The Voice US – 11×24/25 – Final

Imagem: NBC

Imagem: NBC

Continua após as recomendações

Chegou o tão esperado momento, de conhecermos o grande vencedor de The Voice. Performances memoráveis, duetos inesquecíveis e um surpreendente resultado. Billy Gilman, Wé McDonald, Sundance Head e Josh Gallagher. Qual deles levou essa décima primeira edição do programa?

 

Continua após a publicidade

PERFORMANCES

 

Billy Gilman – “My Way”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=79j14-CZKUA[/youtube]

Bernardo: Confesso que tive uma sensação de assistir uma apresentação profissional, algo grandioso, pomposo e surpreendente. Não estava esperando isso logo no início. Billy certamente guardou o melhor para o final

Edu: QUE TIRO FOI ESSE? Não tem como não se emocionar com essa performance, com Billy, e não torcer para ele vencer essa bagaça logo de uma vez. Gente, é sério, essa foi de longe uma das melhores performances, senão a melhor dele até aqui. Eu estou arrepiado e em transe até agora com essa obra prima, como sempre digo, Billy é junção mais que perfeita de Jordan e Alisan. DONO DA TEMPORADA!

Let: Essa música arrepia a alma, e foi lindo demais começar tudo com essa versão poderosa e original de Billy para esse clássico. Ficou lindo demais, e como a voz dele estava incrível, foi um match perfeito. Billy só evoluiu ao longo da competição, e merece muito o lugar que ocupa.  

Luke: Eu estou muito impressionado com essa performance. Impressionado de uma forma que fiquei poucas vezes, assistindo a realities musicais. O rapaz é um sucesso desde o começo da competição, mas ele claramente apresentou uma evolução que eu acho incrível em competições assim. Realmente tem minha torcida, apesar de achar que Adam deveria dar chance para outros coaches nessa competição.

 

Josh Gallagher – “Pick Any Small Town”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HuyhEMpAxd0[/youtube]

Bernardo: Nossa, melhorou muito… acho que todos resolveram tomar uma pílula de qualidade repentina, e aparecer nessa final como artistas completamente diferentes. Senti emoção, paixão e uma força muito particular nessa apresentação, como se tivesse contando sua trajetória de vida até ali em pouco mais de três minutos. Inspirador!

Edu: E não é que gostei do single de Josh? O refrão tem uma pegada chiclete, que gruda na cabeça, além de ser mega fácil de decorar. O rapaz parece que vai seguir uma linha rock/country, e convenhamos que combinou completamente com seu estilo. Sucesso fora da disputa, mas ganhar você não vai.

Let: Tenho uma preguiça gigante desse tipo de country, acho chato, puro sono e foi tudo isso que senti com esse single de Josh.

Luke: Confesso que amei essa canção!! O clipe dela, lançado na competição esta semana, está em repeat infinito na minha playlist. E tal performance veio de um competidor do qual eu critiquei a permanência na semana passada, e hoje me surpreende. Pode até não ganhar, mas é uma boa voz que tende a ser comercial com o investimento certo.

 

Wé McDonald & Alicia Keys – “Ave Maria”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fbLYiUy3Q7o[/youtube]

Bernardo: Ninguém me avisou que o nível dessa final estaria assim, sinceramente. O que está acontecendo produção? Nunca entendi o porquê dos produtores, participantes e coaches ficavam irritadíssimos quando falavam que o The Voice era um show de calouros. Depois desse dueto, é simples de entender. Essas duas foram lá no fundo da alma, e dançaram uma valsa com meus sentimentos. Não sei nem o que falar mais.

Edu: NÃO ESTOU SABENDO LIDAR COM ESSA FINAL. Depois do tiro de bazuca de Billy, agora foi a vez de Wé vir munida de metralhadora, e a garota não estava sozinha. Acompanhada de sua mentora, a dupla simplesmente destruiu quaisquer estruturas, e não estou conseguindo processar essa performance épica.

Let: NUNCA ESPEREI POR ISSO! Foi incrível, poderoso, gigante, as duas juntas foi lindo demais. Alicia lá com a sua voz doce, e Wé com toda aquela personalidade na voz, cada uma do seu jeito, cada uma mais perfeita que a outra, e quando foram para os falsetes então? Nossa! E essa música emociona qualquer um.

Luke: Acho que nunca vi algo parecido na competição. A apresentação foi um pouco não usual, mas emocionou dos pés a cabeça. Digam o que quiser, mas Alicia foi feita para essa competição. Ela conseguiu completar a estrela que já morava dentro de Wé. Temos cantores incríveis nesta final, e Wé pode dar o azar de não levar essa pra casa, mas terá um futuro garantido e brilhante.

 

Sundance Head – “Darlin’ Don’t Go”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=66xioc75Nys[/youtube]

Bernardo: Sundace tem uma capacidade muito própria de me capturar por tudo aquilo que apresenta no palco. A voz, a força, a emoção e o tipo diferentão tornam esse cantor um artista completo e pronto para vender muitos álbuns. Seja qual for o resultado de hoje, podem ter certeza que acompanharei tudo o que Sundance fizer.

Edu: Depois dessa performance de single inédito, quem é, Josh Gallagher na fila do pão mesmo? Sundance, dono do country, e que fez uma jornada tão impecável, que não será surpresa alguma caso venha a se tornar vencedor, desbancando Billy e Wé. Depois dessa apresentação, agora tenho certeza mais que absoluta de que isso pode acontecer.

Let: O rei cantando a minha single favorita de todas. Amei demais isso daqui, foi perfeito, forte, único. Eu tava aqui ouvindo de olho fechado e tudo, de tão poderoso que foi.

Luke: Sundance sempre passa uma emoção interessante com suas apresentações. Se ele canta uma música divertida, ele faz com que todos levantem e comecem a dançar. Se ele traz uma canção emotiva, ele consegue usar de sua voz e trazer o sentimento necessário. Se ele será o campeão eu não sei, mas que ele tem um sucesso enorme pela frente, isto eu tenho certeza!!

 

Billy Gilman & Adam Levine – “Bye Bye Love”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=5oDcZkfd97Y[/youtube]

Bernardo: Que delícia de música, de apresentação e de dueto. Confesso que me vi apertando o replay mais de duas vezes, de tanto que eu curti. Sempre fui muito fã do Adam, mas não sabia dessa versatilidade toda.

Edu: Que dueto mais delicioso de se ouvir. Eu quase levantei da cadeira, e comecei a dançar aqui. É bacana ver Billy sair da zona de altas notas e gritos, dando vez a um estilo que mostre a versatilidade de sua voz, e que ele pode cantar tudo quanto é tipo de música. Performance extremamente divertida.

Let: A mistura das vozes foi realmente perfeita, tudo combinou lindamente. Edu tem razão, foi mesmo ótimo ver Billy passeando por outros estilos, em que não se exige tanto da sua voz.

Luke: As vozes de Adam e Billy casaram tão bem nessa performance. Gostei do estilo adotado, as luzes e imagens do fundo deram um tom mais interessante à apresentação. Mas senti falta de algo na performance. Não que ela tenha defeitos, vejo mais como um toque a mais de movimento no palco ou figurino que poderia tornar o conjunto um grande sucesso.

 

Wé McDonald – “Wishes”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Gpt-Du3k7NI[/youtube]

Bernardo: Poderia ter escolhido uma música melhor? Não tenho dúvidas disso, mas toda a produção que acompanhou a apresentação, incluindo os backing vocals, acompanhada da sua força de vontade fizeram valer sua trajetória e a nossa atenção.

Edu: Amo Wé, e quem acompanhou meus coments no decorrer da temporada, sabe o quanto fiquei bem dividido durante a edição toda entre ela e Billy. Só achei que esse single não combinou tanto assim, achei bem just ok para os padrões da garota, e francamente esperava por algo mais destruidor e poderoso.

Let: Não achei um single correto para a moça, ficou pesado, chato, do tipo que eu como ouvinte passo longe. Que pena, mas essa é uma dificuldade que sabíamos que Wé teria, adequar sua voz poderosa no padrão de música que ouvimos hoje em dia, e dessa vez não deu.

Luke: Não posso concordar mais com você Edu. Quando vi o clipe da música eu achei meio desconexo. Sua voz estava poderosa e incrível, mas o cenário urbano não encaixou com a voz de estúdio. A apresentação ao vivo não foi tão incrível vocalmente quanto ao clipe, o que já era esperado, mas permaneceu em um just ok arriscado para uma final.

 

Josh Gallagher & Adam Levine – “Smooth”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HwdTm_kVMFE[/youtube]

Bernardo: Que balada deliciosa, Senhor!!! Precisei até escutar duas vezes e dançar um pouquinho. Adam, novamente, mostrou o porquê continua nesse reality show  tantos anos, desde o carisma, qualidade vocal e maturidade artística, até a capacidade de ensinar e corrigir eventuais problemas dos seus “alunos”. Impecável, como sempre.

Edu: Ai essa música, uma das que embalou o começo da minha adolescência, saudades. Olha pra mim essa foi a melhor apresentação de Adam com seus pupilos, por mais que eu tenha curtido ele cantando com Billy, mas essa com Josh a song choice foi extremamente certeira.

Let: Meio que enjoei dessa música para a vida, mas não tem como dizer que essa performance não foi incrível. Parece que foi meio difícil para Josh chegar ao tom correto, o mesmo para Adam, mas no fim foi tudo bom sim.

Luke: Tá vendo como um instrumento, uma banda e backing vocals melhoram 100% de uma performance? Se Billy e Adam tivessem feito isso, seria anos luz além desta performance com Josh. A song choice aqui foi incrível, as vozes foram exatamente nas linhas certas, o conjunto da obra trabalhou muito bem. Eu particularmente gosto da voz de Josh, não merecia esta final, mas merece o sucesso que fez e fará saindo da competição.

 

Sundance Head & Blake Shelton – “Treat Her Right”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=_lZ2OrPY0jU[/youtube]

Bernardo: Gente, eu não aguento uma final assim. O único reality show que me fizera dançar até então foi Dancing With The Stars, apesar de algumas temporadas fracas terem me deixado um pouco sentado. De qualquer forma, e voltando ao assunto, a apresentação de Treat Her Right” foi mais um ponto alto da noite, foi delicioso e um dos momentos mais memoráveis dessa grande final.

Edu: Sundance mais uma vez reinando, mesmo que essa não tenha sido a melhor de suas incríveis performances. PS: ri muito com Adam filmando a performance.

Let: MAS GENTEEE, EU DANCEI AQUIII! Que coisa mais maravilhosa essa apresentação, amei do início ao fim. Foi tudo perfeito, incrível, Sundance e Blake juntos foi a união perfeita. Sei nem mais o que dizer, amei!

Luke: SIM! SIM! SIM! Sabe aquilo que eu disse acima, que faltou na performance de Adam e Billy? Era exatamente isto. Os backing vocals, a banda acompanhando a canção, os dançarinos presentes sem roubar a cena. Aliado a tudo isto, tivemos as brilhantes vozes de Sundance e Blake que me fizeram levantar e sair dançando pela casa kkkk… Realmente uma performance divertidíssima, e que mostra a preparação de Sundance para o estrelato.

 

Josh Gallagher – “Jack And Diane”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ixKYRfCWJrs[/youtube]

Bernardo: Volto a repetir, a minha surpresa referente à qualidade do Josh nessa final. Ele apareceu como um clássico underdog, mas que cresceu, amadureceu rapidamente e agora nos surpreende. Muito feliz e satisfeito quando isso acontece.

Edu: Estava pronto pra descer a lenha em Josh, só que pela terceira vez essa noite e veio com uma performance muito boa. Mesmo assim minha birra com ele continua, pois era para Ali estar no lugar dele, mas enfim…

Let: Olha, não gostei tanto quanto vocês gostaram, mas gostei da nostalgia dessa vibe das músicas dos anos 80/90 com essa pegada na guitarra. Foi bom, mas só isso.

Luke: É difícil criticar uma performance quando o trabalho é bem feito. Pela evolução da competição, Josh não poderia estar aqui, tivemos melhores competidores para este local. Mas já que está e fez um bom trabalho, vou dizer minha opinião. O rapaz tem sim uma boa voz, teve seus deslizes na competição, mas está totalmente apto para um futuro brilhante no country.

 

Sundance Head – “At Last”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cXqLJKnzn2Q[/youtube]

Bernardo: Sundance novamente destruiu tudo, colocou a casa abaixo e apresenta-se como um franco favorito a vencer essa temporada. Essa é uma daquelas apresentações que a gente assiste uma vez, mas daqui a alguns anos têm que retornar para ver o quão sensacional ela foi.

Edu: PODEROSO! O que foi essa performance, meus amigos? Sundance pegou esse clássico maravilhoso de Etta James, já cantado por tantas pessoas, e conseguiu fazer uma versão espetacular. Só sei que depois dessa, quem cantar “At Last” em qualquer reality show musical ao redor do mundo, serei totalmente mais criterioso.

Let: Sundance é, definitivamente, O cara. Que performance poderosa, linda, incrível. Adoro a voz dele e como ela traz personalidade para qualquer canção. De longe o meu favorito dos finalistas, mas né, minha torcida é meio falha.

Luke: Sundance já estava incrível esta noite com todas suas performances, aí ele reservou o melhor para o fim e destruiu qualquer nível que já existia por aqui. “At Last” é uma canção que fica extremamente bem na voz de um grupo bem seleto, e hoje, Sundance faz parte dele. Eu já quero que liberem estas músicas no Spotify logo, para eu colocar o replay e nunca mais parar de ouvir.

 

Billy Gilman – “Because Of Me”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=LqhHBGwqMiE[/youtube]

Bernardo: Terei que que discordar dos meus colegas de comentário, porque não gostei dessa apresentação não, na verdade acredito que foi o inédito mais fraco até aqui. Desculpem, mas não senti.

Edu: Melhor single inédito dos finalistas, disparado. Billy não cansa de surpreender, e essa apresentação foi formidável. Já estou imaginando a winning performance dela, caso o rapaz venha a ganhar.

Let: Foi realmente incrível, Billy conhece sua voz tão bem e sabe o que fica melhor para esse, e esse single prova tudo isso. Foi maravilhoso e já amei essa música.

Luke: Realmente depois dessa eu não sei pra quem torcer. Billy destruiu com a melhor apresentação da noite, de longe. Foi incrível a maneira com que ele conduziu a música de uma forma, ao mesmo tempo, poderosa e leve. O rapaz tem tudo pra ganhar e não sei realmente qual será a decisão americana, mas esta disputa está bem acirrada.

 

Wé McDonald – “Don’t Rain On My Parade”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=RCy4-2QQw-I[/youtube]

Bernardo: Parem tudo, porque eu simplesmente estou no chão, jogado e estraçalhado. Wé nos trouxe um trabalho tão grandioso, puro e forte vocalmente e espiritualmente, que eu nem sei mais para quem estou torcendo.

Edu: Simplesmente sem palavras sobre essa apresentação. Como essa garota ainda consegue surpreender a essa proporção? Gente, é sério, Wé definitivamente não é desse mundo. A jovem nos entregou uma performance poderosa, como sempre, equilibrada e natural. Está difícil essa final, no quesito qualidade.

Let: Não sei nem o que dizer sobre isso aqui, apenas sentir. Foi tudo tão forte, tão poderoso, que tô atirada literalmente no chão. Que voz absurda que essa guria tem, e gente, tão novinha, isso não tem explicação. Rainha da po**a toda é pouco.

Luke: Engraçado que ainda hoje comentava com alguns amigos do site a respeito da performance desta canção realizada por Lea Michele em Glee. Um estouro que emocionou muita gente lá em 2009/2010. Wé veio quase tão incrível quanto Lea e conseguiu me emocionar da mesma maneira, só que um pouco mais contida pela questão da apresentação estática. Enfim, Wé só tem a ganhar na vida depois dessa competição, sendo vencedora ou não.

 

 

SPECIAL PERFORMANCES

 

Wé McDonald & John Legend – “Love Me Now”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=OJqRHJ3jX6w[/youtube]

Bernardo: Confesso que essa parte é aquela que eu mais gosto nas finais. Gostei muito desse dueto, apesar de um pouco desconexo.

Edu: O dueto até que começou bacana, afinal Wé e John juntos era previsto tiro pra tudo quanto é lado. Porém aos poucos a performance teve sua qualidade caindo, e no final tudo estava chato e esquecível.

Let: Eu achei que ficou tudo meio estranho, não curti muito a mistura dos dois, quem sabe porque tenho uma preguiça monstra do John Legend. Pena!

Luke: Eu gostei da maneira com que eles levaram a canção. Entretanto, faltou uma pitadinha de empolgação com a evolução da música. Ficou um just ok não muito interessante para a final.

 

Josh Gallagher & Cam – “Burning House”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=r0Vtm1alCvY[/youtube]

Bernardo: Não gostei, na verdade ficou muito aquém de tudo que eu estava esperando.

Edu: Josh já deu, não é mesmo? Pode ir pra bem longe e levar a miss miojo junto.

Let: Ah foi bem bonito esse dueto, poderia ser inesquecível também, mas não foi.

Luke: É claro e evidente que Josh não leva essa competição, então vamos dar crédito às tentativas. A canção ficou o just ok já esperado. Pelo menos não foi um desastre total a essa altura do campeonato.

 

Sundance Head & Kiss – “Detroit Rock City” / “Rock And Roll All Nite”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=GOFyZ4vPJLY[/youtube]

Bernardo: Acho que não tem o que falar aqui, não é mesmo? Senhor Jesus!!! Mais uma performance histórica em toda a existência do The Voice.

Edu: O QUE FOI ESSE DUETO? Simplesmente o melhor de uma final, desde a oitava temporada. Eu estou boquiaberto, no chão e aplaudindo com as mãos e com os pés a esse espetáculo extraordinário. Depois dessa é questão de honra Sundance ganhar. Desculpa, Wé e Billy.

Let: Genteeee do céu! Como eu pulei com isso aqui. Sundance é tão incrível, que parece mais que ele é o convidado especial. Que performance incrível para nenhum amante do rock colocar defeito.

Luke: Que ideia incrível meus amigos. Nunca imaginei que um dueto entre Kiss e Sundance poderia dar tão certo. Estou pulando aqui em casa até agora. Realmente foi algo muito inesperado, e que casou muito bem. “Rock and Roll All Nite” foi o ápice da apresentação!! Sundance arrebentou com todos os paradigmas.

 

Billy Gilman & Kelly Clarkson – “It’s Quiet Uptown”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=vr3iIr9y4xc[/youtube]

Bernardo: Outro momento que faltam-me adjetivos. Kelly Clarkson já tinha roubado a cena na última temporada do American Idol, e faz o mesmo nesse episódio, de uma maneira ainda melhor, mais sensacional e poderosa, características que essa rainha tem desde o início da sua carreira. Memorável, mais uma vez.

Edu: Silêncio, pois a RAINHA/DONA dos realities musicais está em cena. Que dueto mais lindo deles, me deixou arrepiado, aliás Kelly tem esse dom e Billy também, então não poderia esperar outro resultado além desse. PS: NBC, já passou da hora em contratarem Kelly Clarkson como coach de uma das temporadas do The Voice, hein?! Fica a dica!

Let: Se tem rainha Kelly já sabemos que será tiro, mas gente, não esperava que fosse um tiroteio. Billy realmente combina com Kelly, os dois são lindos juntos, já shippei e podem me julgar, quero os dois gravando esse single.

Luke: Não poderíamos esperar menos, não é? Dois cantores brilhantes em uma canção tão profunda. O resultado foi uma emoção linda e inexplicável. Kelly tem tudo a ver com essa competição, já quero ela em próximas temporadas. Sua voz casou perfeitamente com a de Billy e não poderia deixar de parabenizar o competidor pelo belo trabalho. Merece muito estar aqui hoje.

 

VENCEDOR

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FJLEttcPlOI[/youtube]

Bernardo: Antes de comentarmos sobre o vencedor desta temporada, gostaria muito de agradecer pela oportunidade de comentar mais um ano primoroso e com grandes talentos revelados. Gostei do campeão, acredito que o telespectador americano se redimiu, após escolhas equivocadas em questões eliminatórias desta atual temporada. Estava torcendo muito para Wé, tenho que ser verdadeiro com nossos leitores, principalmente depois da performance impecável de Don’t Rain On My Parade”. Acredito, entretanto, que continuarei acompanhando a próspera carreira dessa artista completa. Foi a primeira temporada do The Voice que eu realmente gostei e me senti satisfeito ao assisti-la por completo. Foram grandes apresentações, enormes fracassos e grandes aprendizados, seja com o próprio programa, vulgo os coaches, e até mesmo com meus colegas comentadores. Até fevereiro de 2017.

Edu: Sundance ganhando foi uma surpresa muito boa, pois sempre achei e também queria que o prêmio fosse dado a Billy ou Wé. Convenhamos que o trio teve poucos deslizes, mas o act do team Blake foi o que errou menos ainda, em relação aos outros dois. Sem contar que praticamente todas as performances do rapaz nessa final foram destruidoras, tanto que ainda estou me recuperando daquele dueto épico com o Kiss. Essa vitória está dividindo opiniões, mas eu achei no final das contas que foi justa sim. Antes ele que Josh, não é mesmo? Estou feliz pelo pentacampeonato de Blake, depois de três temporadas seguidas batendo na trave – em que as duas últimas, pra piorar ainda, seus pupilos eram candidatos totalmente sem sal -, finalmente venceu.

Let: E ganhou quem tinha a minha torcida. Não sou fã do country, mas quando gosto sai da frente. Sundance, desses três, sempre foi o melhor, o mais completo, aquele que tinha a voz mais poderosa e com potencial de conquistar mais apelo comercial. Adorei o resultado (até porque a minha real torcida era da injustiçada Darby) e que vejamos Sundance fazendo muito sucesso por aí.

Luke:  tempos não ficava com tanta dúvida em uma final de TVUS. 3 dos 4 competidores que estavam aqui tinham chances enormes de levar o prêmio para casa. Mas, em competições como esta, nem sempre é interessante ser o grande destaque. Uma estrela desde as audições é cobrada com maior intensidade, é mais suscetível a just oks. Quando se cresce em uma competição, como vimos Sundance fazer nesta temporada brilhantemente, se conquista o carinho do público. A vitória foi sim, justa. Todos os 4 finalistas merecem uma carreira brilhante pela frente, e espero ouvirmos muito mais deles por aí.

Imagem: NBC

Imagem: NBC

O que acharam da vitória de Sundance Head? Venha comentar conosco, e até fevereiro com a nova temporada, que trará Adam Levine, Alicia Keys, Blake Shelton, além da volta de Gwen Stefani. Aliás, a NBC liberou um vídeo promocional em forma de sitcom, já como forma de divulgação da próxima edição.

Até breve, e continuem acompanhando os textos do Team Reality, pois ainda temos os momentos decisivos de The Voice Brasil.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=fkrF5a67p3Y[/youtube]

 

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours