The Voice US – 10×14/15/16 – Playoffs Live Shows

the-voice-10x141516

Enfim o The Voice US chegou à fase dos shows ao vivo. O playoffs será o último momento dessa temporada, onde nossos coaches terão o último poder de decisão, antes que a audiência tome conta do destino dos participantes por completo.

Além disso, essa temporada contamos com wildcard, onde um act de cada time voltou para a competição, para uma última chance. Vamos conferir?

 

Continua após a publicidade

TEAM BLAKE

 

Paxton Ingram – “How Deep Is Your Love”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8iFMrNohX1c[/youtube]

Bernardo: Essa é uma música que precisa muito das suas ferramentas eletrônicas, isto é, não se sustenta apenas pela qualidade da voz do cantor que se apresenta. Infelizmente, Paxton não tinha nada para poder apoiar-se: apesar de um grande orçamento, a produção do The Voice não possui de muitos recursos, e Ingram nos trouxe uma péssima performance.

Edu: Essa música é farofada demais, e sinceramente eu não gostei tanto assim do resultado final dessa performance. Por mim apagava e fazia de novo, sério.

Let: Ai não entendi nada, pra que escolher essa música? Acho a pior do Calvin Harris, e na voz de Paxton ficou ainda mais sofrida. Péssimo começo para o programa.

Lucas: Gente, já começando dizendo que tinha certeza que essa performance seria a bomba da noite, mas o cara não foi assim todo ruim. No final das contas eu acabei gostando dessa versão que ele cantou, ficou até legal.

 

Katie Basden – “Georgia Rain”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ipkurysxTv8[/youtube]

Bernardo: Uma performance boa, correta e certa, nada mais do que isso. Entretanto, tal julgamento que acabei de fazer seria algo positivo, visto que dei boas qualificações para a performance. Correto, mas acredito que estamos nas apresentações ao vivo a um passo da grande final, portanto, tenho certeza que Katie poderia ter feito muito melhor daquilo.

Edu: O que gostei de Katie foi a evolução que ela foi tendo no decorrer da performance, pois a princípio estava tudo chato e tedioso. Quando menos esperei deu aquele boom, e quando me dei conta, ela já estava ali dominando tudo.

Let: Começou bem piegas, e para mim não evoluiu muito além disso, não! Adoro Katie, mas não gostei dessa apresentação, música mimizenta demais, que quase dormi aqui.

Lucas: Gostei bastante da performance, mas preciso dizer o quanto a voz dessa guria me lembra a Carrie Underwood. Nem sei se já comentei isso alguma vez (acredito que sim), mas nessa performance foi demais, a voz estava linda!

 

Joe Maye – “Long Train Running”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hfIZpQAnDTw[/youtube]

Bernardo: Bons vocais, excelentes performance e maneira de dizer o porquê mereceu ser resgatado anteriormente. Não foi espetacular, concordo, mas foi prazeroso de se assistir.

Edu: Eu estou perplexo até agora! Quando Blake utilizou seu último steal da temporada em Joe fiquei totalmente ressabiado, com medo de estragar o legado do rapaz na competição. Ainda bem que isso não aconteceu, pois como sempre, ele simplesmente destruiu quaisquer barreiras, e essa apresentação só perdeu para sua incrível blind.

Let: Me arrepiei já no início, que vozeirão hein?! Também não tinha confiado muito quando Blake o salvou, mas foi um tiro certeiro. Tenho certeza que nem o coach estava preparado para isso, pois nem eu não estava. Aplaudindo ainda esse lacre!

Lucas: Gente, não estava nenhum pouco preparado pra isso. Joe foi uma baita surpresa com essa performance, porque o cara quebrou tudo naquele palco. Curti demais!

 

Adam Wakefield – “Seven Spanish Angels”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Tmn9SHzsFbs[/youtube]

Bernardo: Combinaram aqui coisas que eu adoro – country, música de Willie Nelson e Adam Wakefield. O resultado dessas combinações? Algo bastante simples – uma performance poderosa, gostosa de se ouvir, com bastante força em diversos sentidos e, o mais importante, muito sentimento.

Edu: Próximo!

Let: Não sei se foi a melhor música para essa fase, mas eu amei a apresentação, foi simplesmente deliciosa. Adam tem uma voz incrível, e mostrou todo o seu potencial com esse clássico, e olha que eu não sou nada fã de country.

Lucas: Adoro a voz do Adam e adorei a performance. Ele tem essa coisa gostosa na voz, onde não tem nenhuma necessidade de notas gigantes. Mais uma vez ele fez um ótimo trabalho.

 

Mary Sarah – “I Never Promised You A Rose Garden”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=_iUc_J81Q3g[/youtube]

Bernardo: Ela cantou? Desculpe, sequer percebi.

Edu: Que sono…

Let: Ai Mary, que song choice errada, fia! Gosto dessa música, mas não tem nada a ver com um reality musical, principalmente em uma eliminatória como é essa fase.

Lucas: Também adoro a voz da Mary, mas pra mim essa song choice não foi de grande ajuda.

 

Justin Whisnant – “Here’s A Quarter Call Someone Who Cares”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Gc63Q5bKY9g[/youtube]

Bernardo: Eu gostei, foi, como já disse algumas vezes por aqui, uma apresentação correta e nada mais além disso. Todavia, confesso que isso está me incomodando bastante. Ora estamos quase na final e ainda estão nos trazendo performances “boas”?

Edu: Vou ser bem sincero que não consigo lembrar dele na competição, logo esse wildcard foi bem whatever pra mim. Sobre a performance em si, eu gostei bastante como Justin se entregou à canção, mesmo não sendo aquela maravilha toda, pois o team Blake está sendo o mais fraco da temporada, em minha humilde opinião. Por conta disso foi bom para o que tem hoje.

Let: Também não lembro dele, hein?! Olha, de qualquer forma, conhecendo ou não, achei a performance uma chatice só. Fiquei mexendo no celular, confesso.

Lucas: Pode dizer que o Justin já começou me irritando com esse cabelo? Então… Particularmente não consegui gostar da performance. Acho que ele poderia ter feito bem melhor que isso.

 

 

TEAM CHRISTINA

 

Ryan Quinn – “I’m Not the Only One”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=etCO0MeH-HQ[/youtube]

Bernardo: Simplesmente bárbaro, impressionante, sensacional e quaisquer outros adjetivos positivos que estiverem disponíveis no dicionário para descrever essa apresentação. #RyanForTheWin.

Edu: Que compensação do tropeço nos knockouts hein Mr. Ryan! Eu não suporto o Sam Smith, mas o act veio com uma música que soube empoderar sua voz de forma surpreendente. Eu fiquei sorrindo de ponta a ponta, lembrando o porquê dele, junto com Alisan, ser meu favorito dessa temporada. Eu acho que ele possa ter chances de ir para o Top 12 pela escolha do público.

Let: Nossa, foi lindo demais! Amo Ryan, não tem como não amar, e sua voz me deixa enfeitiçada. Aí ele vai e pega a minha segunda música favorita do Sam (a primeira é claro que é “Latch”, vocês já sabem) e deixa tudo ainda melhor. As extensões de sua voz me deixam de boca aberta, e tornou tudo ainda mais incrível.

Lucas: Ryan definitivamente compensou a performance anterior. Acho que o cara é dono de uma das melhores vozes dessa temporada, mas tem que se atentar com as músicas e pelo menos nessa semana escolheu algo que encaixou perfeitamente pra ele. A performance foi ótima!

 

Kata Hay – “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=M37njd9n9tg[/youtube]

Bernardo: Cantar “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman” em um reality show musical é tão clichê, quanto o uso de maniqueísmos para se construir o roteiro de uma novela. Entretanto, apesar de trazer uma abordagem batida a extremamente reciclada, Kata conseguiu nos brindar aqui com uma performance excelente e estupenda.

Edu: Eu gostei muito dessa apresentação, mesmo achando que tenha faltado algo. O único problema de Kata é que em alguns momentos da música ela pecou no inconstante, mas nada que um ajuste aqui e outro ali não possa ser feito em apresentações futuras. Apenas no aguardo de Let sobre.

Let: Bom, essa temporada eles resolveram cantar todas as músicas da minha vida, pelo jeito. E quem me conhece, como o Edu, sabe que SÓ existe uma outra pessoa capaz de cantar essa música no mundo, fora Aretha, e é minha cantora japonesa favorita. Deixando isso claro, posso dizer que Kata começou muito bem, com a voz cheia de força, mas ficou só nisso o tempo todo, rasgando a garganta e esquecendo de trazer um pouco mais de suavidade para a música, que também pede isso. Tá ok, ela tem um vozeirão e tal, mas para mim, que sou chatíssima com quem canta essa música, faltou cantar mesmo a canção.

Lucas: O que foi isso gente? Kata tem esse jeitão doidona de ser, aquela que deu um selinho na Xtina e tals. Sabemos muito bem que ela tem uma baita voz, mas olha, ela destruiu demais com esse baita hit da Aretha! A performance foi maravilhosa! Uma baita destruição. Acredito que ela vai continuar firme e forte na competição.

 

Nick Hagelin – “Stay”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ZReyI5V_rgE[/youtube]

Bernardo: Em um certo momento da apresentação, pensei que estava assistindo um número lírico pela qualidade dos agudos, mas fraca ao não conseguir fazer o telespectador vibrar, pedir bis e querer compra-la no iTunes posteriormente. Eu gostei, mas preferiria que Nick se dedicasse à ópera, quem sabe, se daria melhor.

Edu: Nick ter sido o wildcard de Christina foi de uma surpresa grande. O cara me comoveu na blind, mas escorregou logo depois. Como Luke disse logo abaixo, ele tem talento e mereceu sim voltar e, apesar de algumas leves desafinadas, nos apresentou algo incrível. “Stay” exige uma melancolia única, onde pessoa precisa se abrir para a canção. E isso foi exatamente o que Nick fez, deixou transparecer suas emoções de forma explícita e sincera, tanto que sentindo isso até se esquece de tais desafinadas.

Let: Essa música é especial para mim, porque é da dona do meu coração, Riri. E quem sabe por isso mesmo eu não tenha gostado tanto assim. Nick é ótimo, tem uma voz incrível, mas não gostei da forma que ele conduziu a performance, nada me surpreendeu, apenas as desafinadas na hora de apostar no falsete.

Lucas: Não estava sabendo do wildcard então já fiquei contente com esse negócio e quanto vi que a Xtina tinha escolhido o Nick fiquei ainda mais feliz. O cara teve suas boas derrapas antes de ser eliminado, mas é alguém que tem talento e mereceu voltar. Ele pegou essa música maravilhosa, e fez um ótimo trabalho. Pra mim foi a melhor performance dele na competição.

 

Tamar Davis – “Rise Up”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VsTb75tGI6E[/youtube]

Bernardo: Tamar conseguiu trabalhar surpreendentemente bem com toda aquela pressão e ansiedade do programa ao vivo. Simplesmente sensacional, faço do meu colega Eduardo minhas palavras – PODEROSA!

Edu: PODEROSA! Tamar mais uma vez chegou destruindo, mas tenho que concordar que faltou uma pitada de algo para ser algo épico, nível o que ela nos proporcionou na fase de knockouts. A moça é uma das candidatas mais fortes do Team Xtina, e não sei se essa apresentação lhe favoreceu totalmente. Gostei? Claro, absolutamente, mas faltou um peculiar toque de algo.

Let: Olha gente, juro que eu esperava mais, podem me julgar. Achei que Tamar desafinou demais durante a apresentação, e isso estragou todo o potencial de uma performance lacradora, como eu esperava. Como os meninos falaram, faltou aquele “plus a mais” que me fizesse ~perdoar~ os deslizes, mas esse momento nunca chegou.

Lucas: Novamente ela colocou o vozeirão pra jogo, mas sendo bem sincero, eu senti falta de um pouco de emoção na performance. Vocalmente foi excelente, mas pra mim ficou faltando esse detalhe. Mesmo assim continuo na torcida pra que ela continue.

