The Voice US – 9×15/16/17 – Playoffs Live Shows

the-voice-9x15-16-17

Continua após publicidade

Demorou, mas os lives shows finalmente começaram, quer dizer… quase. Essa foi a última fase onde os jurados tinham poder  de decisão sob seus candidatos. Agora é o público que decidirá o rumo da competição.

Continua após a publicidade

Algumas performances memoráveis, outras esquecíveis, escolhas justas e outras não. A novidade que tanto falaram foi o poder de cada jurado em dar uma segunda chance àqueles acts que acabaram sendo eliminados nas fases passadas. É claro, que também contamos com a presença do último vencedor do programa, Sawyer Fredericks, que apresentou seu novo single.

Continua após publicidade

Venha ver conosco que foi para o Top 12:

 

Continua após publicidade

TEAM ADAM

 

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Blaine Mitchell – “Never Tear Us Apart”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=EAfBv5Wd94c[/youtube]

Alex: Live shows, para mim, é aquele momento que o act tem que mostrar tudo e mais um pouco. A voz de Blaine é linda, isso não podemos refutar, mas a song choice não foi lá essas coisas. O que faltou aqui foi ousadia, sair um pouco da zona de conforto…

Edu: Adoro por demais essa música, e Blaine foi bem fiel à versão original. Talvez tenha sido por isso que esperava mais da apresentação, pois justamente faltou uma dose de ousadia nessa performance.

Lucas: Eu não estava esperando muito do Blaine e fiquei absurdamente impressionado com essa performance. Gostei muito da maneira que ele cantou, como o Duh comentou, foi bem fiel à versão original e o resultado foi ótimo!

 

Keith Semple – “To Be With You”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=DcisCTlWbhs[/youtube]

Alex: Gente, podemos dizer adeus a ele? Próximo!

Edu: Gente achei tão desconexa essa versão, que song choice erradíssima para Keith. A sensação que tive fechando os olhos é como se o Zezé Di Camargo estivesse no programa do Faustão cagando com esse maravilhoso clássico de Mr. Big, faltando apenas o “quem sabe faz ao vivo”. Próximo, pelo amor do pai amado!

Lucas: Eu bem tentei gostar, mas não rolou.

 

Shelby Brown – “You’re No Good”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=yTDfpnXO5Fs[/youtube]

Alex: Alguém me explica por que o Adam só está escolhendo músicas com pegada country para seus acts? Cara, você não é Blake e isso está estragando, consideravelmente, seu time. Shelby foi brilhante até a semana passada. Dessa vez ela simplesmente decaiu drasticamente, e culpo isso pela song choice.

Edu: Gente, o que aconteceu com minha menina Shelby? Simplesmente detestei a performance, e percebi em alguns momentos que ela esteve meio que pouco à vontade. Depois dessa, sei não se ela vai para o Top 12.

Lucas: A voz dessa mulher é de outro mundo, só não fiquei muito feliz com a song choice. Achei que ela fez um baita trabalho, porque a performance foi ótima e ela definitivamente não vai pra casa por enquanto, mas queria que Adam tivesse escolhido algo diferente, algo que explorasse um pouco mais esse potencial enorme que ela tem.

 

Amy Vachal – “The Way You Look Tonight”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6IUH4IAYs8w[/youtube]

Alex: Sabe o que faltou pra performance ser maravilhosa? Uma brincadeira no palco, umas voltas ou sei lá o que. Digo isso porque ela foi perfeita: a suavidade na voz, a suavidade na presença de palco… Tudo foi harmônico e coeso com o que foi pedido.

Edu: Gente que performance mais delícia essa, simplesmente curti. Amy se entregou na medida certa à música, mas mesmo assim não estou totalmente confiante de que ela passará para a próxima fase. Tomara que sim.

