAR! Ela simplesmente destruiu, e fez a melhor performance da segunda noite de knockout rounds. Depois dessa, quem é Maya Smith na fila do pão?

Let: Gente, LICENÇA QUE AGORA SIM A RAINHA CHEGOU!  Não existe dúvida nenhuma sobre quem é a vencedora dessa disputa, TAMAR FOVERER! Ainda estou no chão com a apresentação dessa deusa (que me lembrou uma outra deusa, a poderosa japonesa Mísia – assista aqui a performance dela). Que voz, que potência, que alcance vocal sem precedentes. Já Maya coitada né, foi só sofrência.

Lucas: Triste pela Maya, porque ela realmente tem muito talento, mas “No One” não é a música mais fácil de cantar e, pra mim, ela poderia ter feito algo bem melhor com a performance. Agora Tamar gente, o que foi essa mulher cantando? Confesso que no começo da música achei meio estranho, mas bastou alguns segundos pra estar aqui, de cara com aquele vozeirão todo. A mulher destruiu demais! Obviamente saiu vencedora e já estou esperando pelos próximos tiros nos live shows.

 

Após essas primeiras batalhas, já estão classificados para a próxima etapa:

Team Blake: Paxton Ingram, Katie Basden, Adam Wakefield

Team Adam: Owen Danoff, Shalyah Fearing

Team Pharrell: Hannah Huston, Emily Keener, Moushumi, Lacy Mandigo

Team Christina: Alisan Porter, Tamar Davis, Ryan Quinn

 

O que acharam das apresentações? Justas as escolhas? Na próxima semana acontece o desfecho dos Knockouts, e então saberemos quem serão definitivamente os demais classificados para a fase Playoffs.

Até semana que vem!

 

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours