The Walking Dead – 5×01 – No Sanctuary

The Walking Dead 5x01

Continua após publicidade

The Walking Dead está de volta para sua quinta temporada, que começou absolutamente incrível! O episódio No Sanctuary é o segundo melhor episódio da série, perdendo apenas para Days Gone Bye, que apresentava a série em 2010 de uma forma impecável. A season premiere da quinta temporada foi excelente de ponta a ponta, mantendo um ritmo alucinante em todo o episódio, provando que essa temporada promete trazer grandes emoções.

Continua após a publicidade

A quinta temporada está bem diferente, mostrando a nova identidade, que começou na segunda parte da quarta temporada e deve continuar agora com os novos episódios da atual temporada. Nesse episódio, podemos observar que tudo está um pouco mais sombrio e violento, mas também tem momentos de pura emoção e diálogos fortes. Impossível não vibrar a cada minuto ou até mesmo se emocionar no final do episódio, até ser pego vibrando novamente nos créditos finais.

Continua após publicidade

O episódio começa mostrando um pouco da história do Terminus, que realmente era um Santuário, mas acabou sendo invadido por pessoas ruins. Gareth promete recuperá-lo e assim o faz, porém alguma coisa acabou mudando no meio do processo, na qual acredito que será explicado no decorrer da temporada.

Gareth é o novo vilão da temporada e promete ser tão interessante quanto o Governador. Ainda não sabemos muito sobre o rapaz, porém podemos observar que ele é louco, mas também muito inteligente. A cena dele com o Rick tem um diálogo muito bom, mostrando o quanto vai ser interessante esse confronto entre os dois. E falando em confronto, Gareth acabou levando a pior nesse primeiro combate, graças à Carol.

Continua após publicidade

Carol foi a rainha do episódio, pois elaborou um plano incrível, resgatou todo o grupo e deixou o Terminus praticamente destruído. Ela mitou e foi épico! A construção de cada cena foi outro grande mérito, pois tudo foi muito bem desenvolvido. A forma como as cenas eram mescladas, até chegar em sua conclusão, foi de aplaudir de pé. Scott M. Gimple (roteiro) e Greg Nicotero (direção) estão de parabéns pelo excelente trabalho feito nessa premiere.

O episódio conseguiu trazer ação na medida certa, com muitos zumbis e muitas mortes. A violência também foi um grande destaque e pode-se afirmar que foi positivo, pois o foco dessa violência foi nos zumbis atacando os humanos. As cenas foram bem tensas, sem restrição alguma, com muito sangue e tripas. Em uma série de zumbis, isso é extremamente importante. E tomará que tenha mais cenas assim no decorrer da temporada.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

E não só de ação, sangue e violência foi esse episódio. Fomos surpreendidos por um momento mágico, provando que realmente essa nova fase da série vai ser bem diferente. Incrível como conseguiram trabalhar tão bem nas cenas de ação e virar a chave rapidamente para um momento de emoção. O encontro do Daryl com Carol foi super emocionante, assim como o Rick com a Judith. Impossível não ficar emocionado com todo o conjunto da cena.

Com tantas surpresas assim, o episódio ainda reservou uma outra, nos créditos finais, na qual também foi impossível não vibrar. Morgan está de volta e todos sabem o quanto o personagem já contribuiu com bons momentos em suas aparições, o que não será diferente dessa vez. Ainda não sabemos o que ele tem em mente, se está perseguindo o Rick, ou se finalmente vai fazer parte do grupo. O que sabemos é que coisa boa vem por aí e a quinta temporada de The Walking Dead está apenas começando.