Lucas: Como não se apaixonar por essa mulher gente? Ela é linda e tem uma voz ainda mais maravilhosa! Concordo que não foi nada assim espetacular, mas nem foi necessário, porque Amy é aquele tipo de artista que te conquista com esse tom suave e delicioso. Fiquei aqui, de olhos fechados viajando junto com ela.

 

Chance Peña – “Barton Hollow”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=2WdrFxjVzOY[/youtube]

Alex: Mas a música se resume, basicamente, a “oohhh”… Tem nem como te defender migo.

Edu: Coisa boa Adam ter dado segunda chance para Chance (sem trocadilhos, por favor). Apesar disso, diferente de Ellie no Team Gwen, o rapaz poderia ter aproveitado melhor essa sua oportunidade de sobrevida na competição. A performance não foi ruim, mas senti que faltou uma pitada de alguma coisa nela.

Lucas: Adoro Chance, fiquei super chateado quando ele foi eliminado, mesmo tendo errado feio na última song choice e pulei da cadeira quando vi que Adam tinha dado uma nova chance pra ele. A voz dele é ótima, porém novamente o problema foi a song choice. O cara tem um potencial enorme, mas essa música não ajudou muito. Vou torcer pra ele continuar na competição, mas…

 

Jordan Smith – “Halo”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FCCoWOTQ918[/youtube]

Alex: Meu querido Jordan, gostaria de lhe dizer uma coisa: AINDA PRECISO DO MEU CORAÇÃO, OK? Mas sério, quando vi que ele iria cantar essa música, cogitei que ele fosse fazer algo muito além da sua tonalidade, cantando totalmente em falsete. Mas ele trouxe a música ao seu tom e simplesmente arrebentou. Foi suave, harmônico, com presença de palco… De longe a melhor performance até aqui, e uma das melhores, senão a melhor, da temporada.

Edu: APENAS A MELHOR PERFORMANCE DA TEMPORADA!! Gente do céu, que apresentação mais destruídora essa de Jordan. Quando eu penso que não tem mais como o rapaz nos surpreender, ele vem com algo esmagador, com uma versão totalmente intensa desse grande clássico de Beyoncé. Foi lindo, emocionante, me arrepiei, chorei, fiquei sem palavras, aplaudi de pé. Fim!

Lucas: Gente do céu, continuo aqui destruído depois dessa performance. Sério, o que foi Jordan? O QUE FOI? Por favor, alguém me explica como uma pessoa consegue pegar “Halo” da Beyoncé e cantar de uma maneira ainda mais maravilhosa? Gente, como pode? Foi lindo, maravilhoso, perfeito, de arrepiar! Terminei a performance e voltei pro começo novamente, porque merece e sei que vou continuar assistindo por um bom tempo. A melhor da noite e se duvidar a melhor de toda a temporada! Espetacular!

 

TEAM GWEN

 

Regina Love – “Hello”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=oVnacryeASg[/youtube]

Alex: Por favor, alguém me explica o que tem na cabeça de Gwen em escolher essa música para Regina? Sério, ela até tem algumas semelhanças vocais com Adele, principalmente no refrão da música, se fosse bem trabalhado. Porém, Hello, e principalmente Adele, não é somente questão vocal: é sua postura no palco. A verdade é que Regina estragou, de todas as maneira possíveis, a música e estou procurando, incessantemente, um modo de apagar isso da minha memória.

Edu: Ela conseguiu estragar essa maravilhosa música de menina Adele, e isso jamais perdoarei. Vaza para outro planeta, filha!

Lucas: Quando vi que ela iria cantar essa música já achei que não tinha sido uma boa jogada, mas não achei que foi assim totalmente ruim. Claro que ainda concordo que Gwen deveria ter escolhido outra coisa, mas Regina tem essa voz gigantesca e conseguiu entregar uma performance bacana!

 

Korin Bukowski – “Adia”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FX1WkKLfvHk[/youtube]

Alex: Por mais que sua voz seja perfeita, se não houver segurança no que você está fazendo, sua voz mostra a ausência de algo. E assim foi a performance de Korin: ela tem uma voz linda, mas a ausência de emoção e insegurança, que estava estampada no seu rosto, afetando todo um conjunto da obra.  

Edu: Por mais que seja uma música serena, “Adia” é bastante complexa de se cantar. De todas as versões cantadas, nenhuma chega aos pés de minha amada Avril Lavigne, que chegou superar a original. Korin até que foi fiel, mas a senti meio perdida em diversas vezes, e acho que isso possa implicar de alguma forma em sua classificação no Top 12.

Lucas: Adoro a voz dela, mas foi mais uma song choice que me deixou aqui meio na dúvida. Mesmo assim, achei que Korin entregou uma performance deliciosa, sem contar que ela estava linda naquele palco.

 

Ellie Lawrence – “Ex’s & Oh’s”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VjhUzGyTrGw[/youtube]

Alex: Isso se chama surpresa, porque nunca esperaria que Gwen fosse trazer Ellie de volta. E por incrível que pareça, a surpresa foi dupla, porque aquela act tão fraca no início da competição voltou com tudo, performando com tudo. Ela soube cantar com emoção, soube usar sua linguagem corporal e, pela primeira vez na noite, explorou o palco. Então Gwen, eu te amo ainda mais por isso!

Edu: Quando soube que Gwen deu a segunda chance para Ellie retornar à competição, juro que fiquei meio com um pé atrás, afinal a trajetória da garota não foi uma das melhores. Apesar disso, me surpreendi e positivamente com a act, pois ela mandou hiper bem em sua performance e, na minha opinião, foi uma das melhores da noite. Talvez o problema dela durante todo esse tempo tenha sido o mal da song choice.

Lucas: Olha, lembro de ter gostado das performances da Ellie e também fiquei feliz por ela ter recebido uma segunda chance, mas pra ser bem sincero não consegui gostar tanto assim. Ela cantou bem, de o melhor de si naquele palco, mas pra mim essa música não funcionou muito.

 

Jeffrey Austin – “Say You Love Me”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=TbratncCutk[/youtube]

Alex: Gente, bora pro próximo, porque Jeffrey arrasou e não tem o que falar.

Edu: Não gosto muito dessa música, porém Jeffrey a fez ficar suportável por um momento. Foi tão boa, e ele se entregou de forma tão única, que ele passa para a próxima fase fácil, pelo menos assim espero.

Lucas: Pra mim Jeffrey foi dono da segunda melhor performance da noite. O cara cantou com a alma. Essa é aquela música que deixa qualquer pessoa no chão e o cara mandou muito bem! Essa voz te faz viajar e se emocionar!

 

Braiden Sunshine – “Everything I Own”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JD0xj5LCfUo[/youtube]

Alex: Isso não é Braiden, nem aqui nem lá nos Estados Unidos. Que mudança no visual foi essa? E parece que isso afetou a potência vocal dele, que estava terrível. Gente, não!

Edu: Convenhamos que essa não foi a melhor performance do garoto, mas não foi nada de ruim. Apesar de não ter uma noite tão favorável, ainda aposto em Braiden ir longe na competição. PS: pelo amor de Deus parem de fazer escova na criança, parem de forçar a amizade.

Lucas: Pra mim ele começou bem, eu estava aqui super curtindo o início da performance, mas parece que quando chegou no refrão o guri perdeu o controle. Definitivamente não foi o melhor momento dele na competição.

 

Viktor Király – “All Around The World”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cJEjQxuc5yk[/youtube]

Alex: Ele não tem a melhor voz do continente, e to me perguntando o que ele está fazendo ali. Mas convenhamos que presença de palco e carisma ele tem. Mas o que conta é a voz  né, então…

Edu: Amigo, apenas não colou. Adeus!

Lucas: Ele tem uma voz super talentosa, mas meu problema com o cara é que acho muito mecânico, sem emoção, então não consegui gostar muito.

 

TEAM PHARRELL

 

Darius Scott – “Love Lockdown”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=SNRvs0zsJJQ[/youtube]

Alex: Não pago internet e nem assisto The Voice pra ver isso. Sério, foi sofrível!

Edu: Pra ser sincero? Odiei e me distrai com outras coisas aqui.

Lucas: Eu gostei. Não achei a maravilha da noite, mas ele tem uma voz bacana e se esforçou bastante.

 

Evan McKeel – “Overjoyed”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=T5P6NBT4hQc[/youtube]

Alex: A DANCINHA DELE NÃO FOI LEGAL! E tá faltando energia nessas apresentações.

Edu: Queria estar morto!

Lucas: Poxa cara, tu me decepcionou com essa. Esperava bem mais da performance e realmente foi bem ruim.

 

Madi Davis – “Songbird”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FnuYd6Pa9vw[/youtube]

Alex: ZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZzZz…

Edu: E o passarinho morreu…

Lucas: Essa voz da Madi é muito maravilhosa! Fico apaixonado no momento em que ela começa a cantar. Gostei bastante da song choice e a performance foi muito boa!

 

Celeste Betton – “Something In The Water”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=86wbEfUQZPE[/youtube]

Alex: FELICIDADE DEFINE!! Sério, eu estou tão radiante pelo retorno de Celeste que o notebook quase voa na parede, porque de fato pulei de alegria. E se isso não fosse suficiente, ela retorna de maneira triunfal, trazendo aquilo que estava faltando na segunda noite de playoffs: emoção, energia, potência vocal. Melhor performance da noite, sem sombra de dúvidas! E americanos, não façam a besteira de eliminá-la, grato.

Edu: Depois da burrada que fez, Pharrell utilizou seu poder de segunda chance em Celeste, ainda bem. E olha, ela voltou com estilo, e foi finalmente a primeira performance dessa desastrosa segunda noite de playoffs que eu realmente gostei.

Lucas: Mas gente, pulei da cadeira quando vi que Pharrell tinha trazido ela de volta, até porque foi a maior burrada que ele fez. Enfim, ela voltou COM TUDO! Vi mais cedo que alguém tinha escolhido essa música maravilhosa e gigante pra cantar, mas não sabia quem era e tipo, Celeste tombou bonito. Que voz! Que performance!

 

Riley Biederer – “Should’ve Been Us”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=94WM8ZQmo3o[/youtube]

Alex: Espero que Gwen esteja remoendo a decisão de ter ficado com Regina e veja a besteira que fez. É inegável o talento de Riley, seja a voz ou a presença que ela passa ao subir no palco. Parece sim que estamos vendo um show de uma diva do pop, por que ela tem essa característica, que aumenta a possibilidade dela ir longe na competição.

Edu: Maravilhosa! Depois da performance da Regina na noite anterior, torço do fundo do meu coração que Gwen esteja profundamente arrependida de ter perdido Riley. Já quero ela no Top 12 para ontem.

Lucas: Ela estava muito, mas muito gata no palco, isso preciso dizer! Já a performance também foi ótima! Ela dominou bonito durante todo o tempo e se entregou.

 

Mark Hood – “What Do You Mean?”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ORf054ZoU1I[/youtube]

Alex: Foi legal, foi muito legal. Mas se não tivesse dançado seria melhor.

Edu: Mas gente, foi um milhão de vezes melhor que a versão original. Eu fiquei boquiaberto com tamanha qualidade dessa performance, sério. Depois dessa, quem é Justin Bieber na fila do pão?

Lucas: Tu ta falando sério Duh? Definitivamente fui a única pessoa que não gostou. Achei que a música não combinou com Mark, sei lá, pra mim não rolou mesmo.