 

Bryan Bautista – “Pillowtalk”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=WTIduiEj-0s[/youtube]

Bernardo: Não gosto dessa música, na verdade, não aprecio nada relacionado a esta fase solo do Sr. Zayn Malik. Entretanto, estamos aqui para avaliar a apresentação de Bryan que, infelizmente, ao meu ver, deitou-se no tédio e ainda enrolou-se na falta de emoção que tal canção possui. Lembro que já aplaudi o nobre candidato em diversas vezes, mas agora, infelizmente, não foi bom.

Edu: Acho que chegou a hora de despedirmos de Bryan. Amo essa música por demais, pra mim ela é simplesmente incrível, mas senti alguns tropeços e não gostei da versão feita por ele. Talvez eu possa estar enganado, mas depois dessa não o vejo indo adiante. Espero estar bastante enganado a respeito.

Let: Olha, eu não gostei nada da apresentação, achei chatézima demais! Bryan é ótimo, mas já me cansou também.

Lucas: Olha esse guri me surpreendendo de novo gente! Adorei a versão que ele fez dessa música maravilhosa do Zayn! Ele colocou seu toque pessoal e entregou uma performance excelente. Se continuar dessa forma, o guri tem tudo pra conseguir um ótimo futuro no show.

 

Alisan Porter – “Cry Baby”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=OfWexe28r04[/youtube]

Bernardo: Todas as pessoas que possuem a capacidade de cantar Janes Joplin da maneira que Alisan fez, merece meus aplausos.

Edu: AJOELHEM-SE PERANTE A RAINHA! Essa música casou perfeitamente à voz de Alisan, de tanto poder que possui. Ela é linda, emocionante, e ao mesmo tempo explosiva, e a candidata soube utilizar na medida certa de cada elemento. Escrevendo isso me deu vontade de assistir a essa obra prima novamente. Sem sombra de dúvidas, essa foi a melhor performance da candidata na competição até o momento.

Let: Sei nem o que dizer depois dessa performance, porque ainda tô no chão. Essa música é extremamente forte, poderosa, e só Alisan para cantá-la com toda a excelência que ela merece. Ficou incrível, perfeito, e realmente me rendi à rainha!

Lucas: Rainha da noite gente! Nem tem muito o que dizer, porque só de lembrar da performance já fico aqui sem fôlego novamente. Que voz! Que mulher! Que performance! Que tiro!

 

 

TEAM PHARRELL

 

Daniel Passino – “When I Was Your Man”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6po0r1q8RUU[/youtube]

Bernardo: Ótima apresentação. Daniel conseguiu a proeza de ser ainda melhor do que na última performance, cuja avaliação foi extremamente positiva da minha parte. Entretanto, o que acontece? Apesar dos elogios que fiz, acredito que essa apresentação poderia ter recebido um acabamento e polimento melhor.

Edu: Pra ser franco não entendi foi nada do wildcard de Pharrell ter sido de Daniel. Não vou negar, ele mandou hiper bem, mas não sei consigo imaginá-lo indo ao Top 12.

Let: Essa música sempre me deixa arrepiada, Daniel fez uma ótima apresentação e arrasou nos agudos. Mesmo assim, acho que o menino não passa dessa “participação especial.”

Lucas: Gente, Pharrell ganhou pontos comigo por ter trazido Daniel de volta. Já estou na torcida pra ele ser bem votado, porque o cara é ótimo e além de ter cantado uma das minhas músicas preferidas ever, ainda entregou uma performance maravilhosa!

 

Emily Keener – “Still Crazy After All These Years”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=axpRh0Z9HtI[/youtube]

Bernardo: Eu gosto da voz da Emily e do trabalho que ela faz constantemente desde que se apresentou pela primeira vez. Entretanto, tenho que concordar com minha colega Letícia, quando diz que faltou aquele “estouro”.

Edu: Emily tem uma voz maravilhosa, um talento incrível. Ela cantou com serenidade e honestidade, mas a sensação que tive que ela teve medo de se entregar à música, que é belíssima por sinal. Não sei se foi nervosismo, o que é bem provável, mas o feeling que esperava só veio mesmo nos momentos finais.

Let: Lembra sim Lucas, e por isso mesmo ela deveria investir em algum outro clássico da cantora, não essa música paradona e sem evolução. A voz é linda, mas faltou um estouro nessa performance que esperei até o fim, e nunca chegou. Assim não dá para te defender, miga!

Lucas: Só eu acho que a voz da Emily lembra demais a Sara Bairelles? Achei que a performance foi bacana, mas não sei, fiquei meio na dúvida com essa song choice. Acho que ela poderia ter feito algo bem melhor se a escolha tivesse sido outra.

 

Moushumi – “Love Yourself “

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=5p9PPgiUDeg[/youtube]

Bernardo: Tenho que concordar, novamente, com a Letícia, ao dizer que essa versão cantada por Moushumi ficou levemente melhor da versão original do Justin Bieber, cuja nova fase da carreira, também merece nossa atenção sempre. Apesar de não acreditar muito na questão de que lembrarei-me desta apresentação amanhã, gostei do trabalho da cantora aqui.

Edu:  Por mais que recentemente a população mundial em massa tenha se rendido ao movimento Belieber, inclusive eu, essa é uma das músicas que não gosto tanto dessa nova era de Justin. Apesar disso, Moushumi veio com uma versão tão deliciosa, que já fechei o olho e imaginei ela cantando no cantinho do meu ouvido com essa serenidade. Nossa…

Let: Nunca pensei que essa música ficaria tão perfeita na voz de Moushumi. Vamos confessar, ficou melhor que a versão original, hein?! Esse poderia tranquilamente virar single dessa musa, pois já quero baixar e ouvir todos os dias. Arrasou e merece muito passar por essa fase!

Lucas: Só queria dizer que estou ainda mais apaixonado por essa guria! Essa voz deliciosa causa coisas em mim e ela ainda me vem com essa música chiclete do Bieber, e faz essa versão maravilhosa. To apaixonado!

 

Lacy Mandigo – “Love Is A Battlefield”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YgPXp2Sp90w[/youtube]

Bernardo: O que foi isso? Que gritaria foi aquela? O programa é chama-se de The Voice, não The Scream.

Edu: Mais uma vez Lacy escolheu uma música difícil de cantar, mas agora não teve a mesma sorte que na fase de knockouts. É uma pena!

Let: Primeira vez que não curto uma apresentação de Lacy. Achei mega chato, e aquelas “caretas de rock” pode ter ganho só os jurados, mas a mim não convenceu, mesmo.

Lucas: Ah gente, pra mim não rolou.

 

Caity Peters – “I’ll Be Waiting”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=xV-WOor1lek[/youtube]

Bernardo: Essa é uma das músicas que mais gosto da Adele, mas não foi a melhor escolha para Caity. Acredito que ela precisaria de uma música mais intensa, mais poderosa vocalmente para dizer – “Gente, estou aqui”.

Edu: Essa não é uma das melhores músicas de Adele, sendo bem just ok. Por conta disso, não achei a performance de Caity lá aquelas coisas, o que é uma pena, já que gosto bastante dela. Acho que uma cairia bem na voz dela seria “Send To My Lover”, do álbum 25.

Let: Música fraquíssima, nossa! Foi tão chato, demorou tanto para começar, que não aguentei ver até o final, fui lá servir um chazinho porque tá pesado, Caity. Que tiro no pé, miga!

Lucas: Poxa Caity, tanta música da Adele pra tu escolher e tinha que pegar justo essa? Assim fica difícil te defender.

 

Hannah Huston – “Ain’t No Way”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AEA7sgrHtV4[/youtube]

Bernardo: Não gostei muito do que a Hannah nos apresentou aqui, visto que esperava algo mais poderoso para encerrar uma primeira semana fraquíssima de playoffs. Não fez honra, infelizmente, a Aretha Franklin, apesar de uma boa escolha musical.

Edu: AMO ESSA MÚSICA! Pena que Hannah foi bem desconexa em relação ao contexto da canção, mas convenhamos que ela mandou bem melhor que Kata.

Let: Hannah também foi de Aretha, e se saiu bem melhor que Kata. Aliás, aprende com Hannah viu, Kata? É assim que se interpreta a música de uma diva: rasga a garganta sim, mas também coloca emoção, muita melancolia e, principalmente, se canta a música. Torcendo muito para essa linda se dar bem!

Lucas: Hannah fechando essa segunda noite com chave de ouro. Catar essa música gigante da Aretha e cantar tão bem assim não é pra qualquer um. Achei que ela fez um excelente trabalho!

 

 

TEAM ADAM

 

Laith Al-Saadi – “With a Little Help From My Friends”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nll5FdDiD_M[/youtube]

Bernardo: A melhor apresentação que tivemos, talvez, em muito tempo no The Voice. Sem mais.

Edu: O QUE FOI ISSO? Eu estou perplexo até agora com essa performance. Laith veio com uma das minhas músicas favoritas da vida, e proporcionou uma performance emblemática. E quando achava que já estava de bom tamanho, ele vinha e mostrava mais que seria capaz de fazer. Foi emocionante por demais, chorei, me arrepiei, foi incrível.

Let: TÔ NO CHÃO MEU DEUS QUE FOI ISSO???? Finalmente alguém honrou esse clássico. Somente a voz poderosa e lacradora de Laith para fazer isso mesmo. Eu fiquei tão boba vendo, que nem sei o que dizer, só sentir. Ele mostrou que merece essa vaga, que não é nada limitado, e que ainda guarda muita carta na manga. Esperando o coment do Edu, que ama esse clássico.

Lucas: Esse cara não cansa de quebrar tudo né? Pode não ser um dos preferidos, mas olha, ele canta e canta MUITO! Alcançou notas que arrepiou demais aqui, e mais uma vez, conseguiu um baita momento no programa.

 

Owen Danoff – “Hero”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=g5y_y9LgBQ8[/youtube]

Bernardo: Um dos meus claros favoritos desde o início desta competição, consegue, novamente, me emocionar sem muitos esforços ou dificuldades. Entretanto, o cantor acerta ao não apostar na eventual pieguice que a música possa trazer, mas é competente ao aproveitar do romantismo que a mesma carrega consigo, para nos dar um banho de sensibilidade e qualidade.

Edu:  Foi tão bonito, gostoso de se ouvir. Owen soube acertar de forma fulminante em sua song choice, vindo então com uma performance de qualidade.

Let: Eu amei essa apresentação, foi leve, linda e até agora estou cantando. Owen assumiu a música pra si, fez uma versão do seu jeito, mas ainda assim concordo que não foi a música ideal para passar por essa fase.

Lucas: Adoro o Owen. Ele tem aquele estilo de cantor que eu tanto gosto, mas dessa vez senti que faltou algo na performance e não acredito que foi o suficiente pra manter ele na competição. Tomara que esteja errado, porque realmente gosto dele.

 

Shalyah Fearing – “Listen”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hZJGI-xMbWc[/youtube]

Bernardo: Não é um trabalho fácil interpretar Beyoncé em qualquer coisa. Entretanto, Shalyah foi soberba ao cantar “Listen”, e não há nada mais para se falar de um trabalho tão bem feito, sensacional e espetacular. Vocês ouviram aqueles agudos? Jesus.

Edu: ASSISTI ESSA OBRA PRIMA TRÊS VEZES SEGUIDAS! Eu estou jogado aqui no chão, emocionado, desmaiado, arrepiado. Ela, Laith e Alisan sem sombra de dúvidas foram até agora os melhores dessa fase de playoffs. Manda mais que tá pouco, e depois dessa se o público não a passar adiante, será obrigação de Adam fazer por merecer.

Let: GENTE DO CÉU TÔ FALECIDA! Shalyah destruiu tudo com essa apresentação monstra, ficou bom demais, e olha que essa música não é para qualquer um, hein?! Fiquei boba, besta, assim como todo mundo eu levantei para aplaudir. Shalyah só tem um probleminha, ainda é muito nova e fica muito eufórica enquanto os jurados estão falando, o próprio Adam saiu do sério, e quem sabe isso pode prejudicá-la.

Lucas: Alguém vivo por aí depois desse tiroteio todo? O QUE FOI ISSO GIOVANA? Shalyah não cantou, e sim sambou na sapucaí toda. Que performance ESPETACULAR gente! To arrepiado até agora aqui. Arrepiado!

 

Nate Butler – “Sara Smile”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jq3dEtaWSow[/youtube]

Bernardo: Com uma escolha de música bastante equivocada, Nate não conseguiu empolgar, apesar da voz muito boa de se ouvir. Gosto do candidato, acredito que ele tem futuro nessa competição pelo apoio do público, mas precisa melhorar para ter chances de chegar a final.

Edu: Alguém sabe me dizer o que Adam tinha na cabeça em trazer esse aí de volta? Não consegui ver até o final, pois não sou obrigado.

Let: Aff que song choice mais errada. Não gostei de nada, quase dormi aqui de tanto tédio.  

Lucas: Nate é mais  um que eu gosto muito da voz, mas também achei que errou na song choice. A performance foi bem mais ou menos.

 

Caroline Burns – “All I Want”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=o3D0dEK4_Aw[/youtube]

Bernardo: Assim que essa apresentação começou, disse a mim mesmo – “Que coisa insuportável”. Entretanto, ela conseguiu subir consideravelmente no decorrer da sua performance e ainda nos entregou algo substancial para dizer – “Muito bem!”

Edu: Que música certa para Caroline. Simplesmente foi lindo, mágico, coerente, honesto. Fiquei aqui viajando, e a suavidade na voz da garota me fez ir bem além. Espetacular!

Let: Sério Lucas? Tu também ama Kodaline? ME ABRAÇA!

Lucas: Caroline ganhou respeito comigo só por ter escolhido essa maravilha do Kodaline. Gente, sou apaixonado por essa banda, e principalmente por essa música. Achei a performance dela deliciosa de assistir, conseguiu colocar seu tom na música e o resultado ficou ótimo!

 

Brian Nhira – “Alive”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UR9ud6RG_x0[/youtube]

Bernardo: Gente, que coisa horrorosa! Vou me limitar a comentar aqui poucas palavras, para não criticar muito o Brian pelo que ele apresentou até aqui. Uma pena.

Edu: Essa é uma das músicas mais incríveis e poderosas de Sia. Brian foi corajoso e meteu as caras, mas infelizmente ele não conseguiu alcançar o nível exigido. É uma pena, pois gosto muito dele, e queria vê-lo mais na competição.

Let: Olha, vou aplaudir o esforço de Brian, porque ele tentou muito, pena que não conseguiu chegar lá! Essa música é poderosa demais, e pede uma voz tão poderosa quanto. Amo Brian, mas ele não é essa pessoa.

Lucas: Meu, essa música é gigante. Sempre fiquei esperando alguém cantar em alguma competição, sem contar que gosto bastante do Brian, mas pra mim ele deu foi boas derrapadas durante a performance. Algumas partes foram ótimas, mas achei que em outras ele foi engolido e não conseguiu dar conta.

 

RESULTADOS

 

Bernardo: São anos de televisão e, consequentemente, assistindo resultados controversos de reality shows, estejam estes no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Portugal e entre outros países que estão na minha lista. Isso quer dizer que sempre estive de outro lado da escolha do público, The Voice, infelizmente não vem sendo diferente. Isso pode muito bem ser observado com esses resultados aqui. Gostei do time do Blake, até porque, sempre fui Team Blake, mas as escolhas no Team Christina e Team Pharrell… sem comentários.

Edu: Eu estou abismado como a injustiça rolou solta por aqui. O maior choque veio do Team Xtina, pois Alisan é fato que seria unânime pelo público, porém minha surpresa foi Nick. Eu não esperava nenhum pouco o cara sendo escolhido pela audiência e, apesar disso, torço para que ele não decepcione, sendo que alguns sites estão detonando a sua permanência Christina também não gostou muito, e sua cara foi nítida disso. Agora Bryan gente, sério isso? A apresentação dele foi péssima, e eu queria muito que tivesse sido Ryan em seu lugar. Tamar e Kata deixaram um pouco a desejar realmente, mas ainda não admito do professor não ter passado. Team Pharrell ainda não entendo o motivo de Daniel ter sido o wildcard e, pra piorar tudo de vez, foi escolhido pelo público. Hannah mereceu estar no Top 3 dele, pois mandou hiper bem, agora ele optar por Emily? Cara eu gosto muito dela, mas sua performance dessa vez não foi brilhante, e Moushimi é quem deveria ter ocupado a terceira vaga. Team Blake nem vou comentar nada, pois acabou de se tornar o pior time dessa temporada. Adam, Mary Sarah e principalmente Paxton escolhidos? Cadê Joe e Katie? Abri mão já. Agora Adam é de se aplaudir de pé, pois TODOS ali foram merecidos passar para a próxima etapa. Depois dos resultados desses playoffs, os times na minha opinião estão nessa ordem de força: Adam, Xtina, Pharrell, abismo, Blake.

Let: Olha gente, decepção é algo normal sempre nessa fase do The Voice, quem sabe a última temporada apenas tenha sido mais justa. Lembro de muita gente boa indo embora, e dessa vez não foi diferente. Antes o melhor time, Team Xtina me decepcionou bastante. Alisan merecia, ok, mas Nick eu mandaria embora. Bryan não entendi, e cadê Ryan, Kata, Tamar? Sei nem o que dizer sabe, o tombo foi grande. Team Pharrell também me deixou no chão, pra que salvar Emily e Daniel? E cadê Moushumi maravilhosa? Pelo menos Hannah tá ali, e ela será a única finalista desse grupo, podem ter certeza. Que o Blake é o rei da burrice eu já sabia, mas salvar Mary e Paxton foi de brincar com a minha inteligência. Já Adam pelo menos tem o melhor time, e tomara que ele se dê bem novamente nessa temporada. Laith e Shalyah merecem vida longa no programa.  

Lucas: Gente, to meio chocado com esses results. Já começou com o Team Pharrell que pra mim foi uma baita surpresa. Nem liguei tanto para o voto do público, porque de certa forma achei que entre os outros times foi bem justo, mas novamente o Pharrell fez burrada salvando a Emily. Como assim gente? E minha Moushumi como é que fica? To chateado. No Team Blake também fiquei de cara com ele salvando Paxton. Sério, como assim? Adam tem uma voz deliciosa e sua performance mereceu ser bem votada, já a Mary eu não curti muito não, pra mim os outros foram bem melhores. O Team Xtina foi o mais chocante, sério, eu realmente gostei da volta do Nick e adorei a performance dele com “Stay”, mas estava na certeza de que ele acabaria não passando, então cheguei assustar aqui. Alisan é rainha, CLARO que ela passaria tranquilo, mas o save ficou por conta do Brian e nos despedimos de Ryan, que pra mim era um dos melhores ali. Sobre o Team Adam, só eu fiquei chocado com Laith sendo bem votado desse jeito? Ele cantou bem, mas ter sido salvo foi uma baita surpresa. Obviamente Shalyah passaria né? Até porque se fosse o contrário, a NBC receberia uma bomba na mesma hora. Agora Adam salvar Owen também foi surpresa, mas fiquei muito feliz, porque gosto muito do estilo do cara! Particularmente achei que houveram muitas eliminações injustas, uma pena!

 

O que acharam da formação do Top 12? Venha comentar conosco.

Até a próxima semana!

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Gustavo Sales 16 abril, 2016 at 00:05 Responder

    Bem, eu esperava bem mais desses Playoffs. Escolhas muito erradas, tanto de músicas como pelo público americano. Nick?!?! Paxton?!?!
    Adam foi o que mais lucrou nessa semana. Leva um time diversificado e forte pro Top 12. Blake tem os seus countrys como garantia de ir longe, Pharell com um time bem fraco e Xtina ainda com a favorita!
    E olha, surpreso por essa antipatia de vcs pelo Bryan. O cara é fenomenal, um dos mais consistentes na competição, não teve um deslize na tragetória e tem uma star quality muito grande. Que bom que Xtina enxergou o potencial nele. Minha aposta é que ele vá longe!

Post a new comment