The Walking Dead – 8×06 – The King, the Widow and Rick

Imagem: AMC/Divulgação

No último episódio eu havia comentado que seria muito bom ver o desenvolvimento de vários personagens em uma narrativa mais rápida, e que a história avançasse. Foi exatamente isso que The Walking Dead nos trouxe essa semana. Tivemos vários núcleos, diálogos e embates (com os Salvadores e entre eles mesmos).

Imagem: AMC/Divulgação

Começando por Rick (Andrew Lincoln), tivemos o nosso xerife indo até o grupo do lixão, tentando mais uma vez trazê-los para o lado de Alexandria. Sabemos que Jadis (Pollyanna McIntosh) é um tanto estranha, mas fazer “arte” vestindo apenas um avental em pleno apocalipse? Nos rendeu algumas risadas. Contudo, a moça não aceita a oferta de Rick e ainda o mantém preso em um container, nos dando uma clara referência ao grupo de Terminus, da 5º temporada.

Continua após a publicidade

Carl (Chandler Riggs) vai em busca do rapaz desconhecido que havia conhecido no início da temporada. Após ajudá-lo, descobre que seu nome é Siddiq (Avi Nash) e o recruta para fazer parte da comunidade, alegando fazer o que sua mãe lhe ensinou. Eles passam por alguns probleminhas, mas nada muito complicado, apenas para fortalecer a amizade entre os dois.

Finalmente Michonne (Danai Gurira) e Rosita (Christian Serratos) voltaram! Descobrimos que os 6 episódios que vimos tiveram o tempo de 1 dia e meio apenas e, mesmo com as duas ainda feridas pelo final da temporada passada, elas decidem ir juntas para ver o que de fato aconteceu no Santuário. No meio do caminho, ouvem um barulho e encontram um depósito onde dois Salvadores traçavam um plano para tirar os walkers da base principal.

Com direito a explosões – Rosita rules! – elas quase conseguem, mas o plano dá certo quando surge Daryl (Norman Reedus) e Tara (Alanna Masterson) para salvar o dia. Juntos, decidem ir para o Santuário sanar todas as dúvidas e terminar de vez com o plano da guerra.

Carol (Melissa McBride), por sua vez, tenta conversar com Ezekiel (Khary Payton), mas o rei não parece estar bem o suficiente para receber visitas. Então o pequeno Henry (Macsen Lintz) decide ir à luta e ainda tenta enfrentar walkers, mas é impedido por Carol. Engraçado como sempre ela está envolvida com crianças, por mais que não procure, não é? Seria o instinto materno? Contudo, há algo que me deixou surpreso aqui: o garotinho lembrou muito a filha de Carol, Sophia (Madison Lintz). E não é para menos! Só olhar o sobrenome dos atores e saberá que são irmãos!

Voltando ao episódio, Carol consegue encontrar o rei e, após muito diálogo, ela finalmente demonstra sua fé na liderança de Ezekiel. Infelizmente, a perda de Shiva parece tê-lo afetado muito para continuar lutando e liderando sua comunidade.

E finalmente, Hilltop! Jesus (Tom Payne) leva os Salvadores para Maggie (Lauren Cohan) e conta o motivo de os ter levado para lá. A viúva reluta, mas acaba cedendo à ideia do amigo. Gregory (Xander Berkeley) não fica muito contente com a situação e sobre o abrigo improvisado que criaram para os prisioneiros, mas no fim acaba sendo preso junto aos outros, a mando da própria Maggie. Como ela mesmo disse, ela vivia em uma fazenda e sabia distinguir lobos de ovelhas.

Após entregar a bebê para Maggie, Aaron (Ross Marquand) decide voltar à missão e acaba levando Enid (Katelyn Nacon) consigo, a pedido da garota.

Era isso o que a série precisava para prender a atenção do telespectador, ao meu ver. Teve o drama necessário para se criar um laço entre personagens ou mesmo destruí-lo. Teve ação na dose certa para nos fazer ao menos pular de alegria e ainda venerar aquele personagem que tanto ama, e, acima de tudo, a história seguiu em frente.

E você? O que achou do episódio? Não deixe de nos contar suas impressões e fique de olho semana que vem!

https://www.youtube.com/watch?v=m1JaIw274T4

Avatar

Rodrigo Sodre

Rodrigo é um rapaz que cresceu, mas manteve todas as alegrias da infância consigo. Aos 25 anos, é formado em Jornalismo e joga videogame desde quando usava fraldas. Apaixonado por zumbis, começou a se interessar pelo gênero quando viu a primeira intro de Resident Evil 2. Hoje é fã fiel de The Walking Dead e continua jogando, lendo, vendo filmes e séries.

3 comments

Add yours
  1. Avatar
    Diogo Azis 28 novembro, 2017 at 18:33 Responder

    Nota 10? Acho que não vimos o mesmo episódio. Eu comecei essa temporada bem animado com os 2 primeiros episódios, mas logo a animação passou. Só a Rosita salvou e talvez tenha sido a melhor cena dela na série. Não entendi o propósito dela e da Michonne terem saído de Alexandria. Jadis nua (WTF)? E mais uma criança pra Carol ter que se preocupar? Isso é tão 3 temporada! O título do episódio prometeu, afinal Negan sempre deixou claro que queria a Viúva, o Rei e Rick. Mas ele nem deu as caras nesse episódio. Queria mais alguma pista do helicóptero do episódio passado, mas infelizmente não teve. E Jesus conseguiu ficar mais chato do que Morgan. Já vimos esse plot de preservar vidas com VÁRIOS personagens. Pra que voltar nisso de novo? Tomara que morra! Enfim, não valeu a pena ter ficado acordado pra assistir.

    • Avatar
      Rodrigo Sodré 4 dezembro, 2017 at 02:30 Responder

      Diogo, eu não só entendo como concordo com muitos pontos que você disse. Sobre as tramas repetidas, por mais que nos irrite, é essa a tática deles por um simples motivo: seguir com a trama. Já chegou um momento que não dá mais pra gente implorar pra tudo acontecer de fato, a série tem uma linha temporal lerda e muitas vezes cansativa.

      O 10 foi muito mais pelas coisas que senti falta nos episódios anteriores do que a solução em si. Faltava desenvolvimento dos personagens, faltava a história seguir – mesmo a passos largos – e não voltar pra mostrar quem ficou pra trás. E foi isso o que o episódio trouxe. Ele abriu pontos que o episódio sete fechou e preparou para a mid-season.

      E sobre o helicóptero… não creio que haja alguma resposta, não agora. Usaram mais para uma referência da primeira temporada, mas seria incrível se usassem isso como uma ideia pro final da série, como algo que ainda se estabelece desde o começo, algum serviço militar… enfim.

      A gente precisa que a série caminhe pra frente, isso é fato! haha

  2. Avatar
    Bruno D Rangel 4 dezembro, 2017 at 14:45 Responder

    Com esse título, eu esperava muito mais. Eu não aguento mais reclamar de TWD. Antigamente eu ficava acordado até tarde pra assistir na TV. Depois eu comecei a baixar no dia seguinte. Hoje em dia eu deixo ela pro final da minha lista. Tanto que o episódio da semana passada assisti somente ontem de tarde e o episódio de ontem, provavelmente só vá ver no final de semana que vem.

    Tudo aconteceu em um dia e meio e tenho a impressão que a máquina de teletransporte que tanto reclamam que aparece em Game of Thrones está dando as caras em TWD.

    A única cena que salvou pra mim foi a da bazuca. Eu dei um gritão.

Post a new comment