The X Factor Brasil – 1×11/12 – Centro de Treinamento

txf br 4

Continua após publicidade

[spacer size = “20”]

Continua após a publicidade

E aí galeraaa!

Continua após publicidade

Chegamos a fase da Judge’s House – que não é uma casa, mas é dentro do centro de treinamento mesmo – no The X Factor Brasil, e a competição está afunilando, GRAÇAS A DEUS!!! Algumas surpresas, injustiças também, e no fim cada jurado conseguiu montar um time coerente. Vamos ver como ficou?

[spacer size = “15”]

Continua após publicidade

MULHERES (Let)

[spacer size = “10”]

Mentores: Alline Rosa e Tiago Iorc
Alline tem de longe a melhor categoria, e ainda convidou Tiago Iorc para essa fase, melhor companhia de todas. Ele acrescentou muito, e já deu vontade dele voltar no futuro. Alline me irrita em muitas coisas (como sua careta), mas não enlouqueceu nas escolhas, foi justa, correta e passou apenas quem deveria passar. Gostei!

[spacer size = “15”]

AS ESCOLHIDAS
Ciana tem uma voz ótima, mas foi meio fake sua apresentação, ela “engrossou” a voz sem necessidade. Heloá foi ousada e cantou a musa Adele, amei muito a sua apresentação. Naomi escolheu uma música com o tom lá embaixo e foi só gritaria, não gostei.

Dessa vez VKiller veio menos performática, apesar da maquiagem borrada, e cantou muito bem – acreditem, isso é bem difícil de admitir. Bruna tem uma voz diferentona, e deu algumas escorregadas, como bem apostou Tiago. Ariane me irritou um pouco com seu jeito de cantar, é possível aproveitar a voz diferente sem tanta firula.

Uma das minhas preferidas (que sinceramente não lembro das audições) é Jenni, que arrasou cantando um clássico da eterna Amy. Qeu voz poderosa dessa menina. Outra que arrasou foi May, a rouquidão da sua voz conquista e arrepia sempre. Carol e Marcela cantaram a mesma música, cada uma do seu jeito, e cada jeito mais lindo que o outro, amo essas duas lacradoras.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OG6gOnamgQs&index=19&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “15”]

AS ELIMINADAS
As eliminadas foi uma sucessão de vergonha alheia que não deu para entender. Thalyssiane engrossou a voz e estragou a música. Karine chorou cantando Miley Cyrus, esqueceu a letra e ninguém entendeu o que estava rolando.

Com Jéssica eu quase dormi, melhor seria se ela tivesse investido apenas em Natiruts. Lorena também me decepcionou muito, foi chato demais – sem contar aquele batom over que me tirou a atenção.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=L2FlSk6aFDo&index=18&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “30”]

GRUPOS (Luke)

[spacer size = “10”]

Mentores: Paulo Miklos e Fernanda Abreu
Espero do fundo do meu coração que os produtores já estejam contando com Fernanda para uma próxima edição na bancada. Mulher de atitude, firme na decisão, sem papas na língua. Me perdoem meus companheiros do Mix, mas dentre todas as escolhas de mentores, unir o titã do rock brasileiro à musa pop dos anos 90 foi uma harmonia intensa, e que refletiu bons resultados.

OS ESCOLHIDOS
A categoria Grupos sempre surpreende muito por ser bem eclética e dinâmica. As apresentações dessa segunda passaram certas surpresas e conforto a quem assistia. O grupo Dó Maior, por exemplo, vinha a semanas me entediando em suas apresentações, e não sabia o porquê da insistência dos coaches em continuar com eles. Dessa vez, fizeram uma apresentação maestral e coesa de um grande clássico da MPB, merecendo a chance de prosseguir. Seguindo a competição, vieram ao palco duas duplas que ainda me incomodam por certas diferenças entre os integrantes, que ao meu ver, refletem na canção. Estou falando da Dupla da Paulista e de Andrew e Maylon. Foram boas performances, mas ainda precisam ajustar um pouco essas discrepâncias de vocal e coreografia. O grupo Slow é a típica boyband brasileira, que já passou por fases de Bro’z a Restart e que está em falta no mercado atual. Tem tudo pra estourar pelo Brasil, os garotos ainda são novos e o histórico mundial do programa nos mostra uma boa repercussão de competidores neste estilo. Sinto falta da identidade cada um durante a canção, mostrar como eles imprimem sua maneira de cantar dentro do grupo. Mas ainda assim, foram excepcionalmente bem. E por fim temos a ansiosa apresentação do grupo Ravena. As garotas claramente não tem interação umas com as outras, mas não vamos ser precipitados pois o grupo tem apenas um dia de vida. A apresentação foi incrível apesar das falhas, e mesmo que não devemos comparar históricos, vejo muito de 5H nas meninas. Toda a questão da diferença musical e visual entre elas que, se bem trabalhada, tem grandes chances de ser um novo estouro no mercado brasileiro. E as falhas, lembro-me muito bem de diversos grupos que foram se encontrar depois de inúmeras tentativas e erros, então nos resta esperar para futuras apresentações…

A quarta volta tão surpreendente quanto a segunda para os grupos. Filosofia Reggae vem com um clássico nostálgico de Jorge Vercilo, e por mais que tenha soado meio desarmônico pela questão da Acapella, foi muito interessante toda a questão da apresentação relacionada ao estilo das cantoras. Onix foi bom, não tenho muito o que falar. Precisam melhorar um pouco a interação do grupo, trabalhar coreografia em conjunto, mas no mais tem um beatbox incrível que pode ser muito bem trabalhado. Do mesmo jeito tivemos Valter Júnior e Vinícius, a dupla está representando o sertanejo na competição e mandaram bem na apresentação. As Trinca foram incríveis como de costume, o grupo realmente é uma inovação para o programa e para o cenário do rap brasileiro. Zennus é um grupo diverso e eclético, e também algo que pouco se vê na música brasileira, o grupo tem estilo e a apresentação foi bem dinâmica, gostei!! O grupo o Clã subiu muito no meu conceito, eles mandam muito bem no funk, tem a coreografia a seu favor e vem com uma formação inovadora para o cical. TropeiraAfrica sempre me arrepia pela empolgação, mas eles precisam acertar um pouco mais a condição da música com a coreografia, pois isso é um desafio pra todo e qualquer artista.

Quando a gente pensa que tudo está decidido, eles no surpreendem ainda mais… O grupo Zennus e a dupla da Paulista tiveram que se apresentar mais uma vez e provar que mereciam a chance na próxima fase. E eles conseguiriam fazer isso de modo interessante. Que venha o desafio das cadeiras…

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=V0jX_toYOzw&index=1&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “15”]
OS ELIMINADOS
Desculpe-me a sinceridade, mas tanto Mariana e Marília quanto High Hill já deviam ter sido filtradas a mais tempo na competição. A dupla realmente não se encontrou no palco, andando por todos os lados e gerando confusão. O grupo musical eclético não teve harmonia entre as cantoras, que nunca passaram uma identidade e diversidade para o público. Realmente a competição está muito acirrada e certas apresentações não merecem nem mais uma tentativa…

Quarta também veio com algumas decepções e isso começou com André e Luís Otávio. Eu realmente gostava da dupla, não acho que eles tenham ido tão mal a ponto de sair da competição. Mas realmente as coisas estão cada vez mais acirradas, e isso é normal.

E as despedidas não acabaram por aí, a filtragem final faz com que Filosofia Reggae e o grupo Slow deixassem a competição. A boyband não imprimiu sua identidade e isso foi crítico na competição. As garotas do filosofia tinham tudo para estourar mas pecaram muito na Acapella.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=AVit3w7Uen0&index=20&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “30”]

HOMENS (Paula)

[spacer size = “10”]

Mentores: Di Ferrero e Péricles
Cantores bem ecléticos para decidirem uma das categorias mais fortes que é a dos meninos. Achei que Di melhorou no seu julgamento e deu bons conselhos aos participantes, mas Péricles não acrescentou muita coisa, serviu mais como cenário mesmo. Muitos evoluíram após a mentoria, e acredito que Di Ferrero escolheu bem os homens que permanecem na competição.

[spacer size = “15”]

OS ESCOLHIDOS
A categoria tem participantes fortes. Adorei a apresentação de Conrado e de Igor Black. Os dois cantaram bem, músicas gostosas de ouvir. Porém, Conrado estava nervoso demais. Ele não pode deixar a emoção tomar conta a ponto dele chorar. Sei que ele é novo, mas ele precisa urgentemente ficar mais confiante, como foi Igor. Outro que passou mas precisa evoluir é Alessandro Maia, que também é novinho. Estava nervoso e com medo dos mentores. Isso não pode acontecer, pois atrapalha demais a performance. Mas gostei da sua apresentação, pois houve emoção e constância na voz. O problema da confiança nesta categoria vai para os dois extremos, pois Victor já tem excesso de confiança e um ego muito alto. Fez uma versão diferente da música, mas precisa abaixar a bolinha um pouco – e dispensar aquela dancinha feia. Agora, a alma de artista fez o nosso menino “Lady Gaga” passar. No entanto, todas as outras apresentações de Diego Martins foram mais contagiantes, não sei o que houve. Espero que ele melhore. Mas, o melhor da noite de segunda-feira para mim foi Eli. Ele cantou suave e surpreendeu a todos. Fez uma versão ótima da música e arrasou. Um dos meus favoritos dos meninos!

Na quarta-feira, a categoria dos homens só me deu orgulho. Tivemos muitos participantes excelentes, como o querido Luan. Sempre uma graça, voz suave… Ele é um forte candidato e é uma das minhas apostas para finalista. João de Barro também arrasou, bem sereno. Outro destaque foi Miguel que escolheu bem a música e teve uma boa apresentação, só faltou respirar um pouco mais. Já Lucas Hawkin desafinou um pouco, estava nervoso, decepcionou bastante, mas Di deu mais uma chance, o que eu não entendi muito bem, pois deixou a desejar mesmo. Não há mais espaço para erros no programa. Octávio Augusto também falhou, mas seu erro foi esquecer a letra da música. A sorte é que ele soube ter jogo de cintura e improvisou. Por último, Lucas Nage, que foi a surpresa. Ele se superou na mentoria e teve uma boa apresentação, o que o salvou. Lucas interagiu, sentiu e se emocionou com a música. Fez bonito!

Para aterrorizar (só pode!), os jurados surpreenderam por chamar novamente Luan para cantar, alegando que estavam com dúvidas. Mas ele arrasou e cantou lindamente! Não há motivos para Di Ferrero ficar indeciso. Octávio também repetiu a audição, mas com uma música religiosa. Foi mais emocionante e achei bem melhor do que a primeira apresentação dele do dia. Já seu xará não foi perfeito, mas foi melhor que anteriormente. Ainda chamaram João, porém sua voz rouca não tem para ninguém, bem como Diego, que tem e sempre terá uma diva dentro dele. Com todos eles, só tivemos mais a certeza de terem passado. Não sei porque esta tortura toda. Que venha o desafio das cadeiras!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=MERH0zDoQMg&index=32&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “15”]

OS ELIMINADOS
Já os eliminados, foram embora com razão. Caiê esqueceu a letra e parou de cantar. Isso não se faz. Dá uma enrolada, mas não para de cantar. O nervosismo atrapalhou bem ele. Porém, a saída de Felipe Persi atribui a interpretação mesmo. Algo deu muito errado ali. Ele não tinha emoção, não sentiu a música. Foi bem monótono.

Henrique Gonçalves escolheu uma música ótima, mas que tem um tom só. Ele ousou em subir e eu não curti o resultado. Foi demais e com isso ele deixou o programa. Até que Concordei com as saídas desta fase.

Na surpresa do final, Victor foi eliminado e com certeza foi devido ao seu excesso de confiança e ego elevado. Lucas Hage também vai para casa de última hora, com razão, pois acho que ele errou muito novamente e isso não pode acontecer na altura do campeonato.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=x-Eb0t0YNVs&index=3&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “30”]

ADULTOS (Edu)

[spacer size = “10”]

Mentores: Rick Bonadio e Ludmilla
Pra mim foi uma grande surpresa Rick pegando a categoria dos Adultos, pois achava que Paulo teria mais chance para tal. Enfim, eu estou tentando entender a presença de Ludmilla como mentora convidada, pois os comentários dela não agregaram em nada. Com um histórico impecável, eu esperava que a categoria do jurado se tornaria formidável, mas algumas de suas escolhas não teve como defender.

[spacer size = “15”]

OS ESCOLHIDOS
Priscila não apresentou sua melhor performance, senti uma mistura de nervosismo com escolha errada da música, mas até que concordei de Rick passando-a. Agora uma coisa que achei engraçada foi o fato de ainda investirem em Paulo Cremona, porque gente é sério, o cara já foi longe demais na disputa. A performance dele, pra variar, não me agradou, achei muito karaokê de churrasco em família. Que Deus ilumine a cabeça de Sr. Bonadio, e que ele saia no desafio das cadeiras, amém!

Christopher mandou hiper bem nas audições, e veio agora com esse clássico de Joss Stone, e estava mais que nítido a permanência nele na disputa. Agora que não temos mais Lia, ele é a minha aposta para a categoria. Tamires e Rafael também merecem todo o meu destaque aqui, afinal de contas eles estavam doentes e com a voz comprometida, mesmo assim foram lá e deram os seus melhores. O rapaz simplesmente foi até onde conseguia, e foi muito satisfatório, agora ela, meus amigos… Me arrepiei todo com tamanha afinação, isso estando ruim, imagina se a saúde estivesse boa? Tainah vem me surpreendendo mega positivamente, pois ela vem tendo uma evolução gradual, será que ainda vamos nos surpreender com ela? Só o tempo irá dizer. Agora os demais passarem pra mim foi tipo pombo.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=sOUzoQipUaA&index=22&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “15”]

OS ELIMINADOS
GENTE, COMO ASSIM LIA ELIMINADA? Estou simplesmente no chão, pois ela é uma das minha candidatas prediletas, e ainda estou processando tudo. Ela estava nervosa? Sim, mas isso não decaiu a qualidade que só ela tem, e ainda não acredito que ela foi eliminada a essa altura do campeonato.

Depois de ter passado esse choque, qualquer um que saísse depois dela eu não ligaria, exceto um caso em específico. Quando Bárbara se apresentou para Rick e Lud, fiquei sem entender o fato dela ter sido aprovada, com aquela apresentação que foi o extremo do descartável. A voz dela não casou em momento algum com a song choice, e eu só conseguia sentir sofrimento em cima disso, foi difícil digerir. Graças ao bom Deus que os jurados ficaram confusos no final, e pediram para alguns cantarem novamente para se certificarem das escolhas. GRAÇAS A DEUS, Bárbara foi eliminada enfim justamente. Tchau, querida!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=-tTMM630eIY&index=23&list=PLRNaco5r09lfylwtblUawWZ2OQvqCq08e[/youtube]

[spacer size = “15”]

E vocês, o que acharam das escolhas dos jurados?