The Voice US – 11×22/23 – Semifinal

Imagem: NBC

Imagem: NBC

Continua após as recomendações

A temporada do The Voice US está em seus momentos decisivos, e enfim estamos na semifinal. Dos oito últimos sobreviventes, quatro voltaram para casa e a outra metade seguindo então para a grande final. Performances memoráveis, outras esquecíveis, duetos e injustiças resumiram essa semana sangrenta do programa. Chega mais!

 

Continua após a publicidade

PERFORMANCES

 

Christian Cuevas – “To Worship You I Live”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YMKs5VPb0Qs[/youtube]

Bernardo: Adorei essa performance do Christian. Não acredito que foi a melhor performance dele nessa temporada, a produção ajudou a transformar essa apresentação em algo grandioso e espetacular, como uma semi-final requer. Entretanto, Christian trouxe paixão, vontade e muito, mais muito sentimento.

Edu: A performance começou bem morna, mas foi incrível a evolução que teve. Acho fascinante a forma como Christian se entrega às apresentações, a forma como se envolve. Tenho certeza que isso conta e muitos pontos a favor de sua permanência na disputa. Mas agora vem cá, O QUE FOI AQUELE FINAL? Estou todo arrepiado até agora.

Luke: Também percebi um avanço incrível da performance. Christian tem uma excelente voz e trabalhou muito bem a canção. A presença de palco dele foi ótima, e me surpreendeu muito. Com certeza tem um dedo de Alicia por aí… mandou muuuito bem.

 

Aaron Gibson & Wé McDonald – “FourFiveSeconds”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=vtcrUReL0tQ[/youtube]

Bernardo: Que dueto maravilhoso. Aaron, felizmente, se arrastou até aqui para nos proporcionar essa parceria impecável com a Wé. Excelente.

Edu: QUE TIRO! A potência da voz de Wé com o incrível controle de Aaron, junto com um hino gravado por ninguém menos que Rihanna e Paul McCartney, não tinha como o resultado ser diferente.

Luke: Eu amo tanto essa música e o que eles fizeram me proporcionou ainda mais admiração por ambos. Foi muito incrível, e são dois cantores que merecem continuar.

 

Ali Caldwell – “I Will Always Love You”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hEfM7sz9g6g[/youtube]

Bernardo: Essa música é um clássico, seja qual parâmetro você esteja usando para avaliação, Whitney Houston imprimiu uma força impressionante nessa canção. Ali não só conseguiu ir além disso e entregar tudo o que a música requer, mas tirou um grande proveito de toda a estrutura que a produção montou aqui. Maravilhoso, simplesmente maravilhoso.

Edu: O QUE FOI ISSO? Ali começou bem fraca, meio perdida, mas a evolução foi gradual e surpreendente. E o que foi a parte em que ela chega ao clímax da canção? Nessa hora eu estava boquiaberto, arrepiado, levando inúmeros tiros de bazuca. Não estou sabendo viver depois dessa performance, e minha cara no final de tudo isso foi igual a de Miley. ALI TEM QUE ESTAR NA FINAL DEPOIS DESSA!

Luke: Eu gosto muito das apresentações da Ali, aprendi isso com o tempo. E dessa vez ela veio mais do que incrível. O hino de Whitney Houston foi muito bem representado, e prova por A + B, que a cantora necessita de estar na grande final.

 

Brendan Fletcher – “Angel”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=84H_dzkTwh4[/youtube]

Bernardo: Para todos aqueles que acompanham meus comentários desde o início da temporada, vão perceber que meus elogios, apesar de algumas ressalvas, quanto ao talento do Brendan têm sido frequentes, em alguns momentos diria que até repetitivos. Porém, dessa vez não tem como perguntar outra coisa do que – o que aconteceu aqui?

Edu: Brendan, amigo, você é incrível, mas a essa altura do campeonato vacilo dessa proporção não pode, cara. Performance fraca, tediosa e esquecível.

Luke: Realmente fiquei surpreso com essa apresentação aquém do esperado. O rapaz estagnou no just ok, e não passou veracidade e emoção ao cantar. É um cantor incrível, mas esse erro pode não ser perdoado.

 

Josh Gallagher & Sundance Head – “Feelin’ Alright”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=b0r6dOwbCJ8[/youtube]

Bernardo: Lembra daquelas aulas de química que você aprendeu que o negativo não é atraído por outro negativo? Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu quando colocou-se estilos extremamente parecidos juntos – uma apresentação sem personalidade e profundidade.

Edu: Achei incrível como a voz de ambos ficou bem uniforme e constante, mas o primeiro dueto foi anos luz melhor.

Luke: O primeiro dueto foi Infinitamente melhor, mas esse não foi de tudo ruim. Ficou um just ok em comparação a qualidade dos cantores. Estão na zona de risco, mas podem fazer grandes coisas.

 

Wé McDonald – “Scars To Your Beautiful”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=r_iMkuYXVdg[/youtube]

Bernardo: A intenção e a ideia eram realmente muito boas, mas qual foi o problema? Wé não conseguiu ir além das pretensões positivas. Ao meu ver ficou uma sensação de querer mais, quando sua apresentação terminou cheguei a pensar que era uma forma de aquecimento para o grande show que estava por vir.

Edu: Amo Wé, mas essa song choice não lhe foi nada benéfico.

Luke: Um dueto incrível de primeira, mas uma apresentação solo pouco expressiva. Esperava um pouco mais de Wé desta vez.

 

Aaron Gibson – “(Everything I Do) I Do It For You”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LhwWTadg1bc[/youtube]

Bernardo: Pode parecer que não, mas eu gosto muito do Aaron. Acredito que ele não foi bem sucedido em passar sua mensagem de eficiência, e mais uma vez ele pecou no mesmo problema de antes – escolha errada de música. Está chegando a hora, meu bem…

Edu: Aaron você já pediu música no Fantástico, mas está na hora de dar tchau. Como pôde assassinar esse clássico do Bryan Adams, que tanto amo?

Luke: Mais um que permanece na berlinda com song choices não muito adequadas.

 

Billy Gilman & Christian Cuevas – “Unsteady”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=e5R2V7Nnvpo[/youtube]

Bernardo: Se me permitem o trocadilho com a música, mas essa apresentação foi “um pouco inconsistente” para se dizer o mínimo.

Edu: zzZZzzzZZZz

Luke: Me distrai com tudo durante a canção, mais uma escolha errada que não pode ser feita nessa altura.

 

Josh Gallagher – “Danny’s Song”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=d4QlBFjUINg[/youtube]

Bernardo: Quase dormi aqui, Senhor!!!!

Edu: Próximo, Silvio!

Luke: Não gosto muito desta canção e a apresentação foi sofrível.

 

Ali Caldwell & Brendan Fletcher – “It’s Only Love”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=RRTpmTwWCWI[/youtube]

Bernardo: Quando essa apresentação começou eu disse a mim mesmo, senta que lá vem mais uma bomba. Felizmente, essa sensação permaneceu até quando Ali começou a cantar. Que performance sensacional, deliciosa de assistir e impressionante ao mostrar que Brendan tem mais um talento surpreende na guitarra.

Edu: SHIPPO ESSES DOIS LOUCAMENTE! Agora sim, sem sombra de dúvidas, que esse foi o melhor dueto da noite. Maravilhosos!

Luke: Ainda acho que o primeiro foi melhor, mas esse foi quase tão incrível quanto. Dois grandes cantores que fizeram um ótimo trabalho juntos.

 

Sundance Head – “Love Can Build A Bridge”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VF3sebS9UWI[/youtube]

Bernardo: Depois de um dueto horroroso com o Josh, temos Sundance entregando muito mais do que uma redenção, mas sim uma performance fantástica, memorável, impressionante e que não deve servir de orgulho apenas para ele, como também para os técnicos e os telespectadores. Maravilhoso!

Edu: Eu estou sem palavras. Sundance não para de surpreender, que performance incrível. O controle vocal que o rapaz possui é de outro mundo, e a forma como ele se doa em suas apresentações. Outro que merece e muito estar na final.

Luke: Essa música é uma explosão de sentimentos e essa apresentação foi na altura. Sundance não fez um dueto incrível, mas veio com uma apresentação solo arrebentadora. Merece muito estar na grande final.

 

Billy Gilman – “I Surrender”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=WFGmAyGBid4[/youtube]

Bernardo: Sem palavras, simplesmente sem palavras para descrever essa performance arrebatadora do Billy.

Edu: A única coisa que tenho a dizer, é que não consigo sair do chão depois dessa performance.

Luke: Compartilho do mesmo sentimento do Edu, kkkkk…

 

 

BOTTOM

 

Christian Cuevas – “I Can’t Make You Love Me”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=0W1g4skfhH0[/youtube]

Bernardo: Eu já esperava que ele estivesse aqui, pois estamos na semifinal. e é um grande pecado acreditar que os telespectadores levaram em conta o conjunto da obra. De qualquer forma, “I Can’t Make You Love Me” foi deliciosa de assistir.

Edu: Uma música linda e, como sempre, Christian cantou com a alma, e isso é o que mais gosto no candidato.

Luke: Christian passa muita verdade com as canções. Realmente mostra a que veio e o quanto merece continuar na competição.

 

Ali Caldwell – “Sledgehammer”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=P9QsyeCQTMM[/youtube]

Bernardo: Não consigo acreditar que Ali esteja aqui, sinceramente essa gente não sabe votar. Felizmente, temos aqui uma artista completa que mesmo frustrada, conseguiu mostrar o porquê merece ir a final e o que fez chegar até ali.

Edu: Ali é muito rainha, não é gente? Fico me perguntando porque demorei tanto para gostar dela. Sua evolução foi sempre constante na disputa, e acho que dos três ela é a que mais merece a última vaga na final por conta disso. A performance foi bem consistente, apesar de que para um instant save tenha sido um pouco mais do just ok.

Luke: Não entendi muito bem a posição de Ali por aqui, mas ela mostrou o porquê deve ficar. Foi uma boa performance ao meu ver. A evolução dela foi bem linear durante toda a competição até hoje e merece estar na próxima semana.

 

Josh Gallagher – “I Drive Your Truck”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=mAUnMk_Wj9A[/youtube]

Bernardo: Mais um que eu já esperava nessa condição. Felizmente ele finalmente conseguiu mostrar todo aquele talento acumulado dentro de si. É uma pena que tenha demorado tanto tempo, mas é a vida.

Edu: Depois de muito tempo, finalmente Josh voltou a fazer uma performance, pena ser tarde demais para isso.

Luke: Foi muito boa, mas agora é meio tarde. Apesar de que a votação nos USA quase nunca vem como esperado.

 

 

ELIMINAÇÕES

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=C8AM3AuhNeY[/youtube]

Bernardo: Minha expectativa quanto às eliminações são tão baixas, que assisto os resultados de peito aberto, esperando qualquer coisa, desde os mais grotescos até os mais esperados. De qualquer forma, eles conseguiram me deixar extremamente irritado desta vez. Como pode uma artista do nível e talento de Ali ser descartada dessa forma? Ainda mais pelo Josh, que resolveu cantar nos momentos derradeiros? No geral eu estou sim, satisfeito com o time de finalistas desta temporada, acredito que reflete o ano forte que tivemos depois de grandes lambanças feitas no passado, mas Josh melhor que Ali e Christian? Acho que não.

Edu: Aaron e Brendan foram os piores realmente na primeira noite, e pra mim foi triste ver o candidato do team Adam ser eliminado diretamente, sem tentar o instant save. Mas é aquilo lá, ele entrou numa zona de conforto em que a essa altura do campeonato não pode acontecer, e deu nisso. Agora vamos falar do bottom mais injusto da história. COMO ASSIM JOSH NA FINAL? Olha, estou bem decepcionado com esse público medíocre que não sabe votar, pois o candidato esteve bem inconstante nas últimas semanas, e as apresentações de Christian e Ali foram bem superiores a dele. Tudo bem que dos três o rapaz foi o que se saiu melhor no instant save, mas mesmo assim o público deveria ter considerado a trajetória de cada um deles ao todo.  A última sobrevivente do team Miley vinha evoluindo a cada semana, e já estava começando a considerar uma pequena hipótese dela conseguir barrar o título de Billy e Wé, pois pra mim um deles levará essa temporada, obviamente.

Luke: Brendan e Aaron realmente não foram o maior sucesso. Algumas vezes ficaram em um just ok, mas a essa altura da competição eles deviam ser incríveis. Christian e Ali terem saído foi uma das maiores injustiças. Na verdade Christian é muito bom, mas realmente não foi tão incrível quanto Ali, que deveria estar na grande final. Josh ter passado me surpreendeu muito, mas foi o que disse, a votação americana nunca é aquilo que esperamos. Agora nos resta esperar uma final disputada pelos outros 3 que ainda permanecem justamente.

 

O que acharam da escolha dos finalistas? Votem na nossa enquete abaixo de quem deve ser o grande campeão dessa temporada. Até a próxima quinta com a nossa última review da temporada!

Nenhum comentário

Adicione o seu