 

TEAM BLAKE

 

Ivonne Acero – “One Of Us”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=et73WT-OCSY[/youtube]

Alex: Sou apaixonado pela Ivonne, desde a primeira vez que a vi. Honestamente, a performance não foi horrível, pelo contrário: teve potência vocal, linguagem corporal e, principalmente, deu pra sentir a emoção fluindo da act. Mas sabe quando você sente a ausência de algo e não consegue dizer o que é? Pronto, me encontro assim, procurando o que faltou.

Edu: Saudades anos 90, quando a maioria das músicas prestavam. Ivonne começou com uma versão fiel da original, até aí tudo bem, exceto o momento em que, no decorrer da apresentação, ela foi acrescentando firulas na mesma. O resultado? O que era para ser algo memorável, se tornou num verdadeiro desastre gratuito.

Lucas: Já estava aqui preocupado, porque pensei que essa música não iria funcionar pra ela. Que nada gente, achei que ela mandou super bem, principalmente na segunda parte da música.

 

Morgan Frazier – “Lips Of An Angel”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AfcHR2utDXE[/youtube]

Alex: Então, vamos falar da TekPix?

Edu: Graças a Deus que não tinha nenhuma gilete do meu lado.

Lucas: Definitivamente não foi a melhor performance dela na competição.

 

Zach Seabaugh – “Brand New Girlfriend”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UIK3STSKyWg[/youtube]

Alex: Tá ai uma outra performance que merece destaque. Zach tem uma voz linda, que infelizmente tende ao country. Mas ele soube trazer uma batida dançante para a apresentação e mais: ele soube brincar, seja com expressão corporal ou facial, durante todo o tempo que permaneceu no palco. To na vibe dançante e me julguem.

Edu: Olha eu não só curti, como me deu vontade de sair dançando.

Lucas: Achei excelente! O cara tem aquele vozeirão todo, mas gente, aquela presença de palco dominou bonito e ele conquistou todo mundo que estava ali assistindo. Deu vontade dançar junto. Mandou muito bem e duvido que seja eliminado dessa vez.

 

Nadjah Nicole – “Upside Down”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=qiJmau_dZ0s[/youtube]

Alex: Nadjah is back! E vou concordar com o Lucas: esperava mais, bem mais, algo realmente triunfal.

Edu: Outra que saiu injustamente e que teve retorno triunfal. Claro que não foi nada extraordinário, mas Nadjah marcou seu território, com banca de diva. Apesar disso, estou um pouco receoso de seu futuro na competição.

Lucas: Adorei Nadjah voltando, mas em relação a performance eu estava esperando mais. Achei que ela não começou bem, mas pelo menos foi crescendo com a música, embora poderia ter sido bem melhor.

 

Emily Ann Roberts – “In The Garden”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=3yYWVizHslY[/youtube]

Alex: …………..

Edu: Que soninho…

Lucas: Que isso Duh? Sacanagi rapaz! Achei a performance tão linda! Adoro a voz da Emily Ann e ela me fez lembrar da Carrie Underwood mais uma vez. A song choice foi perfeita pra ela!

 

Barrett Baber – “I Drive Your Truck”

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=4oFheYDRT3s[/youtube]

Alex: Ah Barrett, eu preciso dos meus feelings ainda cara!

Edu: Quando Barrett decpciona? Outra performance que fiquei boquiaberto, tive que assistir mais de uma vez. Foi emocionante do começo ao fim, e por mim ele já pode ir direto para a final. Só ficou atrás nessa semana de playoffs de Jordan, porque esse sim zerou a vida.

Lucas: Mais uma vez esse cara me surpreendeu. Eu tento não gostar dele, mas assim fica difícil, porque é uma performance melhor que a outra. De longe um forte candidato pra levar a temporada, porque ele mandou muito bem. Música linda, emocionante e ele se entregou completamente com aquela voz potente. Foi realmente excelente!

 

FORMAÇÃO DO TOP 12

 

Alex: É unânime: teams Gwen e Adam são os mais fortes da competição e só não ganham se os americanos fizerem besteira, o que é provável. Em minha opinão, Gwen poderia ter salvo Ellie no lugar de Korin que, nos playoffs, teve uma apresentação cabisbaixa. Seria um team mais up, mais dinâmico. Mas não digo que a escolha por Korin foi um erro, porque seria um erro se fosse Regina… Team Adam, pra mim, é o campeão, e isso não é só pelo fato da presença de Jordan. Shelby e Amy são duas acts potentes para o time que, juntando com Jordan, colocam Adam em uma final fácil. Os outros dois teams são decepção pura e podem sair logo da competição. Até agora não entendo o que deu em Blake de salvar Emily no lugar de Ivonne, e isso nunca vou superar. E não precisamos comentar nada sobre o team Pharrel, exceto que ele pode vazar o mais rápido possível (saudades Riley e Celeste).

Edu: Eu fiquei mega satisfeito com os resultados dos teams Gwen e Adam, que depois dessa fase definitivamente são os mais fortes da temporada, na minha opinião. Eu fiquei morrendo de medo que a jurada acabasse escolhendo Regina, mas ainda bem que ela optou por Korin, apesar de eu ter torcido para que tivesse sido Ellie. Já o vocalista do Maroon 5 mandou hiper bem em escolher Amy, e fiquei com medo do público americano esnobar Shelby por conta de sua performance bem mais ou menos, ainda bem que isso não aconteceu. Blake por sua vez era nítido que o público votaria em Barrett, e fiquei satisfeito por Zach também, mesmo achando que ela não durará muito nos lives shows. A minha grande surpresa por parte do astro country foi dele ter escolhido Emily, depois daquela performance bem parada. Fiquei chateadíssimo que Nadjah saiu de novo. E o pior de todos mesmo foi Pharrell, que na minha humilde opinião está agora com o time mais fraco. Simplesmente os três piores dos playoffs passaram, simplesmente torcendo para que ele já perca todos os seus acts em duas semanas.

Lucas: No final das contas achei que essa primeira votação do público foi bem. O Team Gwen pra mim ficou ótimo.Jeffrey mereceu demais passar depois da performance maravilhosa que teve e Brandon era meio óbvio por ser bem querido, já ela escolher Korin foi uma surpresa, porque eu realmente achei que iria optar por Regina. Blake também terminou bem com seus três finalistas. Barrett mereceu muito aquela vaga e embora não seja o maior fã do Zach, estava imaginando que ele seria bem votado. Já a escolha por Emily Ann também me agradou, porque adoro a voz da guria, mas fiquei triste poe ver Nadjah sendo eliminada novamente. O Team Pharrell pra mim foi aquele onde mais rolou injustiça. Dos três finalistas, a única que realmente me deixou feliz foi Madi, porque adoro demais aquela guria. Agora Evan? Como assim gente? Fiquei aqui sem reação quando anunciaram o nome dele. Ele escolher Mark e deixar Celeste ser eliminada foi um absurdo, me revoltou demais. Quanto a Adam, pra mim o cara tem o time mais forte da temporada e com isso muitas chances de vencer. Alguém por algum minuto achou que Jordan não iria passar? Impossível né? Shelby também sendo bem votada me deixou super feliz, porque mesmo ela não tendo seu melhor momento na última performance, tem uma voz maravilhosa e merece seguir em frente. Ele escolher Amy era até meio óbvio, porque está mais do que claro o quanto gosta da guria. Achei que foi uma boa escolho, mesmo torcendo pra acontecer um milagre e ele salvar Chance (Me julguem).

 

Com isso, vão definitivamente para os live shows:

Team Adam: Jordan Smith, Shelby Brown, Amy Vachal

Team Blake: Barrett Baber, Zach Seabaugh, Emily Ann Roberts

Team Gwen: Braiden Sunshine, Jeffrey Austin, Korin Bukowski

Team Pharrell: Darius Scott, Madi Davis, Evan McKeel

 

O que acharam da formação desse Top 12?