The Voice US – 9×13 – Knockout Rounds

the-voice-us-9x13

Continua após as recomendações

Olá, como estão? Essa semana o The Voice teve exibição apenas na segunda-feira, onde rolou o último programa da fase knockout rounds. Os jurados fecharam finalmente seus respectivos times, e os cinco melhores de cada vão para os playoffs.

 

Continua após a publicidade

TEAM ADAM

 

James Dupré – “Sure Be Cool If You Did” x Shelby Brown – “Jesus Take The Wheel”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wmXzZ05LoWw[/youtube]

Alex: É impressão minha ou o James passou a maior parte de sua performance cantando pro Blake? Anyway, nunca gostei da voz dele, muito menos de sua presença de palco – o meu santo não foi com o dele. E se colocarmos a Shelby para combater com ele é um resultado: quem diabos é James Dupré?

Carol: Shelby deu ao Adam o country que ele tanto queria! Ela abalou tudo, e com essa música era bem fácil ficar boring mas ela arrebentou! A voz do James é muito boa, mas ele fez uma apresentação bem menos digamos assim. Ele não brilhou, mas gostei bastante dele.

Edu: Gente, pelamor, Shelby veio pra destruir, e cada dia mais ela vem me conquistando. Depois dessa apresentação óbvia, quem é James Dupré na fila do pão?

 

TEAM PHARRELL

 

Mark Hood – “Stand By Me” x Siahna Im – “Back To Black”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Fe7kCWJYEDA[/youtube]

Alex: Mark, eu tenho um leve ressentimento de você desde as batalhas, porque não admito que Celeste tenha partido. Reconheço seu talento, mas aqui Siahna brilhou! Ela é uma loba em pele de cordeiro, já que ninguém imagina que aquele vozeirão saia daquela carinha inocente. Fico triste, novamente, porque Pharrell fez essa escolha. Só me resta sofrer, mais e mais.

Carol: Me deu uma síncope olhando Mark cantar, ele não para quieto, mas fez uma boa performance. Siahna estava meio off, a song choice não favoreceu a garota, parecia que estava sofrendo. Boa escolha Phapha!

Edu: Mark não foi o melhor de todos, mas a song choice de Siahna era poderosa demais para ela. Portanto, foi evidente que a vitória seria do rapaz, simples assim.

 

Evan McKeel – “Dare To You Move” x Tim Atlas – “Torn”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=W_ajkjXx_Kk[/youtube]

Alex: Tenho uma paixão indescritível por Torn, mas gente, não foi nada legal. Além dos vários deslizes que Tim fez ao longo da música, a voz dele não casa, de maneira alguma, com a song choice. Isso não quer dizer que Evan foi brilhante, o que não foi. Não senti emoção nele, uma “magia” que tem que exalar no palco.

Carol: Evan mexeu comigo com essa song choice (movie: Walk to Remember), mas senti ele fora do ritmo algumas vezes. Tim tem aquela voz maravilhosa, aí não sei qual escolheria, pois ambos selecionaram bem a música e me emocionaram. Apesar dos deslizes vocais, Tim pecou mais que Evan e perdeu infelizmente!

Edu: Eu fiquei arrepiado com a performance de Evan, como ele foi bem minha gente. Tim até foi também, mas senti que faltou algo, e ele tinha uma canção ótima pra arrasar. Vitória mais que merecida do primeiro act.

 

TEAM GWEN

 

Jeffrey Austin – “Turning Tables” x Kota Wade – “Barracuda”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1l-l1m6UhQk[/youtube]

Alex: É unânime: Kota fez a maior burrada da sua vida ao escolher essa song choice. Sem falar que Jeffrey cantou Adele, não perfeitamente, mas cantou. E gente, Adele é Adele né!?

Carol: Jef tem uma voz maravilhosa, e acertou a mão na emoção com essa música. Pensei que ele iria agarrar o microfone. Kota pecou capitalmente na song choice, pareceu trágico daqui, não sei vocês. Obvio que Jef levaria essa.

