The Voice US – 11×05 – Blind Auditions

Imagem: NBC

Imagem: NBC

Continua após as recomendações

Olá, como estão? Essa semana a primeira fase de The Voice chegou ao fim, e devido ao debate na TV americana, rolou apenas um programa inédito. Os quatro times enfim completaram suas quotas, e a ansiedade pelas battle rounds aumentam a cada momento.

Chega de papo, e vamos ao que interessa? Venham ver os principais destaques:

Continua após a publicidade

 

PERFORMANCES

 

Whitney & Shannon – “Landslide”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=rnkFPB9stlM[/youtube]

Bernardo: Isso não foi uma landslide, mas foi uma grata e boa surpresa ter tido a possibilidade de conferir a performance de uma dupla, que na verdade são irmãs. Cantaram muito bem, concordo com o Blake nas suas observações e, mesmo divergindo sobre a escolha do time, já que elas seriam perfeitas com ele, mas estou muito ansioso para vê-las novamente.

Edu: Queria dizer que estou simplesmente apaixonado por essas duas irmãs, é sério. Elas têm uma voz tão suave e cativante, tudo trabalhado com muito equilíbrio, e uma respeitando o espaço da outra. Fechei os olhos aqui e viajei lindamente com essas lindas.

Let: Fiquei mega emocionada com essa audição, foi linda demais, pensada demais, que encontro perfeito de vozes. Também achei que elas seriam perfeitas com Blake, mas tenho certeza que estão em ótimas mãos.

Luke: Queria ter escutado essa versão incrível as cegas também, para ver se demoraria até o refrão para perceber que são duas. Mandaram muito bem, uma harmonia incrível e especial. Espero ver Alicia trabalhando muito em cima dessa duas incríveis competidoras.

 

Johnny Rez – “Iris”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dj2Bugry0pE[/youtube]

Bernardo: Ele começou muito mal, na verdade, já estava pronto para parar de assistir essa performance pela metade e pular para o próximo. Felizmente e de repente, ele teve uma melhora impressionante, e nos mostrou que de fato é um contender desta temporada e um dos melhores desta noite.

Edu: Vou ser bem sincero que a princípio não curti nenhum pouco a performance de Johnny, o achei muito perdido e desconexo com a música, sem contar que algo em sua voz me incomodava. Quando menos esperei e já estava perto de desistir do rapaz, houve uma evolução no meio da música, a qual foi algo simplesmente inexplicável. Como me diz meu amigo Luke, o cara é um diamante bruto a ser lapidado, e isso sendo bem feito, espero que Adam faça isso da forma adequada, ele possa ter chances de ir longe na disputa.

Let: Poderia ser um desastre e começou meio estranhão, mas bem rápido eu me vi amando e achando essa versão mega original. Johnny tem uma voz que, bem trabalhada, pode ser ainda mais incrível!

Luke: Eu já gostei de cara pela song choice. Teve os desarranjos no começo, mas foi crescendo desde a primeira nota. O rapaz se desenvolve bem ao palco e acredito que Adam possa aproveitar mais disso, com certos toques que tornariam sua apresentação mais dinâmica e intrigante.

 

Maye Thomas – “Roses”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FBBQNisNrVI[/youtube]

Bernardo: É, no mínimo, um exagero dizer que essa moça poderia se tornar a Dolly Parton gótica, mas o mais importante é que mesmo com uma escolha musical clichê e dificuldade de se conectar com a audiência, Maye conseguiu mostrar seu bom trabalho. Cantou bem e, o mais importante de tudo, ela tem muito talento.

Edu: Linda, com uma presença de palco incrível e dona de uma voz maravilhosa, essa é Maye. Mesmo assim eu a senti muito crua, rolaram alguns deslizes durante a performance, mas com certeza isso será muito bem trabalhado.

Let: Amei a voz de Maye, fiquei hipnotizada. A moça tem muito potencial comercial, principalmente no atual momento. Já vejo ela gravando grandes hits com DJ’s famosos, com o pessoal do Clean Bandit… Ela é maravilhosa!

Luke: Maye talvez não tenha dado tudo de si para a apresentação, e isso não é de tudo um ponto negativo. Ela foi muito boa durante a performance, mas deixou claro que tem potencial para crescer ainda mais, e é isso que esperamos dela na competição.

 

Courtney Harrell – “Let It Go”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=uya1rV8s1cg[/youtube]

Bernardo: Primeiro eu preciso dizer que eu adorei a história dessa moça. Ela trouxe uma trajetória muito parecida com milhões de americanas que assistiam naquele momento, que deixam de lado seus sonhos, para ter uma família e prosperar nessa área, deixando sua própria vida de lado. Quanto a apresentação, gente, sensacional! É evidente que ela conseguiu canalizar todas suas emoções nessa performance, e o resultado final foi impressionante.

Edu: Maravilhosa, rainha! Gente, Courtney tem uma voz espetacular, e essa música que tanto amo casou perfeitamente com ela. Queria muito que a candidata tivesse escolhido Alicia, mas espero que Blake não a desperdice, por favor.

Let: Tô chorando fácil hoje, Courtney me emocionou de um jeito único, amei por demais! História forte, poderosa, voz maravilhosa que me deixou no chão. Assim como todos os coaches, eu levantei e aplaudi.

Luke: Este último dia de audições realmente está me encantando muito nas song choices. Courtney tem um tom único e típico em sua voz, que me prendeu ainda mais à canção. Blake agregando mais uma grande candidata a sua incrível lista de competidores.

 

Kylie Rothfield – “Wherever I Go”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=5hS3WV1wjCQ[/youtube]

Bernardo: Não vejo essa música forte o suficiente para entregar uma excelente performance que faça a pessoa ser aprovada. A Kylie melhorou muito no final, mas ao meu ver, o conjunto da obra ficou morno.

Edu: Não achei tudo isso e quase dormi aqui, desculpe. Só acho que Alicia errou feio em usar sua última vaga com a moça, desculpa de novo.

Let: Deu uma desandada na noite essa apresentação, hein?! No meio de tanta coisa incrível, Kylie nos deu a oportunidade de ir ao banheiro.

Luke: Foi meio monótono sim, mas Alicia viu o potencial na garota que eu espero perceber nas próximas etapas. A canção não foi mal apresentada, só faltou certos toques de um nome da música com experiência, como a coach, para melhorar ainda mais seu desempenho.

 

Natasha Bure – “Can’t Help Falling In Love” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=f_IYxSdKgmg[/youtube]

Bernardo: Concordo com o Edu, Natasha nos mostrou aqui que talento é algo que essa família e mais precisamente esse sobrenome, têm de sobra. Fiquei surpreso pelo fato de ser filha de quem é, mas acredito que o mais importante é que ela conseguiu brilhar sozinha, não precisou da sombra da mãe para lhe empurrar ou facilitar que o holofote fosse para cima de si. Muito bom!

Edu: Estou simplesmente apaixonado por Natasha, e já deu pra ver que o talento está definitivamente no DNA da família. A música casou perfeitamente com sua singela voz, mas convenhamos que a garota vai precisar de boas técnicas de aprimoramento.

Let: Que versão deliciosa para essa música, hein?! Eu amei, queria até que fosse mais longa do que foi. Natasha tem uma voz única, incrível, maravilhosa, aquela rouquidão linda que conquista. Quero muito ver tudo que a menina tem para mostrar.

Luke: Cantar Elvis pra mim já é motivo de virar 4, 10, 50, 1000 cadeiras para Natasha. Foi uma apresentação delicada, envolvente e apaixonante. Adam realmente tem uma pedra preciosa em suas mãos, e espero que aproveite cada talento escondido dentro da cantora.

 

Blaine Long – “Have A Little Faith With Me”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bQlEAWyWWho[/youtube]

Bernardo: Simplesmente sensacional. Uma das melhores, se não a melhor, performance dessa noite de audições. É o cara certo para o time de Blake, não só pelo estilo musical, como também pela qualidade técnica e uma capacidade impressionante de impressionar fazendo tão pouco.

Edu: Pra mim essa foi sem dúvidas a melhor blind do programa, pois Blaine é simplesmente incrível. Ele tem uma voz que não dá pra explicar, só sei que estou extasiado até agora com essa apresentação. E sua ida ao team Blake foi mais que sensata, se tornou uma adição e tanto lá.

Let: Que voz é essa??? Também achei o match entre Blaine e Blake perfeito, impressionante como o time do coach está cada vez mais forte.

Luke: Claramente um competidor a altura do coach que é Blake. A voz dele é suave e interessante de se escutar. Blaine se entregou inteiramente a canção, e fez dela uma maneira de expressar sentimento e emoção. Achei muito bem trabalhado e com grandes chances de seguir crescendo por aqui.

 

Ponciano Seoane – “Home” 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=DRQsTP3Nrmw[/youtube]

Bernardo: Que apresentação linda! Gosto muito dessa música do Phillip Phillips desde os tempos de American Idol, mas o importante é que ele conseguiu dar sua impressão e me agradou muito. Além disso, vale ressaltar, sempre muito bom ver um americano com descendência cubana participando de um programa como o The Voice.

Edu: Ponciano veio como quem não quer nada, e veio com uma música tão linda ainda pra ajudar. Espero muito pelos próximos passos dele na competição, e espero profundamente que ele não me decepcione.

Let: Tô no chão depois dessa audição linda! Ponciano colocou tanta personalidade nessa apresentação, e essa música é tão maravilhosa, já virei fã. Pode não ser a melhor voz, mas song choice é quase tudo, né amigos!

Luke: Essa canção realmente tem seu toque de emoção e Ponciano soube muito bem apresentar isso ao público e aos jurados. Ainda tem pontos a serem ajustados, mas promete desenvolver bem durante a competição.

 

Josette Diaz – “Love Yourself”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=il0BTOHKpMo[/youtube]

Bernardo: Excelente maneira de encerrar a noite. Acredito que ainda há muito trabalho para ser feito nesse material que Josette nos trouxe, mas é uma excelente adição para o time da Miley, basta que ela, agora, saiba como corrigir os problemas da senhorita Diaz.

Edu: Eu sempre digo que não gosto de “Love Yourself”, e hoje cheguei a conclusão de que o problema não está na música, e sim no intérprete. Todas as versões que escuto dela são infinitamente melhores que a do próprio Justin, e essa de Josette foi simplesmente uma das melhores que já ouvi até hoje. Miley fechou seu time em grande estilo.

Let: Amei Josette com o tom lá em cima, para fazer uma versão deliciosa dessa música. Claro, ela ainda tem muito para melhorar, mas potencial é o que não falta.

Luke: Também achei bem intrigante e própria a versão de Josette à canção. A música trabalha várias alterações vocais durante uma mesma faixa de tonalidade, e isso foi muito bem apresentado. Miley ganhou uma competidora e tanto para seu time.

 

Com isso, os coaches fecharam seus times com as seguintes adições:

Team Adam: Johnny Rez, JSoul, Natasha Bure, Ponciano Seoane

Team Alicia: Whitney & Shannon, Belle Jewel, Kylie Rothfield

Team Blake: Courtney Harrell, Tarra Layne, Blaine Long

Team Miley: Maye Thomas, Charity Bowden, Josette Diaz

 

Na próxima semana começam então as battle rounds, e agora a competição começa a ficar bem acirrada. Até quinta que vem!