The Voice US – 10×12 – Knockout Rounds

the-voice-10x12

Continua após publicidade

Olá amigos! No meio de uma semana decisiva nos realities shows,The Voice US também entrou no meio. Calma que a temporada ainda não chegou ao fim, mas finalmente a fase de Knockouts chegou ao fim, e na próxima semana começa então os shows ao vivo.

Continua após a publicidade

Vamos conferir o desfecho dessa etapa?

Continua após publicidade

 

TEAM ADAM

Continua após publicidade

 

Brian Nhira – “Grenade” x Nate Butler – “Let’s Stay Together”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HYiJd1q1aUk[/youtube]

Bernardo: Maneira bastante fraca de começar o programa. Brian, claramente, não conseguiu entregar toda aquela paixão e emoção que a música pedia, algo que Bruno Mars trouxe com muita facilidade na sua apresentação. Entretanto, Nate conseguiu ser ainda mais fraco, e lutou para conseguir brilhar. Decisão bastante simples do Adam.

Edu: Brian veio com uma song choice certeira, que combinou perfeitamente com sua voz. Em alguns momentos ele até ficou um pouco abaixo do tom, mas nas horas que vinham as notas mais altas, foi decisivo para mim, pois ali ele se declarou vencedor. Nate não foi ruim, mas ficou aquela sensação de “quero mais”. Fico feliz de Adam ter escolhido Brian, pois ele mereceu muito mais.

Let: Eu esperava uma apresentação com mais emoção para “Grenade”, afinal, essa música é pura sofrência. Queria ver Brian estourando a garganta, mas nada disso aconteceu, uma pena. Ainda assim, ele foi claramente melhor que Nate, que escolheu uma música incrível, mas que ao mesmo tempo é péssima para uma competição musical, que ideia, hein?!

Lucas: Adoro “Granade” e quando vi que o Brian iria cantar já fiquei super animado. A música combinou por demais com a voz do rapaz e toda a performance foi deliciosa de assistir. Curti pra caramba! Já em relação ao Nate, pra mim ele poderia ter feito algo bem melhor que isso. Concordo com o Duh, não foi ruim, mas deixou a desejar.

 

Laith Al-Saadi – “In Your Eyes” x Jessica Crosbie – “Wake Me Up”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ihyvCqqHlXI[/youtube]

Bernardo: Competir contra o Laith é algo bastante difícil, mais ainda quando Jessica escolhe uma música como Wake Me Up”, que é muito complicada para ser cantada sem recursos técnicos e de correção de voz. Foi a escolha mais sábia, acredito que Adam tem em Al-Saadi um grande coringa para ser usado nos Playoffs e, quem sabe, na final.

Edu: Não achei que Laith tenha ido tão bem assim, mas Jessica foi demais. Suave e constante, a candidata pegou uma música farofa e a transformou nessa versão magnífica. Quero muito uma versão estúdio como single dessa obra prima. Depois dessa, era claro que a garota leva a batalha em minha humilde opinião. Eu não concordei com a decisão de Adam, sinceramente.

Let: Eu morri de pena de Jessica cantando essa música péssima. a menina errou feio, rude, e mostrou que se conhece pouco, afinal, essa song choice não combina nada com o seu estilo. Já Laith não fez a sua melhor apresentação, mas teve uma vitória folgada depois do que Jessica fez.

Lucas: Laith pra mim foi uma bela surpresa. Foi a primeira vez que eu realmente curti uma performance do cara. Das outras vezes sempre elogiei a voz e tals, mas dessa achei que ficou tudo perfeitamente encaixado. Agora quem foi que deixou a Jessica escolher essa música gente? Por favor. A guria teve uma das minhas blinds preferidas da temporada, mas jogou tudo no buraco com essa performance. Uma pena!

 

 

TEAM BLAKE

 

Mary Sarah – “You Ain’t Woman Enough (To Take My Man)” x Brittany Kennell – “You’re Still The One” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=tkcflGoAVh0[/youtube]

Bernardo: Mary nos trouxe uma performance incrível, diria até que foi uma das melhores no programa. Estava confiante, feliz com a escolha e bastante confortável em estar ali. Blake tomou uma decisão bastante simples, visto que mesmo carregando uma bagagem impressionante até aqui, Brittany pecou na escolha musical, pois se tivesse escolhido uma canção que valorizasse sua voz, tenho certeza que o resultado seria diferente.

Edu: Mary conseguiu transformar uma música sono em algo incrível, e a confiança que ela transmitiu contou em muitos pontos positivos. Já Brittany, por sua vez, veio com uma das músicas que mais amo nessa vida, mas a senti tão inconstante e fora do tom. Ela estava dispersa, sem saber ao certo o que fazer, não sei se foi nervosismo, mas detestei. Ainda bem que Blake foi sensato em sua escolha, amém!

Let: Gente, não conseguirei nunca perdoar Brittany pelo o que ela fez com essa música. Tenho certeza que lá pelo meio da performance ele se arrependeu da song choice, deu para notar. Já Mary foi totalmente o contrário, pegou uma música chata e a transformou em algo incrível. Rainha é isso aí, né gente!

Lucas: Poxa, eu gostava tanto da Brittany, então fiquei chateado com a eliminação. Não achei que a performance dela foi assim tão ruim, aliás, gostei mais do que da Mary. Tudo bem que ela catou uma baita música que TODO MUNDO conhece e talvez tenha pecado em algumas partes, mas pra mim merecia continuar na competição. Meu problema com Mary foi a song choice, ela tem uma voz linda, mas a música não ajudou muito.

 

 

TEAM CHRISTINA

 

Bryan Bautista – “Sorry” x Trey O’Drell – “I Lived” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=5MeEAI3uV9g[/youtube]

Bernardo: Quando soube que Bryan iria cantar Sorry”, confesso que fiquei bastante preocupado, porque essa é uma música espetacular em razão de todos os recursos que ela carrega. Entretanto, como Christina adora desafiar os seus pupilos, Bryan apresentou-se e foi o melhor até então. Foi surpreendente. Trey, apesar de nos trazer uma música que eu simplesmente adoro escutar, não conseguiu fazer muita coisa. Infelizmente.

Edu: Bryan foi simplesmente destruidor, pegando esse hino do Justin Bieber, e transformando-o em algo mais espetacular ainda. Não podemos desmerecer Trey que também foi muito bem, mas perto de seu rival apenas tenho uma coisa a dizer para o act: Sorry!

Let: Peguei carona na “tu dun tiss” do Edu e direi para Trey apenas uma coisa, Sorry! Não que ele tenha ido mal, foi bem sim, quem sabe mais por mérito da própria música, que é maravilhosa. Mas Bryan lacrou demais com essa versão reggae desse novo clássico. A voz dele estava incrível, a performance foi cheia de personalidade, e toda vez que ele soltava o “yeah i know o o”, eu me arrepiava aqui.

Lucas: Quando Bryan falou que iria fazer uma versão puxada pro reggae de “Sorry” eu fiquei na certeza que seria bomba, mas gente, o cara surpreendeu e entregou uma baita performance! A parte final da música foi maravilhosa! Enquanto isso, Trey catou uma das minhas músicas preferidas do One Republic e não fez bonito. Pra mim acho que ele deixou o nervosismo tomar conta da performance, o que era aceitável depois de assistir Bryan destruir.

 

Joe Maye – “Earned It” x Kata Hay – “Why Haven’t I Heard From You” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=aER_XWCpF40[/youtube]

Bernardo: Outra escolha sensacional da Christina, porque Joey não escolheu uma música muito difícil apenas pela parte vocal, como também requer que seu cantor tenha aquele apelo sexual na voz e também no gestual. The Weeknd tinha esse instrumento no clip com aquele esquadrão de bailarinas e a produção em si, mas quando o material que temos para avaliar é justamente a voz, Kata foi infinitamente melhor.

Edu: Como não se esquecer de Joe e aquele dueto maravilhoso dele com Xtina nas blinds? Eu até gostei da apresentação dele, mas não senti aquele brilho que o rapaz teve em sua audição. Kata, por sua vez, veio com algo destruidor, suave e ao mesmo tempo sensual, foi uma delícia de se ouvir. Por mim os dois passavam, mas só um pode ser escolhido. Na minha opinião esse foi o primeiro erro de Xtina na temporada, pois ela devia ter escolhido Joe. Acho que Blake não fará um trabalho à altura com ele, se tivesse sido Kata seu steal, tenho certeza que a história seria outra.

Let: Não foi incrível, mas amei a performance de Joe. Sim, faltou muita coisa ali, mas essa música é tão maravilhosa que perdoo. Já Kata só faz surpreender. Que vozeirão, carai! Acho a música péssima, mas Kata conseguiu transformá-la em algum muito mais interessante. De qualquer forma, concordo muito com o Edu, Xtina deveria ter escolhido Joe, ele combina mais com seu estilo, afinal Blake de qualquer forma roubaria alguém né, e Kata combina muito mais com o cantor country.

Lucas: Achei que novamente o Joe foi bem, claro que não chegou nem nos pés daquele dueto fantástico dele com a Xtina né? Mas acho que ele fez um bom trabalho com a música. Agora Kata gente, essa mulher não cansa de destruir né? Que vozeirão absurdo de bom foi aquele? Ainda catou o violão pra deixar a performance ainda melhor. Joe teve sorte, porque Blake ainda tinha o último steal da temporada e arrastou o guri pro seu time, embora eu não acredite que os dois combinem muito, mas vamos aguardar pra ver.

 

 

TEAM PHARRELL

 

Abby Celso – “Rich Girl” x Caity Peters  – “Leave Your Lover” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=mHvuFiKG0TA[/youtube]

Bernardo: Gostei da apresentação da Abby, ela quis dar uns toques artísticos ao interpretar (ou quase isso), uma personagem, mas perdoem-me seus fãs – Caity foi sensacional, mostrou que seu trabalho tem solidez, mais carisma e, é claro, uma qualidade ímpar.

Edu: Gente, era evidente que Caity levaria essa. Eu esperava mais de sua apresentação, por conta da prévia nos ensaios, mas foi bem melhor que Abby. Essa, coitada, foi tão esquecível, que comecei a jogar Candy Crush.

Let: Abby não foi nada inteligente ao escolher essa música. Já Caity foi ótima, mas também esperava muito mais dessa apresentação. Ela deveria ter baixado o tom nas horas que a música pede, sentir mais o que ela diz, se tivesse feito tudo isso e ido com mais calma ao pote, seria perfeito. Mas, de qualquer forma, essa linda arrasou!

Lucas: Abby tem esse vozeirão maravilhoso, mas pra mim a song choice não ajudou em nada. Caity por outro lado, gente, essa mulher tem uma voz que me arrepia demais aqui. Achei a performance dela maravilhosamente linda!

 

Com isso, estão oficialmente classificados para os playoffs:

Team Adam: Owen Danoff, Shalyah Fearing, Brian Nhira, Laith Al-Saadi, Caroline Burns

Team Blake: Paxton Ingram, Katie Basden, Adam Wakefield, Mary Sarah, Joe Maye

Team Christina: Alisan Porter, Tamar Davis, Ryan Quinn, Bryan Bautista, Kata Hay

Team Pharrell: Hannah Huston, Emily Keener, Moushumi, Lacy Mandigo, Caity Peters

 

O que acharam das escolhas do Top 20? Lembrando que na próxima semana o The Voice será exibido, excepcionalmente segunda, terça e quarta, sendo a nossa review publicada apenas na sexta-feira por conta disso.

Até lá!