Edu: Gente essa música que Jeffrey cantou é amor verdadeiro pra mim, por motivos de Adele. E ele conseguiu dar a emoção exata à música, não criou roupagens desnecessárias e coisas do tipo (hey Max, by The X Factor). Kota não foi mal, mas “Barracuda” é uma música bem intensa e cheia de atitude, indo mais além do perfil da act.

 

Regina Love – “Midnight Train To Georgia” x Riley Biederer – “XO”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6GnYftbf3CA[/youtube]

Alex: Please, don’t judge me, mas não curti a saída de Riley do Team Gwen. Não estou dizendo que a voz de Regina não é estupenda, porque é. Mas ela mais grita do que canta, sem falar que sua presença de palco é, no mínimo, estranha. Já Riley, como Pharrell mesmo disse, é uma superstar. Ela sabe cativar com seus movimentos, seus olhares e, principalmente, com sua voz. Desculpa Gwen, mas dessa vez discordarei feio da sua opinião e darei glória a Deus por Pharrell ter usado seu último steal.

Carol: Regina não surpreende e isso é ruim para a competição, além de parecer estar tendo um ataque no palco. Canta bem, mas sabemos que até no The Voice é preciso ter o X Factor. Já Riley é outro nível, ótima song choice e GWEN CAGOU BONITO E CHEIROSO, mas Phapha é iluminado e fez o seu steal com style! Xoxo Gwen.

Edu: Gente quanto mais rezo, mais cantam em realities essa música tosca da Beyoncé, que pra mim é a pior já feita por ela. Apesar disso Riley conseguiu fazer dela uma versão menos insuportável, obrigado! Sobre Regina? MARAVILHOSA, DESTRUIDORA, DONA DA P#%@A TODA! PS: até o fim do programa a peruca de Regina ainda vai voar longe de tanto que ela chacoalha essa cabeça. Pode maneirar um pouco, o público fica imensamente grato.

 

TEAM BLAKE

 

Emily Ann Roberts – “Cowboy Take Me Away” x Nadjah Nicole – “A Woman’s Worth”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=85PAAr7cxvI[/youtube]

Alex: Não sou pago para aturar uma coisa dessas! Minha gente, minha “Naja” foi bem melhor que essa Emily aí. Blake, tu errou feio boy!!

Carol: Emi foi tão normal, nada puxou para ser impressionante, faltou um temperinho no miojo. Nadjah foi melhor mesmo não brilhando também, fiquei surpresa que Blake escolheu Emi.

Edu: Uma palavra pra Mr. Blake Shelton: AFF! Emily fez uma performance tão sonolenta, mas né foi country, e isso me irrita muito nele às vezes. Nadjah fez uma apresentação espetacular e não foi escolhida? Estou de cara com ele, e não estou digerindo nenhum pouco isso.

 

Depois desses últimos duelos, foram para a próxima fase:

Team Adam: Blaine Mitchell, Jordan Smith, Keith Semple, Amy Vachel, Shelby Brown

Team Blake: Barrett Baber, Ivonne Acero, Morgan Frazier, Emily Ann Roberts, Zach Seabaugh

Team Gwen: Braiden Sunshine, Korin Bokowski, Viktor Kiraly, Jeffrey Austin, Regina Love

Team Pharrell: Madi Davis, Darius Scott, Mark Hood, Evan McKeel, Riley Biederer

 

Na próxima semana começa a primeira fase ao vivo da temporada, os playoffs. Por aqui, o público já adquire o poder de decisão, e os jurados o último veredito, para então dar início pra valer dos live shows. A nova fase promete vir com algumas novidades que são além do primeiro programa com Gwen e Blake oficialmente como namorados.

Gostaram das escolhas?

Vale lembrar que o programa, excepcionalmente, será exibido segunda, terça e quarta. Portanto nosso próximo encontro será dessa vez na sexta, ao invés da habitual quinta-feira.

Até semana que vem!

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours